Aproveitamento político

Lemos, numa das muitas coisas já escritas, que o facto de irem ser criados os centros escolares não era novidade para os mais atentos. Sabe-se que a generalidade dos munícipes está alheada do que se vai passando mas também se sabe que isso não deverá acontecer com aqueles que estão na vida politica activa. Fomos,…

Veja mais

Demitam-se, pleaseeee

Hoje o PS respondeu ao que o PCP tinha escrito a semana passada sobre o assunto das escolas. Se o PCP acusou o PS de serem mentirosos, o PS retribuiu chamando-os de mentirosos. Já antes tínhamos lido acusações de que a Alexandra não faz o seu trabalho, tendo mesmo sido pedida a sua demissão. Coincidência…

Veja mais

Os centros escolares

O que se tem assistido nos últimos dias sobre o problema do encerramento das escolas tem permitido aos mais distraídos perceberem o quão mal vai a coligação e quão entretidos andam em discutir interesses partidários em vez de procurarem os interesses da população. Se por um lado o PCP acusa o PS de serem os…

Veja mais

Casa fechada!

Com as férias de muitos à porta, fomos tentar saber o que irá acontecer durante o mês de Agosto na Casa da Cultura. Com muita gente a não ter para onde ir e com as crianças de férias a primeira ideia que nos vem à mente é a de que aquele espaço iria proporcionar a…

Veja mais

Et tu, Alex?

Quem ontem leu o jornal ficou com a ideia de que a iniciativa de encerramento de seis escolas é da câmara. Pelo que conseguimos saber, a ideia que tem sido passada junto de pais e professores, numa das reuniões onde a Alexandra esteve presente do agrupamento escolar, é a de que a decisão é do…

Veja mais

Os apoios… atrasados

Ano após ano a questão dos apoios que são concedidos às associações é assunto que não passa sem que haja polémica. Este ano não é excepção e, a meio do mês de Julho, as associações que tiveram que se candidatar até 15 de Setembro do ano passado não têm qualquer informação sobre o que poderão…

Veja mais

Divulgação… dos outros

Há dias o Vítor queixou-se, em plena reunião de câmara, do facto do jornal cá da terra não ter feito uma divulgação condigna das festas da cidade – as mesmas que o Vicente quer que passem as ser as Festas do Município (que bem que ficaria!!!) – e sugeriu mesmo uma alternativa. Nada disto seria…

Veja mais

Em sexto!

Ontem foram escolhidos os que irão concorrer às legislativas pelo PS aqui no distrito. Como era previsível, o Pedrosa foi colocado em lugar não elegível. É o sexto da lista sendo que nas últimas eleições o distrito apenas elegeu três deputados. O Medeiros “pagou” assim a falta de apoio que teve por parte do ainda…

Veja mais

A equipa

Quando saímos das reuniões de câmara, a sensação com que vimos é a de que estivemos no meio de um campo de batalha onde quase tudo vale. Uma vez mais nota-se que, de entre os “gladiadores” que estão de um dos lados, há um que se destaca e que tem por função dar os recados…

Veja mais

Ainda nada!

No final do ano o Álvaro afirmava que o assunto do mercado iria ser levado a debate públicos depois do Natal. Passados que estão seis meses, nada aconteceu. A informação que existe é a de que estão em “negociações algumas soluções”. Sabe-se que o que está em curso é a negociação das antigas instalações da…

Veja mais

Omnipresente

Os que acreditam na existência de Deus acreditam que ele está em todo o lado. Já quanto à imagem que ele poderá ter, depende da imaginação de cada um. Por cá começamos a acreditar que estamos também perante a existência de Deus, não porque tenha a capacidade de fazer tudo mas porque consegue estar ao…

Veja mais

Os que os defendem

Como não podia deixar de ser, o assunto do dia é a detenção de mais uma pessoa ligada ao ex-Primeiro Ministro. Tal como em relação a ele, não fazemos ideia se este último detido é culpado ou não, apesar de termos a nossa opinião, e temos apenas que esperar pelo desfecho do processo. Alguém se…

Veja mais

Fazer o pino

A reunião de hoje foi interessante. Como não podia deixar de ser, depois do muito que se escreveu sobre o que aconteceu em S. Pedro, o assunto veio à baila. Ficou-se a perceber que muita coisa aconteceu sem que alguém tivesse controle sobre o que se passava. Pode-se dizer que na reunião a vereadora teve…

Veja mais

Ódio de estimação

Se há coisas que acontecem na câmara e que não se sabem, outras há que saltam aos olhos de qualquer um. Uma delas é o “ódio de estimação” que parece existir entre a Alexandra e o Nelson. No jornal a Alexandra afirma que “não se esconde atrás de redes sociais“. Ainda antes de se poder…

Veja mais

Culpa solteira

Hoje, a propósito do que aconteceu em S. Pedro e que envolveu a Alexandra e uma série de textos que se puderam ler no Facebook, o Álvaro afirma que “a culpa não pode morrer solteira”. De uma forma mais ou menos clara, o Álvaro diz que irá pedir responsabilidades à Alexandra pelo que aconteceu em…

Veja mais

Expediente

Todos sabem que a utilização das redes sociais são um dos factores que conduz a uma menor produtividade. O tempo que se perde nesses locais faz com que diminua, de forma acentuada, o trabalho que se deveria realizar. Claro que quando se trata dos particulares, isso diz-lhes apenas a eles respeito. Coisa diferente é quando…

Veja mais

Contra a maré

Há uns meses o Álvaro colocou como seu adjunto alguém que não era conhecido nas lides políticas. Sabia-se que era alguém que não tinha “tento na língua” e que, de vez em quando, falava com o coração e não tanto com a cabeça. Hoje lemos uma frase onde ele afirma que “De que vale remar…

Veja mais

Voltar ao passado!

Quando hoje algum munícipe quiser saber o que foi decidido pela câmara vai pensar que está a recuar no tempo! A razão não tem a ver com o facto de essa consulta poder fazer alguém sentir-se mais novo mas tão somente o facto de estarmos como já estivemos há uns meses. Apesar de terem já…

Veja mais

Interdito

Há uns meses os equipamentos para as crianças num dos parques estavam impróprios para utilização. Demoraram meses até serem substituídos. Como não houve manutenção, a câmara teve necessidade de gastar mais dinheiro para proceder à substituição. Pelo que agora se vê, não deverão ter aprendido com os erros e há mais equipamentos a necessitar de…

Veja mais

O muro

De quando em vez chegam-nos informações que dão conta da preocupação que alguns têm sobre o que vai acontecendo aqui na terra. Desta vez a preocupação volta-se para algum mau-estar que existe, novamente, no seio dos bombeiros. Pelo que tivemos conhecimento, a direcção da corporação terá decidido avançar com a vedação do quartel dos bombeiros…

Veja mais

Balanço

Foi-nos deixada uma sugestão que aceitámos: Sem que façamos juízos de valor sobre o que está bem ou mal aqui na terra, deixar que sejam os que por aqui passam que se pronunciem sobre o que acham que está bem e sobre o que falta ou poderia ser melhorado. Sabendo-se que há quem leia o…

Veja mais

A questão grega

Como era mais ou menos previsível, o “não” ganhou na Grécia. A questão que agora se coloca tem a ver com o que irá acontecer. Não vamos fazer previsões, porque para isso existem os comentadores, mas há algumas coisas que nos fazem pensar. O “não” traduz-se na recusa de aceitar as medidas impostas pelos credores.…

Veja mais

Panteão

Está marcado para agora a transladação dos restos mortais do Eusébio para o Panteão Nacional. Questões futebolísticas à parte, não podemos deixar de pensar novamente no que somos e como chegámos até aqui. Nem é a questão do dinheiro que se vai gastar (setenta e cinco mil euros); nos 54 conjuntos de cavalos da GNR…

Veja mais

As diferenças

Quando se passa pelo parque pode ver-se uma árvore que de noite quase faz lembrar o Natal. É de mais uma iniciativa dos voluntários do movimento de luta contra o cancro. Quando ontem à noite vimos a árvore não conseguimos deixar de nos recordar do que foi colocado no Natal em frente à câmara e…

Veja mais

A falta de acção

Quando hoje se lê o jornal fica-se com a ideia de que alguma coisa vai acontecer na câmara. Fica-se com a ideia de que a vereadora, mesmo agora no calor do verão, está rodeada de veneno e que em breve irá acontecer algo que a faça perder o pelouro. Quando, na reunião da concelhia do…

Veja mais

Pela vida

Durante semanas pôde-se ver o que acontece quando muitas pessoas se unem em torno de uma mesma causa. Foi bonito de ver o que aconteceu e todos aqueles que estiveram presentes merecem não menos do que o reconhecimento. Sábado vai ter lugar a festa de encerramento com a “prata da casa”. Vai ser bonito de…

Veja mais

Saber educar

A partir de hoje esta será uma imagem que deixará de poder ser vista e publicitada nas redes sociais (sem que nos estejamos a referir ao mal que fica ver-se uma foto assim publicitada como sendo algo normal). Menores não poderão mais comprar álcool. Concorde-se ou não com a medida (e dificilmente se poderá discordar),…

Veja mais

Mais problemas!

Segundo ano de orçamento participativo, problemas iguais! Esta será a conclusão a tirar do que está a acontecer. Voltámos a inscrever-nos como sendo um habitante cá da terra, com dados de alguém que aqui não vive ou trabalha. Nenhum problema tivemos. Foi exactamente como o ano passado. Tentámos submeter uma proposta mas não conseguimos encontrar…

Veja mais

“Sede vacante”

De acordo com as regras da igreja católica, sempre que um lugar que deveria estar com um membro da igreja está vazio, o nome que se dá é de “sede vacante”. Lembrámos disto depois de termos conhecimento que algo semelhante está a acontecer na câmara. Por razões que para aqui não são chamadas, o Álvaro…

Veja mais

Pelos cabelos

O ex-Primeiro Ministro continua detido. Há os que o querem transformar em “preso político” outros que o querem ver pagar por aquilo que o país passou após a sua saída do Governo. Há quem o idolatre e pareça fazer a sua vida em torno do que acontece àquele cidadão enquanto outros pouco se importam com…

Veja mais

Ilegalidade

Uma vez mais assiste-se a uma “batalha” nas redes sociais entre o Aurélio e o Álvaro. Na última reunião, a propósito do concurso para a direcção da DCD, o Aurélio votou a favor a abertura do concurso mas fez uma declaração de voto onde se mostrou contra a forma como ele tinha sido aberto. No…

Veja mais

Sim mas não!

Desde que este mandato começou que temos notado que tem existido uma forma de agir por parte de alguns autarcas que não se compreende. Bem sabemos que o regimento permite que assim seja mas não tem lógica que um qualquer vereador vote num sentido um qualquer assunto mas faça uma declaração de voto que diz…

Veja mais

Repreender

Com os ânimos ao rubro entre o Álvaro e o Aurélio, prevê-se que amanhã os problemas surjam logo quando a reunião começar. Na última reunião, sem público, a forma como os vereadores se sentaram não foi com a preocupação de poderem estar virados para a plateia. Como não estava lá ninguém a assistir, não houve…

Veja mais

Roubar o lugar

Quem tem estado minimamente atento ao que tem sido escrito pelo Álvaro no Facebook tem-se apercebido que ele está atentar tirar o lugar ao Aurélio. Se até agora era este quem, nas reuniões de câmara, dava os parabéns a quase toda a gente, agora é o Álvaro quem está a fazê-lo. Nota-se uma necessidade súbita…

Veja mais

As estradas

Em Agosto do ano passado, a propósito de uma questão que lhe foi colocada sobre o estado da estrada de S. Pedro, o Álvaro afirmou que aquela estrada não era da câmara, que nada seria feito para reparar os problemas existentes porque ele não sentia muito o problema porque cumpre os limites de velocidade. Não…

Veja mais

Ausentes

Este fim-de-semana foi aberto o passeio pedestre na Vieira. Onze quilómetros durante os quais pudemos ver muito do que já nem nos lembrávamos. É algo que faltava e que, esperamos, se alastre aos restantes pontos da mata. Quando lemos que iria haver este passeio pensámos que ele faria parte daquela ideia que a Alexandra há…

Veja mais

Corta-fitas

Durante muito anos fomos habituados a ver alguns políticos de tesoura na mão a cortar as fitas das muitas inaugurações que faziam. Um dos exemplos mais recentes vinha da Madeira. Os partidos mais à esquerda sempre criticaram essa forma de agir. O tempo que os políticos perdem a cortar fitas é tempo em que poderiam…

Veja mais