“Je suis Charlie”

Um dia depois do atentado que está a movimentar o mundo ocidental, é-nos deixada, às 16:42, uma mensagem privada a propósito do post “Os apoios e a falta deles” com o seguinte teor: “Anónimo??? pensas que destabilizas quem tem luz própria… perdes do teu parco tempo. Alimenta-te de “comida” saúdavel. Que te faça crescer enquanto…

Veja mais

Os apoios e a falta deles

Apesar dos muitos erros que vão sendo cometidos pelos membros do executivo camarário, não consideramos que algum deles faça as coisas por maldade ou com intenção clara de prejudicar. Tendo esse pressuposto em mente, a questão, mal explicada, de alguns apoios que não são atribuídos sempre nos fez alguma confusão. Quando se trata da utilização de…

Veja mais

Só porque sim!

Quando olhamos para as decisões que são tomadas pela câmara esperamos sempre encontrar um fundamento. Justificar o porquê de ser decidida alguma coisa é a única forma que os munícipes têm para poderem saber qual a razão que sustenta essa decisão. Tínhamos assistido à reunião de câmara que deliberou atribuir apoios a alguns clubes. Apesar de…

Veja mais

É só coincidência!

Alguns ainda se recordarão desta imagem. Foi há quase dois anos, depois do temporal que se abateu sobre a terra e deixou a mata irreconhecível. Nessa altura um grupo de munícipes tentou mobilizar os políticos e a população para o problema. O resultado foi o que se vê. Estiveram presentes os que mais tarde vieram…

Veja mais

Má gestão dos cemitérios

Continuamos a ser uma terra que tem uma atenção especial com os seus mortos. Ainda que para muitos possa ser um assunto irrelevante, não o deveria ser para quem manda. Não, não vamos voltar a falar no jazigo que, um ano depois, está ainda sem solução. Esse será um assunto que irá ser arrastado até…

Veja mais

TUMG levada ao colo

 Quem procurar um pouco encontra isto: “As empresas locais, tanto nas relações com os sócios como com terceiros, estão sujeitas às regras gerais da concorrência, nacionais e comunitárias, e devem adotar mecanismos de contratação transparentes e não discriminatórios, assegurando igualdade de oportunidades aos interessados, nos termos legalmente previstos“. Este texto é tirado de uma das…

Veja mais

Haja paciência

Conseguir-se chegar lúcido a uma idade avançada deverá ser uma benção. Alguns conseguem, outros vão envelhecendo sem perceberem que o tempo deles já passou. Soares faz-nos lembrar a Heminia Silva. Quando já não cantava mas apenas fazia uso do nome, sempre que tinha possibilidade de chegar a um palco quase que era necessário que a tirassem…

Veja mais

Sem programação

No final do ano, a câmara deu um novo visual ao site institucional. Tivemos a esperança que a falta de informação actualizada fosse algo que tivesse apenas a ver com a mudança de visual e que em poucas horas tudo seria ultrapassado. Não foi! Mas esta falta de informação levou-nos a tentarmos ir saber o…

Veja mais

As contas

O ano começa e com ele deveria começar uma nova vida. Para alguns assim será mas não acreditamos que alguma coisa mude no que diz respeito a quem manda. Não sabemos como foi a passagem de ano dos que mandam porque, como nada foi organizado por eles, também não tivemos interesse em sabê-lo. Sabemos que…

Veja mais

Os votos de ano novo

“Caros Munícipes, Têm sido poucas as vezes que perco tempo  a escrever umas linhas para poder dizer o que penso mas, como estamos no último dia do ano, não poderia dormir descansado sem que fizesse o que muitos esperam de mim. Sei que nas eleições prometi que iria fazer muita coisa. Eu sei disso. Sei…

Veja mais

Uma opinião

“Caro(s) Curioso(s). Não percebi se o post da semana passada era bluff ou se estavam mesmo com intenção de fechar a praça. Seja lá como for, fizeram bem em não fechar. No meio de muita confusão, desinformação, má língua e outras coisas tais, também há informação interessante que nunca saberíamos se não fosse por aqui.…

Veja mais

De sonho a pesadelo

Quando hoje acordámos ficámos sem perceber muito bem se o que tínhamos vivido era sonho ou realidade. Acontece às vezes sentirmos isso. Desta vez a sensação com que acordámos foi a de que tínhamos passado o ano no centro tradicional porque a câmara se tinha dado ao trabalho de organizar algo para que ali se juntassem…

Veja mais

Previsões para 2015

Amanhã começa mais um ano. Costuma-se dizer que “ano novo, vida nova”. Não nos parece que assim vá ser. Inspirados com o que parece ser a nova vocação da chefe de gabinete do Álvaro, ler (sem jeito, diga-se), lembrámo-nos de quem lê o futuro nas bolas de cristal e fomos tentar fazer as previsões para o…

Veja mais

Personalidade do ano

Estamos a chegar ao fim do ano e, como é natural, é altura de se fazer o balanço. Houve coisas positivas outras negativas. Momentos felizes e momentos de desespero. Momentos em que o mundo parecia ter um brilho anormalmente bonito, outros em que as nuvens pareciam esconder o mais persistente dos raios de luz. Houve…

Veja mais

Risco de multas

Haverá já quem tenha recebido um papel destes em casa depois de ter facilitado quando deixou o carro num dos parques pagos aqui da terra. Já aqui falámos nisso mas hoje, quando deixámos o carro estacionado num dos locais onde não deve ser cobrado o estacionamento e nos cruzámos com um dos que habitualmente anda…

Veja mais

Transparência do Design

Recordam-se da classificação que a câmara teve que a colocou entre as mais transparentes? Recordam-se do fracasso do evento do Desgin? Assim à primeira vista, uma coisa nada tem a ver com outra, mas tem. Até hoje ainda não conseguimos ver qual a utilidade daquele evento. Foi uma semana de conferências frequentadas por jovens e…

Veja mais

Tarde de cinema

[sociallocker id=”5306″] Hoje, por ser dia de Natal e para não estarmos a escrever sobre o que se passa por cá (ou melhor, o que não passa), deixamos apenas a comédia que ontem estreou e que deu origem às ameaças da Coreia em relação aos EUA. Divirtam-se. (Não está legendado) [/sociallocker] 00 Seguir ( 0 Seguidores )…

Veja mais

Cara nova

Os que necessitam de obter informações da câmara deverão já ter-se apercebido que o visual mudou. Não nos referimos aos que mandam mas sim ao portal da câmara. Está mais moderno e arejado. Não se pode dizer que esteja feio, antes pelo contrário! Num primeiro contacto anda-se um pouco perdido a tentar encontrar a informação…

Veja mais

Almoço de Natal

Esta bem que poderia ser uma fotografia de família não fosse tudo o que se sabe que acontece nas reuniões. O Santos bem que vai tentando por água na fervura e tentando manter o clima pacífico mas tem-se notado que isso é apenas momentâneo. Fica, no entanto, uma imagem para o futuro. Ainda que pouco…

Veja mais

Eis que…

Pouco nos leva a que possamos escrever o que pensamos. Ontem é até capaz que tenha havido alguns, aqueles que acham que achamos que mandam, que tenham pensado que se tinham visto livres de nós. Esteve quase. Há depois aqueles “chatos” que acham que devemos continuar a dizer o que pensamos. Não podemos dizer que…

Veja mais

Até um dia

O momento teria que chegar um dia. Cansados de escrever sobre o que tem acontecido, sobre o que acontece aqui na terra sem que alguma coisa mude, é chegada a altura de parar. Os que mandam não nos venceram e muito menos nos convenceram! Apenas deixaram de nos importar. São incompetentes demais para que continuemos…

Veja mais

Parquímetros ilegais?

Foi notícia hoje na TSF o facto de um tribunal ter declarado que as multas por estacionamento em lugares pagos apenas poderem ser aplicadas pela ANSR. Pelo que se pode ler, cabia às câmaras que queriam instalar parquimetros pedir autorização àquela entidade. Pode ler-se também que, até ao momento, nenhuma câmara pediu essa autorização! Significa…

Veja mais

Presépios

Ainda pensámos que o Natal trouxesse alguma boa vontade junto daqueles que mandam e nos alegrasse a quadra mas não! Nem um simples presépio existe para dar um sínal de que estamos no Natal! É por pensarmos no Natal que houve uma coisa que estranhámos na última reunião de câmara. Foram feitos alguns pedidos de apoio…

Veja mais