Balanço

Final do ano e, como é normal, ganha-se embalo para se fazer o balanço. Como todos os anos há coisas boas e coisas más. Infelizmente as más sobrepõem-se às boas. Pelo lado positivo tivemos eleições que decorreram dentro do espírito democrático a que nos habituámos; tivemos Festas da Cidade que, sendo copy / paste das…

Veja mais

Pago à peça

Como é óbvio, hoje em dia o Facebook é uma ferramenta de informação interessante. Lá pode ler-se tudo, desde as coisas mais absurdas a algumas interessantes. Da parte dos organismos estatais ou autárquicos, é o único local onde alguns acham que se pode difundir informação. Ter uma página bem arrumada é o primeiro sinal de…

Veja mais

Um dia, quem sabe!

Quando há umas semanas foi aprovado o novo regimento da câmara no que diz respeito às reuniões do executivo, ficámos convictos que iria passar a ser feita a transmissão em directo. O termo ‘live streaming’ traduz-se em disponibilizar sinal de video e audio que permite que se assista ao que está a acontecer quase em…

Veja mais

O roubo de Natal

Poucas são as vezes que os partidos estão de acordo em alguma coisa. Ressalvam-se as vezes em que o interesse é o deles próprios. Já é conhecida a estratégia de aprovar medidas em períodos de férias ou quando há campeonatos mundiais de futebol. O pessoal anda entretido e nem se apercebe, senão quando é tarde…

Veja mais

A mensagem de Natal

Na sexta a Cidália divulgou a sua mensagem de Natal através do Facebook. Começou por dirigir-se às “estimadas” e “estimados” (fazendo questão de por o “estimadas” em primeiro – se tivesse sido homem a fazer o oposto seria machista!) como se “munícipes” não fosse um substantivo de dois géneros! Num texto com nove parágrafos, cinco…

Veja mais

Tolerância

A Cidália decidiu dar tolerância de ponto amanhã e no dia 2 de Janeiro. Vão ser mais dois dias em que a câmara estará fechada. Que leva a que se conceda tolerância de ponto no dia seguinte ao Natal ou ao ano novo? Até se entende que alguns estabelecimentos comerciais estejam fechados porque estiveram a…

Veja mais

Existir ou não existir

Agora que um dos eleitos há quatro anos não está mais na câmara, é provável que o assunto da TUMG deixe de ser tão falado. Há, no entanto, aspectos que levantam algumas dúvidas quanto à necessidade de existência dessa empresa municipal. De acordo com os elementos que foram apresentados, a câmara tem que entregar à…

Veja mais

As despesas

O orçamento é importante porque nele se consegue prever o que a câmara irá fazer. Depois de uma leitura rápida no que são as obras que estão previstas, há algumas que se destacam. Está previsto gastar-se 1.200.000 euros na remodelação da adutora para a Marinha e 600.000 euros na que liga a S. Pedro; para…

Veja mais

Prenda de Natal

O orçamento passou na câmara com a oposição da dar ‘carta branca’ para que a Cidália possa fazer aquilo que se comprometeu fazer. Foi a forma de não se vincularem a nada, sem que fiquem com o carimbo de que dificultaram a vida a quem tem por função governar. Foi a decisão previsível de quem…

Veja mais

Sem votos de Natal

Tirando um conto de Natal, este ano os nossos autarcas não tiveram tempo para nos desejarem, e referimos aos munícipes, um feliz Natal. Não sabemos se isso tem a ver com linhas editoriais ou se foi mesmo uma opção dos autarcas. De certo modo esperávamos que, pelo menos agora, se lembrassem de desejar àqueles que…

Veja mais

Limpeza

Durante a campanha a Cidália disse que nos primeiros cem dias iria fazer uma limpeza na câmara. O termo não foi esse, mas o sentido que se deu à sua vontade entronca nesse conceito. Nunca mais se soube nada sobre essa intenção de reorganizar os serviços, mas na entrevista do Telmo na semana passada ficou-se…

Veja mais

A casa do Pai Natal

Ontem, para além de termos ido ver como estava a funcionar a pista de gelo, passamos também pela casa do Pai Natal. Estávamos à espera de ver, pelo menos, o que o ano passado se podia ver. Animadores a pintar as caras das crianças, animadores vestidos com trajes natalícios, entretimentos para as crianças e tudo…

Veja mais

Confusão

A imagem possivelmente diz pouco a quem não foi já à pista de gelo. São os patins que quem la vai para tentar patinar tem que andar à procura para poder conseguir entrar na pista. Não há qualquer espécie de organização. Os patins estão espalhados pelos chão, os capacetes não dão para todos os que…

Veja mais

Uma desgraça nunca vem só!

Quando, há dois meses, algumas casas arderam colocou-se um problema imediato: a perda de habitação. Previa-se que um outro problema surgisse relativamente às casas que não se encontravam devidamente licenciadas: a sua reconstrução. Previa-se que as situações que estavam sem licenciamento não pudessem ser reconstruídas. Se por um lado é compreensível que assim seja tendo…

Veja mais