Novo paradigma: “Yes man”

Desde há algum tempo que se nova uma mudança na forma de estar por parte daqueles que mandam. Se até certa altura qualquer pedido de informação que fosse apresentado pelos munícipes ou sugestões que eram dadas pelos vereadores eram tratadas como sendo algo que tivesse peste, agora é diferente! Agora as sugestões são acolhidas e…

Veja mais

Vale a pena?

Muito se tem falado no PEM, no que pode daí resultar, no aproveitamento que tem existido pelo vereador e o movimento que integra. Há dias ele afirmou que, no que diz respeito à colaboração que tem feito com o executivo permanente, “tem a sensação de que não chega o que se tem feito”, que “fazer…

Veja mais

Falta de ideias

Há câmaras que estão sem capacidade de endividamento, outras há que estão já endividadas e há aquelas que têm capacidade de endividamento e não estão endividadas. Depois há aquelas câmaras onde há quem tenha ideias e há as outras onde as ideias não abundam. Por cá temos uma câmara com dinheiro, com capacidade de endividamento…

Veja mais

Tábua de salvação

Sabe-se que o PS não tem ainda assumido quem será o seu candidato nas próximas autárquicas. Sabe-se também que existe um entendimento interno de que o Presidente tem sempre uma palavra a dizer quanto à sua recondução. Foi assim nas últimas eleições quando o ex-presidente, apesar de algumas vozes contra, se voltou a recandidatar. Não…

Veja mais

Tirar a máscara

Na assembleia de ontem caiu a máscara em relação a alguns dos eleitos do PS. Em certo momento pareceu que a ideia era bater em mortos! Sabe-se que os vereadores que estão na assembleia têm ali um papel de meros espectadores, não lhes sendo permitido fazer comentários nem mesmo para defesa da honra. Sabendo disso,…

Veja mais

Ocorrências

Nem sempre existe a vontade de denunciar situações que, de um ou outro modo, vão chegando ao conhecimento de cada um e que, seja para que isso não crie situações embaraçosas ou para que não tenham que andar a perder tempo se delas derem conhecimento, ficam em segredo. Há, no entanto, situações que poderiam /…

Veja mais

Tratamento desigual?

Chegou-nos a informação de que algo poderá não estar a funcionar muito bem no que diz respeito à forma como tem sido feita alguma da animação promovida pela associação de comerciantes. Pelo que nos foi transmitido, há quem sinta que o tratamento que tem sido dado não tem sido igual no que diz respeito às…

Veja mais

Problema esquecido

Recebemos um texto, enviado de forma anónima, relativo a um problema que continua a existir aqui na terra e que transcrevemos por nos parecer ser um assunto que merece que sobre ele se perca algum tempo: “A Câmara e toda a comunidade marinhense têm um grave problema para resolver que é o problema da etnia…

Veja mais

Uniformes

Chegou-nos a informação, que não conseguimos confirmar, de que poderá haver a intenção de que os funcionários da câmara que fazem atendimento aos munícipes passem a usar um uniforme. À semelhança do que existe noutros locais, a ideia poderá passar por se dar uma imagem mais profissional dos que fazem atendimento. Claro que não é…

Veja mais

Um grande nada

Hoje lembrámos de quando, em Outubro de 2014, houve as conferências sobre o Centro de Engenharia e Design. À data houve quem dissesse que aquele evento era apenas uma perda de tempo e que iria acontecer com aquela “marca” o que aconteceu com uma outra que não deu em nada. O tempo tem passado e…

Veja mais

Obra inacabada

Se há locais de entrada na terra em que não se sabe quando já se está no concelho, mercê da falta das placas que estão há anos a ser feitas (em Fevereiro do ano passado o Vicente dizia que “ainda que está a ser vista a questão dos pórticos de entrada na cidade” e em…

Veja mais

Hino da liberdade

Vivemos em democracia e com liberdade graças ao que há 42 anos aconteceu. Com erros pelo caminho, foi naquela data que se passou poder dizer que se vive em liberdade. Quase tão importante como saber a letra do hino nacional é conhecer a canção que simboliza a conquista da liberdade. Estranhamente o representante do PSD…

Veja mais

Multidão!!!

Temos dado uma vista de olhos nas muitas fotos que a câmara disponibilizou da noite de 24 de Abril. Todas elas procuram mostrar as muitas pessoas que estiveram presentes. É verdade que foram muitas as pessoas que foram à praça para ouvir a Grândola Vila Morena, o hino e o discurso e muitas foram as…

Veja mais

Com o patrocínio de…

As comemorações do 25 de Abril são feitas das mais variadas formas. As organizadas pela câmara no dia de ontem foram o que se viu. Já no que diz respeito às comemorações no seio dos partidos elas são feitas do modo que lhes é possível e lhes é proporcionado. No que diz respeito ao PS…

Veja mais

Papagaios

Está a começar o lançamento de papagaios. Ao longo dos últimos meses temos vindo a assistir a alguns, em especial quando nas reuniões de câmara se viram para o público para fazer uma espécie de discursos com vista angariar alguns votos. Ao longo do tempo tem havido outros que parece quererem continuar a fazer aquilo…

Veja mais

A varanda

Agora que já passaram algumas horas desde a noite de ontem, pode fazer-se a leitura a frio do que aconteceu e daquilo a que assistimos. Há, desde logo, algumas questões que mereciam ser respondidas. A varanda da câmara sempre foi um local onde, naquela noite, estiveram autarcas. Ficou por perceber a razão de ali não…

Veja mais

Mau demais!

42 anos depois e assistimos a uma das piores comemorações do 25 de Abril. Como se previa, a escolha do cantor levou a que não houvesse interesse daqueles que gostariam de passar parte da noite a ouvir boa musica. Culpa de quem se lembrou de começar a preparar os festejos já quase em cima da…

Veja mais

Deixar andar

As contas da câmara foram discutidas na última reunião. Nada de novo nem nenhuma novidade que possa ser merecedora de destaque. Houve, no entanto, algo que chamou a atenção. Desde há muito que se sabe que a câmara deve um montão de dinheiro por coisa do problema com o bairro do Camarnal. Se por um…

Veja mais

A justificação

O ano passado aqueles que estavam na varanda da câmara não conseguiram ver o fogo de artifício. Foram uma meia dúzia que pouco contam até porque eram aqueles que mandavam. Os que estavam na praça conseguiram ver alguma coisa, apesar de o local onde o fogo apareceu não ter sido o melhor. Este ano não…

Veja mais

25 de Abril

42 anos depois, aqui estamos com a liberdade de escrevermos o que pensamos (apesar das ameaças de alguns que não gostam que a liberdade possa ser expressa deste modo). Aqueles que, como alguns de nós, viveram em ditadura sabem distinguir o antes e o depois. Os que nasceram já em liberdade não têm a exacta…

Veja mais