Negociador fraco

As últimas semanas permitiram ver algumas das capacidades do actual presidnete da câmara. Se muito reconhecem que o Vicente é um incansável trabalhador e executante, depois do que se passou nestas semanas pôde ver-se que a capacidade de negocição não é uma das suas maiores faculdades. Como prova disso está o facto de não ter…

Veja mais

É estranho

Numa altura em que a nível nacional se fala legitimidade da governação, de maiorias parlamentares, há, por cá, a incógnita quanto à aprovação do orçamento. Um dos argumentos já sobejamente conhecidos da PàF é o de que governa quem não foi eleito para exercer o cargo. Esse pressuposto assenta no resultado que foi obtido nas…

Veja mais

Incógnita até ao fim

Uma sala quase vazia foi o que na sexta-feira se pôde ver na sede do PSD, no plenário de militantes. Nada que não se esperasse. Sem que sequer estivessem presentes alguns elementos da comissão política, os poucos presentes decidiram deixar para a comissão política a decisão sobre o que fazer em relação ao orçamento e…

Veja mais

L de “loser”

Qundo, há uns meses, o Henrique anunciou a candidatura, a ideia com que ficámos foi a de que ele queria concorrer para mudar alguma coisa mas que iria ser capaz de colocar-se de um modo equidistante em relação ao que se passa nos partidos e at. Sabe-se que, apesar de ter sido deputado, a partir…

Veja mais

Balanço provisório

Desde as últimas eleições que existe no concelho uma realidade nova. Se até então existia um movimento independente que se esfumou, desde as últimas eleições que existem dois movimentos independentes. Ontem, quando foi feita a discussão e votação do orçamento para o ano que vem, os dois representantes dos movimentos tiveram posições diferentes. O Logrado…

Veja mais

PSD em plenário

Hoje, pelo que pudemos ontem ler, as portas da sede do PSD local abrem-se aos militantes para uma reunião plenária. A julgar pelo número de votantes nas ultimas eleições para a comissão politica, não serão necessárias muitas cadeiras para sentar os que irão estar presentes. A reunião deverá ter lugar depois de, na câmara, o…

Veja mais

O favor da oposição

  Amanhã o Vicente não dará um trambolhão como aconteceu há dias aquando da discussão da primeira versão do orçamento. Alguma oposição irá votar contra e, parecendo que é sem se aperceberem, estão a fazer um enorme favor aos que hoje estão no executivo permanente. A falta de entendimento alargado no que diz respeito ao…

Veja mais

Até parece cá

Hoje pode ler-se no Expresso que o anterior Governo não deixou preparado sequer o rascunho para a elaboração do orçamento para 2016. É afirmado que “entre julho e junho, é habitual que os vários serviços estatais comuniquem aos respetivos ministérios quais são as suas necessidades orçamentais mínimas e que sejam calculados valores como as despesas…

Veja mais

Hoje era feriado!

Hoje, não fosse a decisão do anterior Governo, seria feriado. De todos os que foram retirados este é o que faz mais sentido ter desaparecido. Hoje é o dia em que se comemora a restauração da independência quando, em 1640, deixamos de estar sob a alçada dos Filipes (não há aqui qualquer intenção de estabelecer…

Veja mais

A instabilidade do candidato

Lemos uma notícia sobre as declarações do Henrique que nos fizeram lembrar aquele personagem da Branca de Neve que andava sempre zangado. Isto a propósito das declarações que fez de que, caso seja eleito, convocará eleições “rapidamente e sem hesitação” e que a decisão será tomada “aos mais pequenos sinais de instabilidade”. Esta posição, que…

Veja mais

Não se entende!

Estamos já em pré-campanha para as presidenciais e recordámos de alguma polémica que surgiu quando, nas últimas eleições, um dos candidatos era presidente de uma instituição sem fins lucrativos mas que era composta por familiares. Não que esse facto tivesse retirado o mérito das acções realizadas mas colocou uma nuvem de suspeição sobre aquela instituição,…

Veja mais

Sem apoios

Se por um lado o que o Vicente afirmou na sexta-feira, no discurso que fez na inauguração da FAG, não é mentira, há algo que não se compreende. Para 2015 o orçamento foi aprovado. A câmara tem sido gerida com base no que foi decidido. Estamos no fim do mês de Novembro, a 30 dias…

Veja mais