Lido por aí III

“Como já começámos a dar nomes às decisões, façamos um retrospectiva até Julho de 1993, quando Álvaro Órfão, já como candidato a Presidente da Câmara para o quadriénio 1994/1997, numa sessão de promoção da candidatura no SOM, após ter falado aos apoiantes, se dirigiu a mim e me disse que gostaria muito de contar comigo…

Veja mais

A perder de vista

Lemos há dias que “quem não respeita os mortos não merece o respeito dos vivos”. A imagem não necessita de muitas palavras porque em si ela já encerra tudo o que qualquer pessoa pode dizer. Já se sabe que a justificação é a falta de pessoal ou o fim-de-semana prolongado mas haverá justificação para que…

Veja mais

Espada ao peito

Tinha ficado mais ou menos pré-agendado entre os vereadores que hoje iria haver reunião onde o orçamento rectificativo iria ser votado e, eventualmente, aprovado. Mas nem reunião de câmara nem assembleia vai haver. Na base disso está o facto de não estar a ser possível os vereadores chegarem a um consenso. Pelo que se tem…

Veja mais

Medo da impopularidade

No final de Maio escrevíamos “que estará por detrás desta intenção de restringir o horário de todos os estabelecimentos e não apenas daqueles onde, comprovadamente, possam existir problemas com ruído e perturbação da ordem pública?”. O regulamento que hoje era para ser discutido e votado ia já nesse sentido, prevendo que os limites sejam impostos…

Veja mais

Na lama

Depois de hoje é legítimo dizer-se que o Vicente está na lama! O concelho é gerido por um Presidente que não consegue aprovar à primeira o orçamento; um Presidente que é forçado a retirar duas vezes um regulamento por falta de conseguir fazê-lo aprovar e um Presidente que não levou ainda a votação o orçamento…

Veja mais

De novo adiado!

Lembramos de quando andávamos na escola termos que aprender as lições e de termos também que levar os trabalhos feitos de casa. Era uma das coisas essenciais. Quando hoje o Regulamento dos Horários de Funcionamento dos Estabelecimentos foi a discussão pensámos que o Vicente tinha feito o trabalho de casa e tudo estaria já em…

Veja mais

Lido por aí II

“Já cheguei a um ponto em que excedi os limites que impus a mim próprio. Esta questão, que tem exactamente os contornos que o Rui acaba de descrever, a ser resolvida, como parece ser a decisão tomada, através da construção de um “novo” mercado “moderno”, vai estoirar com cerca de 2.000.000,00€, que seriam suficientes para…

Veja mais

Alguém leu?

Uma das figuras ainda incontornáveis da política local, apesar de estar meio afastado, é o ex-vereador Constâncio. Desde o início que achámos que o PEM mais não era do que a ‘Porta de Entrada no Município’ por quem viu nisso uma oportunidade de não perder o comboio das próximas autárquicas. Há pouco lemos o que…

Veja mais

Asfalto e rallye

Já se sabe que a câmara anunciou que vai gastar muito dinheiro em asfalto. Hoje começou a ver-se ser asfaltado um local onde habitualmente passa o Rallye que daqui a dias tem inicio. Não se põe em causa o interesse que poderá ter a realização do Rallye, por pouco tempo que seja, mas seria interessante…

Veja mais

Oficina entregue

Sem que fosse dado a conhecer ou fosse divulgado, foi já adjudicada a obra para remodelação das instalações no parque para ali ser instalada a Oficina da Música. São 200.000 euros que vão ser gastos para ali serem instalados os Tocándar. Sabe-se que nem todos são apreciadores daquele grupo, o que aliás foi evidente nas…

Veja mais

A sério?!

Um dos temas que esteve a ser abordado pelo PEM foi o da sinalética. Nem vamos voltar a repetir o que o Vicente afirmou há muitos meses em relação ao que estava a ser feito, segundo ele, já que nada se viu até ao momento. Fomos ver as conclusões e a proposta que foi apresentada…

Veja mais

Simples!

Muitas são as vezes que reclamamos pelo facto de na câmara não terem ainda aprendido como divulgar os eventos que vão tendo lugar. Seja pelo que vai acontecendo na Casa da Cultura, seja pela divulgação dos filmes que vão passando ou mesmo pelas exposições em curso no Cubo, não há divulgação bastante. Vai-se conseguindo saber…

Veja mais

Seria interessante!

Daqui a poucos dias começa o Euro 2016 onde nós iremos estar representados. Vão ser vários dias com jogos onde muita gente vai estar entretida a ver aquilo que se vai passar dentro das quatro linhas. As previsões de tempo não são más e este evento seria uma oportunidade para que alguém se tivesse lembrado…

Veja mais

E agora?

As Festas terminaram e o balanço, em termos de presenças, não pode senão ser classificado como positivo. Pelas nossas contas, nos três dias terão estado mais de 80.000 pessoas no recinto das Festas e pelo que fomos sabendo a receita das tasquinhas foi superior à do ano passado. É normal que assim seja e que…

Veja mais

A invenção da roda

Hoje todos apreciam os carros, as motas ou bicicletas e todas as novidades que vão surgindo. Ninguém agradece a quem inventou a roda que permite que hoje todos se desloquem e usufruam do que alguém se lembrou de criar. Lembrámos disto quando ontem vimos que estavam mais de 35.000 pessoas nas Festas. Está a correr…

Veja mais

Lido por aí

«Vale a pena pensar nisto. Quando pretendemos falar ou escrever sobre algo de um passado recente e não existem documentos, recorremos às pessoas que na época viveram esse acontecimento. A isto chama-se memória colectiva. Vem isto a propósito do mercado municipal. O mercado no edifício da resinagem, que por ordem da ASAE foi encerrado e…

Veja mais