Lido por aí XLVI

“Política sem decência A propósito de um comunicado da CDU A política sem decência não enobrece os políticos, pelo contrário. Na minha qualidade de Presidente da Câmara Municipal da Marinha Grande podia ser mais fácil responder diretamente às acusações que sem qualquer fundamento me são dirigidas, no entanto, o respeito que me merecem todos os…

Veja mais

Mercado?!

A proposta de revisão do orçamento ontem tornada pública pelo PCP prevê que se possam gastar este ano mais de dois milhões de euros no mercado e espaço envolvente. É indiscutível que é um assunto que continua na ordem do dia mas há algumas dúvidas que ficam no ar. Não temos dúvidas que a colocação…

Veja mais

Conferência do PCP

“PROPOSTA DE REVISÃO ORÇAMENTAL APRESENTADA PELOS VEREADORES DA CDU MERCADO MUNICIPAL DA MARINHA GRANDE E REQUALIFICAÇÃO DO ESPAÇO ENVOLVENTE 2.250.000,00, (2017) 1.000.000,00; PISCINA MUNICIPAL DA MARINHA GRANDE – PROCEDIMENTOS INICIAIS 1.700.000,00, (2017) A definir; REQUALIFICAÇÕES URGENTES EM HABITAÇÃO SOCIAL 200.000,00; REQUALIFICAÇÃO DA RUA E TRAVESSA DAS ANDORINHAS 400.000,00; REQUALIFICAÇÃO DA REDE VIÁRIA DAS TRUTAS 250.000,00; ELABORAÇÃO PROJECTOS PEDU 180.000,00;…

Veja mais

Dormir sobre o assunto

A reunião de quinta é extraordinária e foi o motivo que o Vicente encontrou para não agendar a proposta do PCP de revisão do orçamento. De entre as rubricas que constam na proposta de revisão estão a construção do mercado e da piscina (com 2.250.000,00 – mais 1.000.000,00 para 2017 – e 1.700.000,00 euros respectivamente).…

Veja mais

Nada!

Todos falaram no quão grave é o facto de não haver revisão do orçamento. Agora que se conhece o que irá ser discutido na próxima quinta-feira, pode constatar-se que não está lá nada relacionado com a revisão. Nem mesmo a proposta de revisão que foi apresentada pelo PCP lá está! Vão-se discutir os apoios financeiros…

Veja mais

Carta branca?

Por vezes gostávamos que os que foram eleitos colocassem nos seus motores de busca algo que permitisse dar-lhes ideias para que a terra pudesse passar a ser uma que fosse desenvolvida. Lamentavelmente isso não se verifica. Estamos a poucos dias de mais uma reunião de câmara e não há ainda informação sobre uma eventual aprovação…

Veja mais

Opss…

A última campanha da líder da oposição parece ter cometido um erro e ter-lhe-á feito fugir a boca para a verdade. Agora decidiu, no último video que está a usar para campanha, recorrer a um gráfico para mostrar a evolução da dívida pública. E não é que ela, segundo a Cristas, está a descer! 00…

Veja mais

PEM morreu

Para os que não vão às reuniões de câmara torna-se difícil perceber o que se passou na última. Em vez de fazer uma alteração ao orçamento de forma isolada, o Vicente levou a votação uma modificação, a 17ª, que teve por objectivo movimentar verbas de umas rubricas para outras. Se as dezasseis alterações anteriores foram…

Veja mais

PIM

Desde que o Logrado rompeu a ‘coligação’ que tinha feito com o PS que nunca mais se ouviu falar do PEM. Acreditamos mesmo que esteja por lá perdido entre os caixotes destinados a irem para o arquivo morto. Das muitas reuniões que houve, a única coisa que se viu ter surgido foi apenas a questão dos…

Veja mais

As negociações

Sabe-se que o Vicente deu início a uma nova ronda de negociações com alguns vereadores da oposição. Depois de ter anunciado que não se demitia, a única hipótese que tem é mesmo começando a negociar. Tem que tentar encontrar uma solução de modo a ultrapassar a intenção do PCP de aprovar a sua revisão que,…

Veja mais

Carta ou email?

Com o aparecimento do fax e depois do email, escrever cartas passou a ser uma coisa fora de moda. Quem se lembra de quando escreveu a última carta? Na câmara também deverá haver apenas uma lembranças de quando escreveram a última. Em meados do mês passado a Cidália afirmou que “a carta educativa deve estar disponível…

Veja mais

Obras para quê?

Somos uma terra onde há edifícios que não se entendem para que existem ou porque foram feitos como foram. O Atrium é o elefante branco que se sabe; a Resinagem está às moscas e fechada quando deveria estar aberta; o estádio é usado quando o rei faz anos e mais existem que têm uma utilização…

Veja mais

Prometido é de ‘vidro’

O PCP tinha-se comprometido a apresentar uma proposta de revisão ao orçamento e ontem cumpriu. Há, no entanto, as promessas que são sólidas e há aquelas que parecem serem feitas de vidro, pouco resistentes e consistentes. O Vicente está a tentar, pelo seu lado, chegar agora a entendimento com os restantes vereadores mas em cima…

Veja mais

Relvado resolvido

Na reunião da semana passada lá ficou resolvido o problema que foi criado pela precipitação de tentar fazer um acordo com quem se sabia à partida que não era para ser cumprido. Depois de alguns anos, a actual direcção do ACM vai poder ter um relvado pronto a funcionar sem que tenham que recorrer a…

Veja mais

Lido por aí XLV

《O NAC, Núcleo de Arte Contemporânea situa-se no “cubo de vidro” do Edifício da Resinagem, é o maior investimento feito nos últimos anos, e um “ex-libris” da Marinha Grande. Ontem (sábado) à tarde dirigi-me com uns amigos para fazer uma visita e deparei-me com as portas fechadas e o papel da foto anexa, indicando “motivos…

Veja mais

Lido por aí  XLIV

《Hoje vi um amigo! Ao longo da vida vamos fazendo amigos. Muitos dos nossos amigos são intemporais, ou seja tenho amigos que conheci em criança e na adolescência e que a vida fez com que nos afastássemos e um dia (nalguns casos décadas depois) a amizade criada e desenvolvida em diversas circunstâncias, desde a escola…

Veja mais

Algo estranho aconteceu!

Na reunião de quinta foi aprovada uma proposta do Logrado que passa pela “Centralização de toda a informação digital em servidores ou suportes digitais centralizados de utilização comum da CMMG; Interdição de armazenamento de informação da CMMG em discos ou suportes digitais de utilização exclusiva dos computadores ou equipamentos análogos que estejam afetos a qualquer funcionário ou dirigente; Interdição de…

Veja mais

Separados à nascença

A propósito de há dias termos lido que “Salazar e Cunhal” eram “irmãos gémeos separados no berço”, pareceu-nos lógico procurarmos mais casos de gémeos separados no berço. Parece-nos que, tendo em conta as afirmações que têm sido proferidas e a forma de agir, encontrámos! Lamentavelmente quem assim pensa e actua como se tem visto tem…

Veja mais

Lido por aí XLIII

«Os factos – 3.ª Parte Para onde foi o dinheiro? Basta de demagogia! Somos questionados porque é que o orçamento de 2016 foi alterado diversas vezes, dizendo alguns que não sabem para que ações foi o dinheiro. Mais uma pura manobra de diversão para baralhar as pessoas. Não podem os Vereadores da CDU e do…

Veja mais

O espelho engana

Parte-se do principio que quando um vereador é substituído numa reunião nada de muito diferente possa acontecer. Espera-se que a substituição seja mais ou menos como quando nos olhamos ao espelho. Quando se soube que o Santos ia faltar à reunião por estar de férias, acreditámos que o André fosse apenas ser como a imagem…

Veja mais

Ineficácia explicada

Quando se fala nos serviços da câmara fica sempre a ideia de que usam as mais recentes tecnologias e que os que lá trabalham são pessoas devidamente preparadas. Fica também a ideia de que a câmara, com tantos funcionários, tem os que são necessários para todo o tipo de serviços. Fica também a ideia de…

Veja mais

E cá?

“O Programa Centro 2020 abriu uma nova fase para a apresentação de candidaturas pelos Municípios das Regiões de Leiria, Oeste e Dão-Lafões, regiões identificadas, na Resolução do Conselho de Ministros n.º 55-A/2014, de 31 de julho, que aprovou o Programa Aproximar, com vista à implementação dos projetos piloto, de Lojas do Cidadão. Com este aviso pretende-se…

Veja mais

Os movimentos

Ontem percebeu-se, finalmente, para onde foram transferidas ou movimentadas as verbas que deveria estar alocadas em obras que deveriam estar já a ser executadas. Não se conseguiu saber tudo mas soube-se que, por exemplo, as obras da Rua das Andorinhas, que foi usada pelo Vicente para levar vários munícipes a uma das reuniões de câmara…

Veja mais

Foi estranho!

Foi estranho hoje o Vicente votar uma deliberação que lhe dizia respeito! Referimos ao facto de ter votado a revogação de poderes! Foi estranho o Esperança não ter estado na votação, deixando o Vítor sozinho! Foi estranho o Vicente ter assumido, finalmente, que não fez obras porque não quis e não por culpa da não…

Veja mais

Xeque, quase mate

O Vicente hoje teve, uma vez mais, uma derrota em toda a linha. Foram-he tirados poderes, não conseguiu fazer passar a revisão ao orçamento, ainda que de forma indirecta, e até o PSD se aliou aos restantes membros da oposição. Poderia dizer-se que isto seria novidade não fosse o facto de tudo ser mais do…

Veja mais

Desautorizado

Hoje a reunião na qual o Vicente ficou diminuído nos poderes e no poder, o Santos não esteve. As férias levam a que isso aconteça. Permitiu, no entanto, perceber que o Santos não está no mesmo enquadramento do partido que representa. O André foi claro quando afirmou que o que tem acontecido na câmara não…

Veja mais

Incompreensível

A forma que os munícipes têm de saber o que é decidido pela câmara é pelo que podem ler nas actas de reunião. Nelas constam as deliberações que são tomadas e só depois de aprovadas as actas se poderá dizer que o que nelas consta corresponde ao que foi discutido. Há quem defenda que a…

Veja mais

Fazer figas

Nestas horas que faltam até ao início da reunião onde lhe irão tirar poderes, o Vicente deverá estar a fazer figas na esperança de que a oposição possa fazer-lhe um favor. De uma assentada só o Vicente quer que lhe seja aprovado: a requalificação da rua e travessa das andorinhas, requalificação urbana do espaço público, a…

Veja mais

Como era previsível 

O que tínhamos já escrito é já público. Na quinta vão ser discutidas duas propostas apresentadas pelo Aurélio e uma apresentada pelo Logrado. As outras ficaram pelo caminho pelo facto de não ter enviado a fundamentação necessária. Vão também ser discutidas as propostas que o Vicente tem em carteira para tentar levar os seus adversários…

Veja mais

Não, não é no Paiva

Esta semana saíram noticias de que os passadiços do Paiva estavam a arder. Já arderam e foram reparados. Agora arderam de novo. Se a câmara de lá fosse gerida por alguém de cá não haveria esse problema. Nada haveria para arder. Por cá, desde que o mar destruiu alguns dos que por aqui existiam que…

Veja mais