Mercadinho

Ontem foi inaugurado o “mercadinho de Natal”. Não vimos por lá vereadores, facto que não estranha uma vez que é normal a Cidália não dizer nada a quem é da oposição. Estranhámos não estar lá nem o Caetano nem a Célia! Os mais de 15 mil euros gastos na compra daquelas barraquinhas vêm dar razão…

Veja mais

Desaparecido

Desde há algum tempo que nas iniciativas da câmara que têm tido lugar que se nota a ausência de alguém. A presença do Testas é constante e percebe-se que o cargo que lhe deram lhe ter servido para conseguir ganhar notoriedade e aparece em todos os locais e sempre que pode. Quem Nunca mais se…

Veja mais

8 anos, nova vida

Há oito anos, mais ou menos ao meio dia, este Largo aparecia. Passaram muitos dias, muitas semanas, meses e anos. Contra o que alguns vaticinaram, passaram 2880 dias desde então. Que mudou? De que valeu a pena ter-mos mantido a teimosia de continuar a escrever? Hoje podemos dizer que não conseguimos sentir que tenha valido…

Veja mais

Para quando?

Há já uns meses que a estrada está fechada. Os menos atentos ao que acontece nas reuniões de câmara poderão até atribuir a responsabilidade aos donos da obra que motivou o encerramento. Ficou-se a saber na última reunião de câmara, há quase duas semanas, que a culpa não é sua. Foi afirmado, alto e bom…

Veja mais

Envelhecer

Ninguém caminha para novo e, pelo andar da carruagem, os eleitos vão sair envelhecidos quando o mandato terminar. Os problemas sucedem-se, sem fim à vista. É, no entanto, bom conseguir-se chegar a velho, desde que com dignidade. Claro que a dignidade com que deveremos todos poder envelhecer tem os seus entraves. Querer ir às conservatórias…

Veja mais

Ainda nada!

Há coisas que são estranhas! Como se sabe, o orçamento deveria ter sido entregue ao Guerra para que fosse entregue aos deputados de modo a que eles pudessem estudar o documento e depois votá-lo. O fim de Outubro já lá vai e estamos já quase no meio de Dezembro. Segunda há reunião de câmara e…

Veja mais

Lixo

Há situações em que a falta de cuidado dos munícipes é notória. Há situações em que os munícipes não têm culpa. Numa das avenidas aqui da terra o que se vê é o que está na imagem. Não se pode atribuir culpas aos munícipes porque é visível que o recipiente está cheio. Não fazem recolha…

Veja mais

A proposta

O deputado Pedrosa volta à carga com a questão de terem sido oferecidos pelouros por parte do PS ao MpM. A gritar, afirma que foi entregue um documento escrito com propostas concretas de pelouros. Afirma que é falso que o PS não tenha oferecido pelouros. Sabe-se que o Aurélio tem negado que essa oferta tenha…

Veja mais

Porque se esconde?

A propósito do estudo que foi feito e que foi tornado público há dias, pode ler-se numa notícia que de todas as autarquias há “somente 97 delas a publicarem os currículos detalhados dos eleitos”. Já antes tínhamos notado que havia por cá uma falha, mas pensámos que fosse temporária. Referimos ao Caetano. Fomos dar uma…

Veja mais

Os números

Quando se perdem dois minutos a ver o que têm sido as compras da câmara, saltam à vista nomes que são conhecidos por terem pertencido a listas do PS. Não haveria questões a colocar se essas compras tivessem sido feitas por concurso público. Tivemos a curiosidade de ver, do que é público, quanto foi comprado…

Veja mais

Visão

Inveja é um dos piores defeitos que se pode ter, mas há que admitir que é difícil não se sentir isso quando olhamos para o que temos nas terras à nossa volta e o que aqui temos. Uma das características fundamentais de um bom gestor é a capacidade de ter visão. Não significa que tenham…

Veja mais

As diferenças

As luzes de Natal estão ligadas. Lembramos ainda quando a principal avenida da cidade estava toda iluminada. Há anos que isso deixou de acontecer e passaram a limitar a iluminação sempre aos mesmos locais, esquecendo as ruas onde ainda subsiste algum comércio. É quase como se fosse só para os que podem ir à varanda…

Veja mais