Leiria: “Turismo mórbido”

Leiria: “Turismo mórbido” dificulta ação de bombeiros em reacendimentos  O número elevado de cidadãos que se deslocou hoje a zonas afetadas pelos incêndios dificultou a ação de bombeiros e autoridades no combate a reacendimentos na Marinha Grande, disse o presidente da Câmara, Paulo Vicente. “O turismo mórbido levou um inúmero de pessoas à zona dos incêndios,…

Veja mais

Esqueceram-se de avisar

Pelo que vem noticiado, o Ricardo A. Pereira vai fazer espectáculos de solidariedade aqui pelo distrito para apoio às vitimas  Está anunciado que vai ser “O espetáculo, intitulado “Uma conversa sobre assuntos”, decorre de 26 de outubro a 26 de novembro e vai subir ao palco na Figueira da Foz(26 de outubro), Seia (27 de outubro), Leiria (1o de novembro), Tondela (15…

Veja mais

Só reagem

Ontem a Cidália escrevia que “Vou num carro de bombeiros querem passar e o trânsito é tanto que é difícil cumprir a sua grande missão“. O que os jornais chamam de turismo mórbido era mais do que previsível. Toda a gente ia querer ver o estado em que ficou o pinhal. Se para alguns se…

Veja mais

A carta

“Exmº Sr Ministro da Agricultura, Permita-me Vª Exª, que me dirija a vós através desta carta aberta, com o mesmo sentimento que os pais empenham na protecção dos seus filhos, assim o sinto eu na protecção dos meus Bombeiros. A eles lhes devo essa mesma protecção, cuidado e carinho. Infelizmente observo, que continuamos a ser…

Veja mais

Só faltou bofetada

Esta semana houve reunião de militantes no PCP. Só faltou bofetada! Ninguém quer assumir a responsabilidade pelo mau resultado que tiveram e os ânimos estiveram ao rubro. De um lado do Celso, pai da candidata eleita, do outro o Filipe. Dois grupos que defendem posições diferentes para o partido e que protagonizaram o que seria…

Veja mais

Peso na consciência

“O que aconteceu foi por algum desleixo nas nossas propriedades, umas do Estado, outras particulares. Assim chegámos a este desastre que aqui tivemos. Que saibamos tirar daqui ilações, para que não se cometem erros no futuro. Nesta geração já não vamos ter o pinhal como era” disse o Vicente ontem quando esteve no cordão que…

Veja mais

É difícil!

Há dias tivemos a ideia de tentar angariar algum dinheiro para fazer face às necessidades mais imediatas daqueles que perderam tudo. Depois de alguma demora, ontem recebemos a resposta da Cidália onde vem expresso que, no seu entendimento, “não haverá de momento necessidade extrema de se fazer este tipo de angariação de fundos, uma vez…

Veja mais

Meios tempos

Terça-feira os novos eleitos para a câmara deverão tomar posse. Ainda não há comunicações oficiais do que se possa estar a passar nos bastidores no que diz respeito a acordos ou distribuição de pelouros. Há, no entanto, a informação de que o PS terá ‘oferecido’ um pelouro a meio tempo para a CDU e um…

Veja mais

Alheamento

Ontem tomaram posse os eleitos para a Junta da Vieira. Não era, no entanto, previsível o que aconteceu. O Rodrigues lá ganhou mais uma presidência de uma assembleia (acreditamos que já não falte nenhuma), mas desta vez com o apoio da CDU! De uma forma estranha, a CDU absteve-se na votações, deixando assim que o…

Veja mais

Há um ano!

Um frequentador do largo ontem enviou-nos uma foto de um local onde há um cano roto desperdiça água. Pelo que nos foi transmitido, quem nos mandou a foto escorregou no paralelo molhado e, por sorte, não se magoou. Segundo essa pessoa, terá falado com quem ali estava a arranjar o jardim público que terá transmitido…

Veja mais

Bem prega Frei Tomás

Quando pensamos nos nossos autarcas, temos deles a imagem de que são os primeiros a cumprir com as obrigações que lhes são impostas, seja no âmbito do exercício de funções, seja na vida civil. A propósito da imagem que já hoje publicámos de uma reunião com os elementos da protecção civil, recebemos informação de que…

Veja mais

A resposta

Acabámos de receber resposta da Cidália, ainda na qualidade de vereadora, mas futura Presidente da Câmara, que transcrevemos e do qual demos já conhecimento à vereadora Alexandra e vereador Aurélio que se tinham disponibilizado a abrir a conta que tínhamos sugerido. «Exmos. Senhores   Como compreenderão os últimos dias têm sido de enorme preocupação e…

Veja mais

Depois de casa roubada…

Depois dos incêndios no Pedrógão, foi aprovado um voto de pesar por parte da câmara. Nessa mesma reunião a Alexandra “Perguntou se estamos a assegurar as condições de segurança nas nossas matas” tendo o Vicente respondido que “o nosso plano municipal está aprovado para a época de fogos de 2017. Tudo está planeado, tem havido reuniões uma…

Veja mais

“Envie um email”

Quem visita os entes queridos que já partiram não pode deixar de sentir algum desconforto com aquilo que se vê. Limpeza por fazer, torneiras a pingar e muito abandono. Tudo isto pode ser encontrado nos cemitérios aqui da freguesia. Há quem se conforme, mas há quem reclame. Foi-nos relatado que um munícipe ligou para os…

Veja mais

Suspeito

Está já na polícia a imagem do que foi encontrado nas matas com aspecto suspeito. Apesar do tempo quente que se fazia sentir, poucas dúvidas existem de que houve mais do que uma coincidência. Como já muitos disseram, é até provável que tudo tenha começado na esperança de que a chuva que estava prevista cair…

Veja mais

Esfumou-se

Somos um povo que nos momentos de aflição se une. No início da semana propusemos aos autarcas que fosse feita a abertura de uma conta no seu nome para que todos pudéssemos contribuir, com o pouco que cada um pudesse dar, e ser esse dinheiro destinado a ajudar quem perdeu tudo. Enviámos emails, falámos com…

Veja mais

Estarão à altura?

Sempre vivemos pelo lema se que mais vale decidir mal do que não decidir. O que agora afecta todos os que aqui vivem é resultado de não se decidir, ainda que mal. O pinhal ardeu. Era previsível? Óbvio que sim. Alguém fez alguma coisa para evitar? Claro que não. Os que mandam nada fizeram. Hoje,…

Veja mais

Lido por aí CXXVI

«Há muito tempo que as Matas Nacionais vivem numa relação de costas voltadas para as populações que se situam nos seus limites ou no seu próprio interior. Apenas existem as raras cedências recomendadas que a prepotência aceita, antes do romper da corda. A Mata Nacional de Leiria, o Pinhal do Rei, tem hoje gestores que sentados…

Veja mais