Quanto custam

A quantidade de reuniões que tem existido traduz-se, para os eleitos, numa fonte de rendimento suplementar interessante. Este anos os eleitos sem pelouro já arrecadaram, cada um, 3.090,15 euros pelas nas deslocações às reuniões de câmara. Tendo em conta a duração normal de uma reunião de câmara, o custo hora de cada vereador sem pelouro…

Veja mais

Enxaqueca

Cremos que a Cidália poderá passar o fim de semana com uma enorme enxaqueca. Vamos por partes. As reuniões de câmara são ordinárias e extraordinárias. Estas últimas devem apenas ter lugar em situações de urgência e com carácter muito excepcional. Este ano já vamos com 45 reuniões, sendo que 17 foram extraordinárias. Ou seja, aquilo…

Veja mais

E agora?

A informação que tornámos pública sobre a recusa do PCP em aceitar pelouros, terá causado estranheza no seio do ‘núcleo duro’ do partido porque era informação que não queriam que viesse a público. É estranho que tenham querido manter esta informação escondida dos eleitores. A forma como os que mandam se escondem do que deveria…

Veja mais

O postal

A câmara começou já a enviar para alguns munícipes um ‘postal’ de boas festas. Bem sabemos que tudo poderá ser reconduzido a ser tudo uma questão de gosto, mas é com desgosto que vemos desaparecer o brasão do concelho das mensagens e documentos que saem da câmara. Já antes nos referimos a isso, mas agora…

Veja mais

A oferta

Uma vez mais há coisas que não se entendem. Quando um eleito se candidata fá-lo para que possa desempenhar a sua função em prol da população que os elege. O problema surge quando as máquinas partidárias se sobrepõem a essa vontade e dever que os eleitos têm. A Alexandra poderia ter recebido uma prenda de…

Veja mais

Cada macaco…

Costuma-se dizer que ‘cada macaco no seu galho‘ (isto antes do PAN conseguir o absurdo que quer). Diz-se isto sempre que alguém se quer referir ao facto de cada um dever desempenhar a função para a qual está habilitado. Não, não vamos falar na Cidália porque aí é claramente um macaco fora do galho! Referimos…

Veja mais

Vai aumentar

De acordo com a DECO aqui pagamos água no terceiro escalão. Dos cinco escalões que definiram, situamo-nos no meio. Ontem ficou-se a saber que isso deverá mudar dentro em breve. A câmara não tem acatado as recomendações da ERSAR para que sejam feitos aumentos e, pelo que ontem foi dito, cada consumidor apenas paga o…

Veja mais

Pegar pelos cornos

Se por um lado a Cidália ontem mostrou que se limita a seguir as ‘ordens’ que lhe dão, pelo outro ontem viu-se que a Alexandra assume uma posição de maior afronta. E isso foi visível em dois assuntos. Quando se votou uma questão de responsabilidade da câmara por causa de uma queda de uma munícipe,…

Veja mais

Nem assim!

Até quando parece que os eleitos fazem alguma coisa bem feita, vem-se a saber mais tarde que não foi assim. Há uns meses apareceu uma foto da Célia com um dos atletas do concelho que recebeu uma medalha. Mesmo depois de o executivo permanente ter pretendido excluir o apoio que o atleta precisava, a oposição…

Veja mais

Perna curta

Costuma-se dizer que mentira tem perna curta e parece que se confirma. No jornal da semana passada o Pedrosa escreveu que o PS apresentou ao MpM um documento escrito com propostas de pelouros. Ontem o MpM deu a conhecer esse documento escrito. Lemos várias vezes para ver se não falhava nada e não conseguimos encontrar…

Veja mais

Paineis

Esta é a imagem em bruto do que são painéis informativos. Há muito que eles faltam aqui no concelho. Há muito que a Cidália disse que tinham sido comprados. Pois bem, a compra foi feita em final de Novembro deste ano e deverão ser instalados “impreterivelmente, até ao dia vinte e oito de dezembro de…

Veja mais

Mercadinho

Ontem foi inaugurado o “mercadinho de Natal”. Não vimos por lá vereadores, facto que não estranha uma vez que é normal a Cidália não dizer nada a quem é da oposição. Estranhámos não estar lá nem o Caetano nem a Célia! Os mais de 15 mil euros gastos na compra daquelas barraquinhas vêm dar razão…

Veja mais

Desaparecido

Desde há algum tempo que nas iniciativas da câmara que têm tido lugar que se nota a ausência de alguém. A presença do Testas é constante e percebe-se que o cargo que lhe deram lhe ter servido para conseguir ganhar notoriedade e aparece em todos os locais e sempre que pode. Quem Nunca mais se…

Veja mais

8 anos, nova vida

Há oito anos, mais ou menos ao meio dia, este Largo aparecia. Passaram muitos dias, muitas semanas, meses e anos. Contra o que alguns vaticinaram, passaram 2880 dias desde então. Que mudou? De que valeu a pena ter-mos mantido a teimosia de continuar a escrever? Hoje podemos dizer que não conseguimos sentir que tenha valido…

Veja mais