Estrada Arco Iris

Na reunião da semana passada o Santos foi um dos que também falou pelos cotovelos. Uma das situações que chamou a atenção foi para o estado em que se encontra a estrada para S. Pedro. As raízes fazem com que andar por ali tenha que ser feito com imenso cuidado. Sugeriu, pareceu-nos que em tom…

Veja mais

Porque no te callas!

A semana passada, na reunião de câmara, um munícipe foi alertar para o facto de existir um terreno que, sendo propriedade da câmara, foi vedado por um particular que deve achar que o terreno é seu. A reacção foi a esperada: não foi dada atenção. Mania que alguns munícipes têm de ir chamar a atenção…

Veja mais

Levantar do muro

A imagem faz parte dos arquivos da nossa história, daquela que não queremos lembrar mas que nunca deveremos esquecer. A construção do muro da vergonha, aquele que separou um povo. Hoje há-os a serem construídos em Gaza. Vergonha atrás de vergonha. Estas separações mostram que não estamos minimamente ajustados a viver com a diversidade. Se…

Veja mais

Um brinde

Estamos de férias. Merecidas ou não, estamos longe do que se passa na nossa terra. Pusemo-nos a pensar no que têm sido estes anos. Discordamos do que achamos errado e, sem olhar a quem, dizemo-lo. Estamos a saborear um excelente por do sol, a comer uns biqueirões e conquilhas e a pensar que há, no…

Veja mais

A importância das receitas

Quando se vê o que é o aproveitamento que algumas câmaras fazem das potencialidades do turismo, não podemos deixar de fazer algumas comparações com o que temos na terra. Por onde andamos, as empresas que se dedicam ao desenvolvimento do turismo têm apoios das câmaras. Os próprios turistas são beneficiados em termos de impostos quando…

Veja mais

Homem bala

Quando se fala dos políticos comete-se às vezes o erro de pensar que eles são pessoas bem instruídas e com conhecimentos. Erro enorme! Talvez porque na terra está um circo – no mesmo sítio onde há meses o Álvaro achava que era impróprio para estar um em funcionamento – que tem como atracção um “homem…

Veja mais

Destino

Os Portugueses até são boas pessoas. Não reclamam; trabalham (em especial quando emigram); pagam impostos (quando não arranjam forma de fugir); elegem incompetentes para os governar; quando têm oportunidade; reelegem os mesmos ou outros da mesma laia; gostam de fado e futebol; endividam-se para passar férias e ter um carro de grande cilindrada é sinal…

Veja mais