Tudo bons rapazes

A minha análise ao debate de ontem na Vieira: O desempenho da AD foi uma miséria, creio que vai ter menos votos que o mais concelho, ou seja , será o menos votado. O Romeira veio cá falar de coisas que não tem interesse nenhum para a freguesia com o objectivo de deitar abaixo o…

Veja mais

Bater no fundo

Não fazemos ideia como será a parte mais funda do planeta, mas imaginamos que não seja agradável. Há, no entanto, várias formas de bater no fundo. Hoje ficaram-se a conhecer quem são os elementos que o + Concelho quer colocar no “conselho consultivo”. A ideia pode até ser boa não fosse o facto de muitos…

Veja mais

Quando o telefone toca

Decidimos fazer uma consulta por telefone para ver o que obtínhamos como resultados. Desde cedo que estamos ao telefone. Escolhemos 500 números de telefone fixo, escolhidos aleatoriamente. 370 da freguesia da Marinha (procurámos que todos os lugares tivessem o mesmo número de chamadas), 130 da Vieira e 50 da Moita. Colocámos as seguintes questões: Está…

Veja mais

Dois erros

A campanha está aí e vale quase tudo, mas não tudo! Hoje é noticiado uma afirmação do Aurélio que diz ter tido “mais de 700 pessoas” no jantar de campanha. Não sabemos se foi má interpretação do jornalista ou exagero do candidato, mas é um facto que não estiveram 700 pessoas, como aliás a nota…

Veja mais

‘Dux’ da CDU

Agora que começou oficialmente a campanha, as diferentes candidaturas começam a divulgar os candidatos. Qual a surpresa quando vemos que um dos candidatos é, aos 37 anos, estudante. Nada há contra quem estuda a vida toda, mas é estranho que alguém que pode decidir o futuro do concelho tenha como ‘profissão’ aos 37 anos a…

Veja mais

Assunto esquecido

Já são conhecidas as ideias centrais de quase todos os que se candidatam à Câmara e Junta. Demos já uma leitura aos seus programas eleitorais e há uma semelhança em todos: há um assunto esquecido. Ninguém fala na questão dos elementos de etnia cigana que habitam no concelho. Sem hipocrisias, ninguém quer ter como vizinhos…

Veja mais

Seca

No debate da semana passada entre os candidatos à Assembleia Municipal o Wilson afirmou que as reuniões da assembleia são uma “seca”. Voltou a fazê-lo na reunião de segunda-feira. Quem o ouve falar poderá até pensar que estamos no meio do deserto! Em certa medida por vezes sente-se que há um deserto de ideias e…

Veja mais

Programas eleitorais

Solicitámos às diversas candidaturas (ou seus representantes) que nos fossem facultados os programas eleitorais. Alguns programas já o foram, outros obtivemos o que conseguimos. À medida que foram facultados ou obtidos, serão adicionados. Podem ser lidos neste link. A ordem dos programas tem apenas a ver com o momento em que foram por nós obtidos.…

Veja mais

Esquecimento

Está já anunciado que dia 27, 4 dias antes das eleições, vão ser feitos dois espectáculos gratuitos, um nos jardins e outro na Casa da Cultura. Pelo que foi possível apurar, esses espectáculos são subsidiados e fazem parte de um pacote que foi aprovado e que obriga a que um número determinado de concertos seja…

Veja mais

Liberdade ou nem por isso

Há pouco fomos alertados para o que, nos dias de hoje, é impensável acontecer. A candidatura do BE está a ser vitima de apagões em alguns grupos do Facebook. Naturalmente que os administradores dos grupos são livres de fazerem o que querem com eles, mas é sintomático de uma ausência de democracia e de liberdade…

Veja mais

Reunião para embalar

Ontem teve lugar a última reunião da Assembleia Municipal neste mandato. Pode-se dizer que foi uma para adormecer. O Zé Luís fez um pouco de campanha; o Pedrosa defendeu a Cidália aproveitando para atacar a Alexandra, justificando desse modo a inércia que existiu na cultura durante estes quatro anos; o Wilson parece insistir em querer…

Veja mais

Imbróglio

Estamos a menos de 11 dias das eleições e a umas duas semanas da tomada de posse do novo executivo que sair das eleições. Há, no entanto um imbróglio que não sabemos como irá ser resolvido. Como se sabe, as reuniões de câmara têm lugar de 15 em 15 dias e as actas são posteriormente…

Veja mais

Por usar

Há muitas semanas que quem passa pelo ‘barraco da música’ vê a obra concluída. Poderia dizer-se que falta isto ou aquilo, mas aparentemente tudo está feito. Ainda assim, não lhe é dado uso. Não é estranho que uma obra da câmara não seja concluída dentro do prazo porque não temos lembrança de que alguma o…

Veja mais

O plágio

Quando há umas semanas se teve conhecimento de qual ia ser o slogan da campanha da Cidália houve algo que nos soou a familiar. Quando ouvimos os slogans de campanha esperamos sempre por algo inovador, algo que tenha a ver com a terra ou que seja próprio dos candidatos. Há pouco percebemos porque motivo o…

Veja mais

O perigo à porta

Ontem aconteceu o que há muito era previsível. Uma árvore caiu em cima de um carro que passava no Canto do Ribeiro. Dirão alguns que foi apenas azar, mas é mais do que isso. A entidade responsável por cuidar das matas não o faz. A câmara preocupa-se em colocar asfalto nos locais onde o rali…

Veja mais

Os candidatos à Assembleia

O debate entre alguns dos candidatos para a Assembleia Municipal pode dizer-se que foi o primeiro debate a sério, onde os candidatos se confrontaram. Quase pareceu que estávamos a ouvir discutir-se política. A não comparência da candidata da AD, apesar do comunicado enviado, mais esta ausência mostra o desinteresse pelo concelho. Dos presentes há alguns aspectos…

Veja mais

As escolhas estranhas

Nas muitas dezenas de nomes que compõem as listas dos diversos concorrentes aos diversos órgãos pelas diversas candidaturas, há aqueles que surgem sem que se perceba o motivo. Há mudanças de camisola desde há quatro anos para o dia de hoje, há quem marque jantares para que pessoas que não se falavam voltem a falar…

Veja mais

Por adivinhação

Nem sempre temos necessidade de usar a TUMG, mas, de quando em vez, lá tem que ser. Como frequentadores esporádicos dos serviços daquela empresa, não conhecemos as linhas, por onde passam e quais as paragens que nos podem interessar. Fizemos o que é normal fazer-se: fomos ao site da TUMG. Mais valia não termos ido!…

Veja mais

Jogar pelo seguro

Como é lógico e acontece sempre, os líderes dos partidos vão sempre aos locais onde é necessário um apoio maior. As câmaras que estão mais ou menos seguras não necessitam de tanta atenção e, como é normal, os líderes partidários ‘esquecem’ um pouco esses locais seguros. Aqui na terra nada está seguro, mas parece haver…

Veja mais

Para quê?

No jantar de Domingo a Cidália disse uma coisa com a qual não é possível discordar. Contou a história do local onde o jantar estava a ter lugar e que, apesar de ser a FAE, é conhecido como sendo a FAG. A história contada assim poderá ser entendida como um elogio à FAG e a…

Veja mais

Zona residencial ou industrial?

Tem sido tema de debate as palavras de António Costa sobre o desenvolvimento industrial do concelho, ligando-o de algum modo à actual gestão autárquica. Gostaria de perguntar qual foi o papel do município neste desenvolvimento. É este o apoio que têm dado a que pretende instalar-se no concelho? A fotografia mostra-nos uma zona residencial ou…

Veja mais