O que se pede

“Advoguei sempre que se fizesse a política da verdade, dizendo-se claramente ao povo a situação do País, para o habituar à ideia dos sacrifícios que haviam um dia de ser feitos, e tanto mais pesados quanto mais tardios.  Advoguei sempre a política do simples bom senso contra a dos gran­diosos planos, tão grandiosos e tão vastos que…

Veja mais

Fim da linha

Lemos no outro dia duas coisas que nos deixaram com a pulga atrás da orelha. Por um lado, lemos o presidente da câmara afirmar que a nossa terra era importante, até porque diariamente saem 600 camiões carregados de vidro. Por outro, lemos que a linha do oeste vai fechar. Isto pôs-nos a pensar no que…

Veja mais

Dias úteis da TUMG

“Os períodos de estacionamento de duração limitada e onerosa correspondem aos dias úteis, das 08h30 às 18h30, e aos sábados, das 08h30 às 12h30.”. Depois de vermos esta informação dada pela câmara quanto ao estacionamento – note-se que a informação vem da câmara e não da TUMG como à primeira vista poderia parecer lógico uma…

Veja mais

Grupos de classe

O Cardeal Patriarca de Lisboa terá hoje ido contra os “grupos de classe“, mais conhecidos por sindicatos, por defenderem o individual em vez do colectivo. Terá afirmado que “Está a fazer-me muita confusão ver neste anúncio das medidas difíceis que até nos foram impostas por quem nos emprestou dinheiro que os grupos estejam a fazer…

Veja mais

As 7 maravinhas

Está a concurso para ser uma das sete maravilhas. É, sem dúvida, um dos melhores pratos que se pode comer. Quem já teve esse privilégio sabe o que dizemos. Há, no entanto um senão… em período de crise grave, será de esperar que um prato rico como este consiga ganhar? Esperamos que sim, até para…

Veja mais

Férias

Na Marinha foi assim…nem moscas se viam. Até elas foram de ferias! Nas férias, apesar da crise, nao via vivalma! Quem, à semelhança de outros anos, tentou fazer alguma coisa, deu com as portas fechadas. A terra saiu para voltar daqui a uns dias. Será que é isto que quer dizer a crise… não haver…

Veja mais

A carapuça serviu!

Estalou o verniz e a carapuça parece ter servido! O editorial do jornal cá da terra, dirigido não sabemos a quem, teve a pior das reacções de um dos “narcisos” que anda pelas redes sociais. Mas a reacção não foi proporcional e avizinham-se novos capítulos. Andar nas redes sociais a escrever e apagar o que…

Veja mais

Santana II, O misericordioso

Há pessoas que são por natureza boas. Santana Lopes vai ser o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa sem remuneração. Ora digam lá que não é um gesto bonito! Nós até acreditamos que ele, que sempre esteve ligado a cargos políticos, que sempre fez apenas política, que tem sobre ele suspeita de despesismo…

Veja mais

Por lá! E cá?

Inglaterra está em estado de sitio, não formal mas real. Naturalmente que não podemos ver as imagens e ficar insensíveis ao que ali acontece. Há, no entanto, uma lição que deve ser tirada de tudo o que ali está a acontecer. Todos estamos a chegar ao limite da paciência com tudo o que nos rodeia,…

Veja mais

Apoio social e futebol

A câmara decidiu atribuir subsídios a associações que operam na cidade. A ADESER, a Novo Olhar e a Associação Portuguesa de Deficientes vão receber, ao todo, 45.500 euros. Nada temos contra tal iniciativa. Não deixa, contudo, de saber a pouco. Sabe-se que estas e outras organizações que aqui funcionam procuram dar apoio a pessoas com problemas graves.…

Veja mais

Novo partido?

Já hoje escrevemos sobre as redes sociais. Eis que aparece o fruto do trabalho de alguns, com ideia de outros para poder chegar onde alguns querem. Apareceu o embrião de um movimento partidário com origem nas redes sociais. Nestes já muitos anos de vida assistimos a muita coisa. É a primeira vez que assistimos à…

Veja mais

Narcisos, ridículos

Há dias lemos no Facebook um pretenso candidato a ilustre da terra perguntar na rede social o que deveria escolher para o almoço, com foto e tudo! Fê-lo como se isso interessasse a alguém! E, por espantoso que seja, houve quem respondesse! Quando perdemos algum tempo nas diversas redes sociais, conseguimos ver o que é…

Veja mais

A ocasião faz o ladrão

A semana terminou mal para dois residentes na nossa terra quando foram surpreendidos por um sem abrigo que os esfaqueou em pleno centro da cidade. Ao passarem pela casa abandonada, de reconhecida má fama e frequência, terminou ali o seu passeio. Isto leva-nos a pensar no que poderia / deveria ser feito para evitar que…

Veja mais