Parque gratuito

Este fim-de-semana tivemos a dar volta aos papéis e encontrámos algo que nos deixou com curiosidade de tentar saber mais. Referimos-nos ao negócio do J. Ferreira Custódio. Quando há uns tempos foi aprovada a colocação de estacionamento pago no centro da terra, houve quem tivesse aprovado com a condição de serem colocados lugares de estacionamento…

Veja mais

Estado de sitio

“a obra executa-se, mas tudo em redor ficou anestesiado, a cidade não está morta, mas até parece…“… Pela primeira vez lemos alguém que foi eleito por um punhado de eleitores dizer alguma coisa contra a forma como as obras avançam no centro. Já não era sem tempo que começássemos a sentir que há mais gente preocupada com…

Veja mais

O Piegas

Não é só o Cavaco quem acha que o que recebe é pouco. Também o Passos se acha mal pago. Sabendo a asneira que o Cavaco tinha feito quando se queixou, este vem agora, não de uma forma tão piegas, lamentar-se com o que recebe e diz que os políticos não são bem pagos. Pode…

Veja mais

Muita parra…

Foi ontem aprovada a lei que proíbe que os gestores públicos ganhem mais que o Passos. Não sabemos se é bom ou mau! Numa altura em que, por imposição da troika, temos que privatizar o que ainda é do Estado, parece ser uma medida que não irá ter grande efeito prático. Vem tarde. Quando os…

Veja mais

“Salazar é a tia!”

Quando as comadres se chateiam, descobrem-se as verdades! Isto é o que diz o povo. Quando esta semana assistíamos a um programa na televisão, ouvimos, depois de o Santana se exaltar e chatear, dizer que o dirigente do BE era familiar do Salazar ou melhor, que o Salazar era tia dele! Deve ter querido dizer tio!…

Veja mais

Agora a Grécia, depois nós

Soares veio defender que devemos ser solidários com a Grécia que é o berço da civilização como a conhecemos. Há muito que este senhor devia ter arrumado as botas mas teima em querer dar a opinião! A situação em que está a Grécia é, tal como nós, culpa apenas deles próprios. A desculpa da crise…

Veja mais

A verdade da Merkl

Quando a senhora que manda na Europa fala, todos se calam e fazem o que manda. Apesar de não concordarmos com a forma como ela gere a Europa, não podemos deixar de concordar com as afirmações que agora fez sobre a Madeira e a forma como os dinheiros foram gastos. Apesar de o Jardim a…

Veja mais

Não sejam piegas

Muitas são as vezes que a vontade que temos são de atirar alguma coisa que magoe a sério aos que estão no governo. Quando lemos as medidas que são postas em prática, desejamos que nenhum deles esteja à nossa frente para não estragarmos a nossa vida. Quando lemos que o Passos nos disse para não…

Veja mais

Férias no Carnaval

Há uns anos, nos tempos de Cavaco, o Carnaval também foi tempo de trabalhar. Este ano a polémica começou e promete continuar. Já aqui dissemos que não concordamos com a maior parte das medidas do governo mas não achamos mal que se tire a tolerância de ponto, que só beneficia os funcionários públicos, mas nós…

Veja mais

Os erros da câmara

O acordo ortográfico tem dado que falar mas irá dar ainda mais quando for de aplicação generalizada. Até lá, vamos lendo alguns textos com as novidades. Um dos locais onde já se nota existir mudanças é no portal da câmara. Sendo um local onde toda a gente pode aceder, espera-se que a correcção de escrita…

Veja mais

Empresas públicas e municipais

Alguns cépticos dizem que o país é pequeno e que não conseguirá dar a volta à crise sozinho. Não podiam estar mais enganados. Somos um grande país. Somos tão grandes que uma empresa pública comprou autocarros mas cinco desapareceram! Alguém se esqueceu onde os pôs e agora ninguém sabe deles! Parece anedota mas não é.…

Veja mais

Ora se fossem…

208.000 é o número que um jogador vai ver todos os meses no extracto bancário da sua conta. É a última aquisição do FCP. Numa altura em que as dificuldades por que a generalidade dos portugueses passa são enormes, saber que alguém que apenas sabe dar uns toques na bola recebe por mês tal quantia…

Veja mais

O Tsunami, do outro Álvaro

Temos um Ministro que consegue colocar numa palavra o que o país tem. Referindo-se ao desemprego, o Ministro disse que o tsunami começou muito antes de ter começado a governar. Não discordamos que o problema do emprego começou há alguns anos quando começou a ser mais atractivo estar inscrito no centro de emprego do que…

Veja mais

A batata quente do Álvaro

Desde que o acordo para a colocação dos relvados pelo União foi feito que temos sido críticos ao mesmo. As vantagens que iríamos ter, não se vêm.  O movimento que a vinda do União iria trazer, está por se encontrar. Tudo o que era, afinal não é! Mas o problema do acordo não se fica por aqui. Já…

Veja mais