Esquecidos

As obras junto aos campos de ténis acabaram há algum tempo. Concluídas já depois do prazo, sem que pareça haver consequências para quem se atrasou, ali está o estacionamento e uma pista para peões. Mas ficou também o que parece ser a preparação de uma zona para escalada. O monte de entulho que ali ficou…

Veja mais

Filhos em mulher alheia

Hoje pode ler-se que a câmara gastou cerca de cem mil euros em arranjos junto à Igreja do Pilado. Não nos parece mal que se façam arranjos e se melhorem todos os espaços que são públicos. É obrigação da câmara fazê-lo. Pode também ler-se que “a referida intervenção integra-se num projeto mais amplo que engloba a…

Veja mais

Xadrez político

Dizem os entendidos que o xadrez é um jogo de estratégia e que envolve uma enorme capacidade de conseguir prever qual a jogada do adversário. Em política é também necessário estratégia e saber prever o que pode ser o próximo passo do adversário. Já há dias tínhamos feito referência ao facto de o Aurélio se…

Veja mais

Lido por aí XXIX

«Está nas mãos do Senhor Presidente a decisão para aprovação da revisão orçamental. Na passada semana recebemos documentos. Depois de os analisar pormenorizadamente, verificámos que não têm alterações significativas em relação àquele que já tinham sido enviados e rejeitados em reunião de Câmara. Como somos SEMPRE parte da SOLUÇÃO fizemos uma PROPOSTA OBJECTIVA e FUNDAMENTADA…

Veja mais

Será?!

Tivemos informação, ainda não confirmada, de que uma das condições que foi posta por um dos vereadores passa por o adjunto não ser afastado do lugar que ocupa! Apesar de ter a língua afiada e o coração na ponta do lápis, a informação que tivemos foi a de que ele deverá ser mantido, ao contrário…

Veja mais

Moeda ao ar

Quinta deverá, se não for dada sem efeito a reunião, ser discutido e votada a rectificação ao orçamento. Neste momento pode dizer-se que a sua aprovação depende do facto da moeda ser cara ou coroa! O Vicente apresentou uma nova proposta de rectificação que pouco ou nada trouxe de novo. Apenas umas pequenas alterações e…

Veja mais

E por cá?

Num dos jornais ontem podia ler-se que um dos estacionamentos existentes em Leiria tem apenas 35 clientes por dia. Essa notícia, nada tendo a ver com a terra, fez-nos lembrar que há estacionamentos pagos aqui na terra que estão sempre vazios. Para ajudar à festa, é normal verem-se carros em cima dos passeios enquanto os…

Veja mais

Dar-lhe música

Os dotes artísticos que conhecemos ao Santos restringem-se à pintura. Não sabemos se música está dentro das coisas que sabe fazer. O que sabemos é que, pela música que lhe têm dado, ele deveria já ter aprendido alguma coisa. Referimo-nos ao facto de, desde há seis anos, lhe terem andado a fazer promessas sem que…

Veja mais

O que eles dizem

“Acho que faz sentido colocai o assunto à discussão. Considero que o mercado no edifício Atrium não reúne condições, reunisse as condições para funcionar, teria entrado em funcionamento na altura devida. Embora possam existir opiniões muito diversas, acho que os marinhenses devem ser ouvidos. Não me agrada, pessoalmente, a solução atual, pois funciona em tendas…

Veja mais

Mais uma!

Chegámos ao fim do mês. Para muitos o fim das férias, para outros o início. Para todos foi mais um mês em que nos mentiram. Dirão alguns: qual é a novidade? Pois de facto não é novidade! Nem podemos dizer que fosse algo que não estivéssemos à espera. Referimo-nos ao debate sobre a localização do…

Veja mais

Lido por aí XXVIII

«A vergonha da Marinha Grande O mercado municipal da Marinha Grande é um dos maiores e mais graves exemplos da incompetência de sucessivos executivos municipais, mostrando uma das piores facetas que pode existir no poder local: a primazia dos interesses partidários e da guerra política em desprezo do interesse público. É impossível fazer vista grossa…

Veja mais

Trocados

Desde as últimas legislativas que surgiram dois termos novos na política: geringonça e caranguejola. Por cá tentou-se por a geringonça a funcionar mas rapidamente se percebeu que iria dar em nada. Ainda assim durou dois anos. Depois tentou-se uma coisa que não se percebeu bem o que era mas que também deu com os burros…

Veja mais