Separados à nascença

A propósito de há dias termos lido que “Salazar e Cunhal” eram “irmãos gémeos separados no berço”, pareceu-nos lógico procurarmos mais casos de gémeos separados no berço. Parece-nos que, tendo em conta as afirmações que têm sido proferidas e a forma de agir, encontrámos! Lamentavelmente quem assim pensa e actua como se tem visto tem…

Veja mais

Lido por aí XLIII

«Os factos – 3.ª Parte Para onde foi o dinheiro? Basta de demagogia! Somos questionados porque é que o orçamento de 2016 foi alterado diversas vezes, dizendo alguns que não sabem para que ações foi o dinheiro. Mais uma pura manobra de diversão para baralhar as pessoas. Não podem os Vereadores da CDU e do…

Veja mais

O espelho engana

Parte-se do principio que quando um vereador é substituído numa reunião nada de muito diferente possa acontecer. Espera-se que a substituição seja mais ou menos como quando nos olhamos ao espelho. Quando se soube que o Santos ia faltar à reunião por estar de férias, acreditámos que o André fosse apenas ser como a imagem…

Veja mais

Ineficácia explicada

Quando se fala nos serviços da câmara fica sempre a ideia de que usam as mais recentes tecnologias e que os que lá trabalham são pessoas devidamente preparadas. Fica também a ideia de que a câmara, com tantos funcionários, tem os que são necessários para todo o tipo de serviços. Fica também a ideia de…

Veja mais

E cá?

“O Programa Centro 2020 abriu uma nova fase para a apresentação de candidaturas pelos Municípios das Regiões de Leiria, Oeste e Dão-Lafões, regiões identificadas, na Resolução do Conselho de Ministros n.º 55-A/2014, de 31 de julho, que aprovou o Programa Aproximar, com vista à implementação dos projetos piloto, de Lojas do Cidadão. Com este aviso pretende-se…

Veja mais

Os movimentos

Ontem percebeu-se, finalmente, para onde foram transferidas ou movimentadas as verbas que deveria estar alocadas em obras que deveriam estar já a ser executadas. Não se conseguiu saber tudo mas soube-se que, por exemplo, as obras da Rua das Andorinhas, que foi usada pelo Vicente para levar vários munícipes a uma das reuniões de câmara…

Veja mais

Foi estranho!

Foi estranho hoje o Vicente votar uma deliberação que lhe dizia respeito! Referimos ao facto de ter votado a revogação de poderes! Foi estranho o Esperança não ter estado na votação, deixando o Vítor sozinho! Foi estranho o Vicente ter assumido, finalmente, que não fez obras porque não quis e não por culpa da não…

Veja mais

Xeque, quase mate

O Vicente hoje teve, uma vez mais, uma derrota em toda a linha. Foram-he tirados poderes, não conseguiu fazer passar a revisão ao orçamento, ainda que de forma indirecta, e até o PSD se aliou aos restantes membros da oposição. Poderia dizer-se que isto seria novidade não fosse o facto de tudo ser mais do…

Veja mais

Desautorizado

Hoje a reunião na qual o Vicente ficou diminuído nos poderes e no poder, o Santos não esteve. As férias levam a que isso aconteça. Permitiu, no entanto, perceber que o Santos não está no mesmo enquadramento do partido que representa. O André foi claro quando afirmou que o que tem acontecido na câmara não…

Veja mais

Incompreensível

A forma que os munícipes têm de saber o que é decidido pela câmara é pelo que podem ler nas actas de reunião. Nelas constam as deliberações que são tomadas e só depois de aprovadas as actas se poderá dizer que o que nelas consta corresponde ao que foi discutido. Há quem defenda que a…

Veja mais

Fazer figas

Nestas horas que faltam até ao início da reunião onde lhe irão tirar poderes, o Vicente deverá estar a fazer figas na esperança de que a oposição possa fazer-lhe um favor. De uma assentada só o Vicente quer que lhe seja aprovado: a requalificação da rua e travessa das andorinhas, requalificação urbana do espaço público, a…

Veja mais

Como era previsível 

O que tínhamos já escrito é já público. Na quinta vão ser discutidas duas propostas apresentadas pelo Aurélio e uma apresentada pelo Logrado. As outras ficaram pelo caminho pelo facto de não ter enviado a fundamentação necessária. Vão também ser discutidas as propostas que o Vicente tem em carteira para tentar levar os seus adversários…

Veja mais

Não, não é no Paiva

Esta semana saíram noticias de que os passadiços do Paiva estavam a arder. Já arderam e foram reparados. Agora arderam de novo. Se a câmara de lá fosse gerida por alguém de cá não haveria esse problema. Nada haveria para arder. Por cá, desde que o mar destruiu alguns dos que por aqui existiam que…

Veja mais