Novo espaço de compras

Ainda nos recordamos da batalha que o Barros travou para que não viesse para cá uma nova superfície comercial. Há quem diga que foi esse braço de ferro para que não fosse feita a obra que levou a que fosse afastado. A semana passada a câmara aprovou a instalação de um novo supermercado. O terreno que está vazio entre…

Veja mais

Alguém a conhece?

Sexta feira assinala-se mais um aniversário da revolução dos vidreiros. A câmara associou-se às comemorações que são organizadas pelo sindicato. Achamos que fez bem mas há coisas que temos alguma dificuldade em entender. A revolução dos vidreiros foi algo local, com pessoas da terra. É bom que se comemore e que se recorde o que…

Veja mais

Responsáveis pelo deserto

Há muitos anos este era um local movimentado. Havia pessoas. Hoje há locais abandonados, sem ninguém. As apostas que foram feitas pelos diversos executivos têm levado a uma constante desertificação.Desde que o actual executivo tomou posse que não se vêem ser tomadas quaisquer medidas para incentivar o repovoamento do centro histórico.Foram colocados os parques pagos…

Veja mais

Eleitoralismo

Estamos em ano de eleições e já sabemos que vão começar a surgir decisões que foram guardadas para agora para que consigam ganhar votos. É a hipocrisia das regras da política que tenta aproveitar a memória curta dos que votam para, com isso, tentarem obter votos. O Álvaro está numa situação privilegiada porque conseguirá este ano fazer…

Veja mais

Vai um cafezinho?

Normalmente, quando ouvimos uma promessa de um qualquer político ou aspirante a tal, ficamos sempre com dúvidas quanto ao que dizem e, normalmente, duvidamos. Há uns meses, no verão, quando o Logrado anunciou que se ia candidatar à câmara, disse que era sua intenção organizar um “almoço com o presidente” e com os munícipes. Ainda não…

Veja mais

Mais um candidato

Muito se fala sobre a corrida à câmara e dos vários partidos e grupos nota-se existir alguma movimentação. O mesmo não acontece em relação à Junta. Para aí apenas um nome está indicado. Talvez por causa disso, no final do ano tivemos conhecimento que há mais quem possa estar interessado em ocupar o lugar que o Francisco ocupa. Pelo…

Veja mais

Foram só uns copitos

Hoje acordámos com a notícia que uma deputada do PS foi apanhada com uma taxa de álcool duas vezes o limite que é considerado crime. Até ao momento não lemos que se tivesse demitido ou que tivesse sido demitida. Claro que estamos em Portugal e tudo é possível e é até capaz de vir algum iluminado dizer…

Veja mais

Sem direito a medalha

Ainda de volta das contas da câmara e do quanto ela tem para gerir, houve algumas coisas que nos deixaram muitas dúvidas. Presume-se que o dinheiro que a câmara tem por ano deve ser usado para fazer obras e tornar a vida dos munícipes melhor. Mas, quando lemos o orçamento que foi aprovado, há coisas…

Veja mais

Trabalho árduo

Há uns dias fizemos as contas ao orçamento da câmara e reparamos que não se nota onde esse dinheiro seja aplicado. Reconhecemos que há coisas que são da responsabilidade política do Álvaro mas há outras que sabemos ele não tem como controlar. A grande parte do dinheiro que a câmara gere durante o ano é…

Veja mais

Comer na escola

Já há algum tempo que temos vindo a ter informações sobre a forma como se processa o pagamento das refeições das crianças que frequentam a escola. A semana passada a câmara não pôde receber dinheiro porque teve a tesouraria esteve fechada e não sabemos como as crianças puderam comprar as senhas de refeição mas há…

Veja mais

Renovar a Marinha

A Marinha Grande tem estado a viver momentos dramáticos. A desgovernação a que se tem assistido tem levado a que o centro histórico esteja num abandono desmesurado. As políticas que têm sido seguidas pelo executivo liderado pelo Dr. Álvaro Pereira não têm conseguido fazer com a Marinha Grande consiga sair do buraco para o qual…

Veja mais

Acordo sem acordo

Desde o início que assumimos que somos contra o acordo ortográfico. Não escrevemos seguindo as suas regras nem as seguiremos. Entendemos que é um atentado contra a língua portuguesa, com regras absurdas que só alguns “iluminados” acharam estar correcto. Apesar de não estar ainda em vigor, há já muitos que o adoptam e os serviços…

Veja mais

Só 17.000.000,00!

Hoje vivemos em austeridade profunda, consequência do que foram anos de má gestão por parte dos governos que nos (des)governaram. Pouco sabemos de economia mas sabemos que há custos que têm que ser bem pensados porque, como diz o povo, o dinheiro não estica. Há quem diga que os sucessivos governos PS, bem como as…

Veja mais