Súbito interesse

Todos os dias damos uma vista de olhos pelo que se passa nas redes sociais. A sua existência e a vontade de muitos quererem deixar de ser meros cidadãos anónimos leva a que por ali se encontre de tudo. De repente, começámos a ver aparecer quem não era hábito andar pelas redes sociais. Já sabíamos…

Veja mais

Sem tempo para a cultura

Já se conhece o lema da campanha do PS. Lembram-se agora que querem trabalhar “por uma marinha grande”! Devem ter reconhecido que a ideia das mangas arregaçadas lhes iria causar dissabores depois do que foi o seu mandato. Sem que tenhamos nada a dizer em relação à conferência que agora decidiram organizar, que são eventos…

Veja mais

Juventude de volta

Depois do que foi o desastre da governação concelhia do PSD protagonizada pelo Cruz, as eleições da semana passada trouxeram, até agora, alguma da estabilidade que o partido precisava. O Pereira conseguiu pacificar o que parecia ser difícil de conseguir. Ainda sem que se perceba muito bem as escolhas feitas para integrar a concelhia e alguns dos…

Veja mais

Devagar, vai andando

Apesar de muitos acharem que a escolha do Vítor poderá não ter sido a melhor opção e de alguns acharem que o seu perfil algo discreto poderá não ser o ideal para tentar ir tirar o lugar ao Álvaro, a semana passada cruzamo-nos com ele em vários locais a fazer aquilo que o PCP consegue…

Veja mais

As sedes

Em qualquer terra minimamente desenvolvida, o centro é sempre o local mais nobre. É nesses locais nobres que estão os estabelecimentos mais caros e é lá que todos se querem instalar. Por cá as coisas funcionam ao contrário. O centro está morto e ninguém no seu perfeito juízo pensa em fazer algum investimento lá. Agora…

Veja mais

Fanático ou fundamentalista?

Um dos problemas do mundo é a existência de pessoas fanáticas e fundamentalistas. O médio oriente e o Afeganistão são disso exemplo. Mas não é apenas por lá que há pessoas assim. Temos notado existirem algumas afirmações do Pedrosa que nos levam a crer que se ele tivesse nascido num pais muçulmano não teria qualquer dificuldade em…

Veja mais

Ali não se mexe

Desde que passou por cá o temporal que temos estradas ainda intransitáveis. Não temos ideia da quantidade de árvores que ainda estão caídas no pinhal mas, pelo que conseguimos ver, serão muitos metros cúbicos de madeira que por ali está à espera que alguém se digne mandar recolher. Quando demos uma leitura nas actas das…

Veja mais

A prima

Há momentos em que somos surpreendidos e que vemos coisas que não nos passavam pela cabeça. Quem está na política ou quer nela entrar tem que saber ter um poder de encaixe grande. Não se podem deixar ofender quando são criticados nem responder à letra. Ter a capacidade de responder de forma educada e superior…

Veja mais

O silêncio do Aurélio

Após o anúncio do Aurélio de que iria aceitar o desafio que lhe lançaram, esperámos que começassem a surgir algumas ideias para o que pensa que poderá ser a terra em 2025. Esperávamos que, acima de tudo começassem a surgir soluções para o que está mal. Entendemos que possa não querer dizer mal de tudo o que…

Veja mais

Cozinha comunitária

Se há coisas que não gostamos é de sentir que somos enganados. Claro que para que isso não acontecesse, tinham que deixar de existir políticos! Recordamo-nos de neste Natal ter surgido uma iniciativa, organizada por pessoas de boa vontade, e sem interesses, pensávamos nós, que proporcionou um jantar de Natal aos mais carenciados. Acreditámos que…

Veja mais

Tapete vermelho

Ontem não se falava noutra coisa que não fosse o facto do Sócrates poder aparecer na televisão pública com um programa de análise política. As petições contra e a favor surgiram e nós subscrevemos uma delas. O facto de não concordarmos com a vinda desse pouco ilustre personagem para estar a dizer, durante vinte minutos,…

Veja mais

Resinagem em saldos

Foi ontem anunciada a hasta publica para quatro lojas na Resinagem. Como era previsível, não está tudo ocupado e, pelo que pudemos ler nas condições da hasta pública, há dúvidas que surgem a qualquer pessoa mais ou menos atenta. Sabe-se que as leis do mercado fazem com que os preços subam conforme a procura aumenta. Nesta…

Veja mais

Servir as águas

Desde que o ano começou que notamos que existe uma tendência clara para que não exista contenção de custos. É o preço das eleições e da necessidade de comprar alguns votos que permitam a reeleição do Álvaro. Quando agora visitamos o site da câmara ou o seu mural no Facebook é ver a quantidade de anúncios que são feitos…

Veja mais

Concurso deserto

Apesar de atrasada e ainda apenas com a esperança que no final de Maio a obra esteja concluída, já que não há disso qualquer certeza, as obras na Resinagem irão ser concluídas mais dia menos dia. Para tentar dar ocupação àquele espaço, a câmara lançou um concurso público para ocupação de um dos espaços. O…

Veja mais

Pagamento às escondidas

Hoje demos uma nova vista de olhos na revista que saiu a semana passada para tentar encontrar nela alguma coisa que achássemos que nos fosse útil, enquanto munícipes. Rapidamente a pusemos de lado! Mas ficamos a tentar fazer contas quanto terá custado e como terá sido paga esta campanha de marketing. Para melhor sabermos, fomos ler a…

Veja mais

O convite rejeitado

Ontem, em conversa com alguém próximo do Logrado, tivemos conhecimento de algo que não esperávamos ouvir. A semana passada o Logrado terá ido pedir o Santos em casamento! Não nos referimos ao sentido literal do termo mas dá quase nisso. O Logrado terá oferecido ao Santos o primeiro lugar da lista no grupo que ele, quando cá…

Veja mais

Espantado por acreditar!

Desde a semana passada que está confirmado que o Aurélio quer ocupar a cadeira que o Álvaro agora diz ser sua, apesar de muitos dizerem que quem se senta lá seja a Tereza. Apesar de começar a mostrar já que tem a máquina a querer funcionar, há alguns detalhes que nos chamam a atenção. Quando…

Veja mais

Convites desaparecidos

Ainda no rescaldo do que foram as comemorações da elevação da terra à categoria de cidade, houve algo que não conseguimos entender e tivemos que ir tentar saber o que se tinha passado. Durante o dia em que, qual tempo da mocidade portuguesa, os meninos das escolas pousaram em frente à câmara enquanto o Álvaro…

Veja mais