A carta

Escrever uma carta é simples, mesmo hoje em dia que se perdeu muito esse hábito. Há, no entanto, uma carta que anda desaparecida. Da carta educativa nunca mais houve notícias. Nada se sabe sobre o que está feito, sobre o que falta fazer e sobre uma data em que possa aparecer. Desde há anos que está para ser feita e dela depende a elaboração do PDM. A Célia, hoje com o pelouro, não disse ainda nada sobre o assunto, dois anos depois de ter sido eleita.

Veja mais

Inércia

O Observatório falhou na função que tinha. A demissão de um dos especialistas é o culminar de um percurso que poderia ter sido glorioso e poderia ter trazido algo de bom para o concelho. Desde muito cedo se percebeu que o incêndio no pinhal era o palco ideal para que alguns políticos aparecessem. Aqui passaram…

Veja mais

Outra senhora

Hoje, em conversa com um amigo, chegámos à conclusão de que vivemos numa terra onde o lema que quem governa segue é o já conhecido “orgulhosamente sós”. Não nos referimos ao facto de a terra estar isolada em relação aos demais concelhos, mas à forma como a gestão é feita. Apesar do discurso que se…

Veja mais

Está tudo bem!

Já esta semana escrevemos sobre o PDM e sobre o que vai ser decidido segunda em mais uma reunião extraordinária. Achámos estranho o que tivemos conhecimento e fomos tentar saber mais. A expressão que mais se ajusta ao que apurámos é que «está tudo bem». Vamos por fases, sem querermos repetir. Em 2014 foi feito…

Veja mais

Órfãos

A ‘bomba’ estoirou quando um dos elementos do Observatório do Pinhal se demitiu. O facto teve direito a ser notícia nos principais órgãos de comunicação social nacional. O ICNF viu-se forçado a vir a terreiro dar uma justificação. Aqui na terra sentimos como se fossemos órfãos de presidente que desapareceu num assunto que até lhe…

Veja mais

As contas

“A Mata Nacional rendia 2 milhões de euros anuais ao Estado. Prevê-se um investimento 4,4 milhões até 2022, que além da floresta ainda vai ter de suportar a recuperação de estradas, etc… Se fizermos as contas ao investimento anual desde os fogos, trata-se de 0,88 milhões, menos de metade do rendimento da Mata. Para reflorestação…

Veja mais

PDM e as calendas

O PDM é um dos instrumentos essenciais para o desenvolvimento do concelho. Dele depende quase tudo o que diz respeito à organização do território. Veja-se o caso da necessidade de proceder à suspensão do mesmo quando se trata de autorizar certas obras. O PDM aqui do concelho tem andado a ser empurrado para a frente…

Veja mais

Ganhem vergonha!

Já antes escrevemos sobre o tema, mas hoje decidimos ir mais além. Fomos tirar fotos a um dos lugares mais desprezados do concelho. Dali saem grande parte das exportações e deveria ser o local onde, mais do que qualquer outro, deveria ser o exemplo. A zona industrial é, a nível concelhio, o local onde mais…

Veja mais

Conspurcação

Começou a época balnear e a menos que a candidata às europeias pelo BE esteja já a banhos, que faz o cartaz dela ali bem no meio da praça em S. Pedro a conspurcar a paisagem? O BE, tão zeloso que parece ser com coisas que têm a ver com o ambiente, com a imagem…

Veja mais

Esquecida

O melhor do mundo são as crianças e tudo o que possa ser feito em seu benefício é sempre pouco. Dos nossos autarcas esperamos isso mesmo, que tratem as crianças como aquilo que são, o melhor que existe. Mas depois há aquelas situações que, se não fossem trágicas, dariam para rir. Sabe-se que cabe à…

Veja mais

Que novidade!

Muitos recordar-se-ão de, o ano passado, se verem estas micas com uma folha A4 a alertar para o facto de a água estar imprópria. Naquela altura foi imposto que o executivo permanente mandasse instaurar um inquérito para saber o que se passou. Segunda, na reunião, irá ser ser levado a aprovação a conclusão sobre o…

Veja mais

É hora!

Desde há quase seis anos que alguns munícipes começaram a poder receber em casa informação sobre o que se passava nas reuniões. O Aurélio e os eleitos pelo MpM tomaram a iniciativa de fazer um memorando que enviam a alguns munícipes. É, sem dúvida, uma iniciativa que apreciámos. Numa terra onde o PCP está morto…

Veja mais

Demissão

Segunda a Cidália afirmou na reunião de câmara que está tudo bem com observatório do pinhal do Rei. Hoje é do conhecimento público que um dos membros desse observatório apresentou a demissão. Fê-lo não por razões pessoais, mas porque está previsto que “que esta instituição reúna com uma periodicidade mensal, mas a última reunião do…

Veja mais

Porta aberta

As reuniões extraordinárias deveriam ser, como o próprio nome indica, algo extraordinário, algo pontual. Deveriam ser convocadas apenas para tomada de deliberações relacionadas com assuntos urgentes ou para decidir algo que, não sendo decidido naquele momento, poderia por em causa o interesse público. Não tem sido isso que se tem visto acontecer. As reuniões extraordinárias…

Veja mais

E mais uma!

Ontem houve reunião de câmara. Segunda vai haver reunião extraordinária. Os assuntos que há a tratar serão assim tão urgentes que justifique nova reunião e o pagamento de mais despesas ou é apenas mais uma demonstração de que algo está muito mal na câmara em termos de funcionamento e organização? Vamos apostar nesta última hipótese…

Veja mais

O peso

Sabe-se que não é possível criar-se a nível autárquico uma ‘geringonça’ como aquela que o Costa conseguiu montar a nível nacional. Nas autarquias quem tem mais votos é quem é eleito presidente de câmara. Aqui na terra sabe-se que nas últimas autárquicas foi a Cidália quem ficou com mais peso em termos de resultado eleitoral,…

Veja mais