Debate de ideias

Amanhã vão ser apresentadas junto dos deputados municipais as contas da câmara e das empresas em que participa, onde se incluirá o parecer dos auditores a que há dias tivemos acesso e que veio pôr em causa uma série de situações que mereceriam um debate alargado e bem detalhado sobre o que se passa na…

Veja mais

Atendimento

Ontem lemos o que já há muito se falava. A câmara disponibilizou um espaço para que a oposição possa atender os munícipes. Não discordamos da ideia de a oposição poder ouvir os munícipes até porque todos os contributos que possam ser dados para ajudar a resolver os problemas que possam existir são sempre válidos. Temos…

Veja mais

Rescaldo

Não vamos aqui fazer nenhuma aposta para ver quem acerta na quantidade de dias que o outdoor que foi colocado na rotunda, no dia 23, com a divulgação do que iria acontecer no dia seguinte vai ali estar. Se a terra tivesse já um programa cultural seria fácil substituir aquele outdoor com mais informação. Como…

Veja mais

Falta de respeito

Quando se fala das entidades oficiais espera-se que delas possa existir respeito. Quando essas entidades são as câmaras, espera-se que possam tratar os munícipes com a consideração que eles merecem ser tratados. Já se sabe que os serviços de comunicação da câmara não funcionam. Não se consegue sequer saber se existe esse serviço, tal é…

Veja mais

Insensatez

Por vezes somos levados a acreditar que pode existir ainda alguma luz ao fundo do túnel. Os problemas que o país atravessa levam-nos a procurar na juventude as soluções. Somos depois surpreendidos com textos que nos fazem sentir que a luz não está acesa. Sentimos que alguns dos que hoje estão nas juventudes dos partidos…

Veja mais

As surpresas

As comemorações do 25 de Abril não foram ausentes de surpresas. Não nos referimos ao discurso do Álvaro. Foi um discurso de circunstância que pouco ou nada falou do que a data representa. Foi mais uma forma de tentar justificar a razão de ter feito o acordo com o PCP. Também não foi surpresa o…

Veja mais

Dr. Jekill e Mr. Hide

Sempre que ouvimos falar os políticos ficamos com a ideia de que o que eles são na vida privada e o que pensam é igual ao que transportam para a sua outra vida enquanto políticos. Quem diz uma coisa enquanto cidadão anónimo deverá dizer o mesmo quando entra na política. É assim que se consegue…

Veja mais

Bairro por pagar

Em Janeiro de 2007 a câmara deveria ter comprado os fogos do bairro do Camarnal. Deveria ter pago mais de um milhão e meio de euros e não o fez. De lá para cá a câmara tem vindo a acumular juros. Desde 2009 até agora estão já contabilizados quase quatrocentos mil euros. Quem o diz…

Veja mais

Não custa quase nada!

Nunca nos cansamos de falar no que é a falta de comunicação da câmara. Não nos cansamos mas eles também pouco se cansam a fazer alguma coisa para mudar! Hoje vão ter lugar as comemorações do 40º aniversário do 25 de Abril. É, apesar dos atentados que têm vindo a ser feitos pelo actual e…

Veja mais

Azar ou culpa?

Os supersticiosos acham que ver um gato preto dá azar. Depois de se saber algumas das coisas que constam na auditoria chega-se à conclusão que a câmara deverá ter visto muitos gatos pretos. Apesar de ter sido dito na reunião da semana passada que há muitos assuntos em tribunal, há um que remota a 2006…

Veja mais

O discurso

Conseguimos ter acesso ao que será o discurso que amanhã o Álvaro irá ler nas cerimónias do 25 de Abril que damos a conhecer a seguir: “Minha Patroa, marinhenses e outros que estão no executivo, Decorridos que estão quarenta anos desde que a revolução de Abril nos trouxe liberdade, esta é uma noite em que…

Veja mais

Beco sem saída

Poucas serão as pessoas que não estiveram já num beco sem saída. Estar-se perante uma situação em que não se têm qualquer alternativa é sempre mau. Pior é quando se vive num! Tivemos conhecimento que existem munícipes que vivem num beco sem saída e em relação ao qual parece existir esquecimento por parte da Junta…

Veja mais

O munícipe é que paga

Haverá quem não tenha conhecimento que a câmara tem uma participação de cerca de 10% no capital da empresa de águas Simlis. Apesar de há dias ter surgido uma campanha, meritória, para defesa da água, a verdade é que aquela empresa tem mais de dois milhões de euros de capital negativo. Traduzido por miúdos, significa…

Veja mais

Olhar à lupa

Uma das coisas que tem sido falada tem a ver com o controle que é feito pela câmara dos dinheiros que tem para usar. Desde que foi eleito que o Álvaro tem andado apavorado com situações que podem levar à perda de mandato. Por mais do que uma vez ouvimos esse argumento para justificar a…

Veja mais

Dinheiro prescrito

Sempre tivemos a sensação de que no tempo dos escudos se dava maior importância ao dinheiro. Ao longo do anterior mandato uma das justificações que foi dada para que muita coisa não fosse feita foi o da falta de dinheiro. Entendemos que em tempo de vacas magras não se pode pedir que dêem muito leite…

Veja mais

Vender a Cooppovo

Uma das instituições que é conhecida quase desde sempre é a cooperativa. A “Cooppovo” tem sido uma das instituições que tem ajudado muitos dos munícipes que vêm ali uma forma de comprar de forma tendencialmente mais barata do que noutras superfícies. Essa é pelo menos a ideia que se tem quando se fala ou ouve…

Veja mais

Silêncio

Desde que o executivo tomou posse que, de certo modo, temos estado habituados a que as reuniões de câmara sejam “animadas” com as intervenções do Logrado. Tem cabido a ele o papel de proporcionar alguma diversão aos que têm a paciência de assistir às reuniões. Não é por acaso que as reuniões da câmara da…

Veja mais

Nada se faz

Temos estado à espera para ver quanto tempo demoraria retirar o que decidiu cair do Atrium, bem por cima da entrada onde deveria funcionar o mercado. Cansámos de esperar. Já lá vão demasiados dias sem que alguma coisa tenha sido feita. Claro que ali não está já quase nada a funcionar e esse poderá ser…

Veja mais