Campanha dos jotas

As eleições para o parlamento Europeu pouco interessam. A meia dúzia de deputados que poderão ir para lá ganhar um monte de dinheiro pouco ou nada irão fazer que possa, de algum modo, alterar o estado em que vivemos. Pelo que temos ouvido na campanha dos diferentes partidos, é difícil conseguir-se fazer uma linha que…

Veja mais

Não custa muito!

Se a principal rotunda da terra não estivesse com outdoors partidários, seria assim que a poderíamos ver. Infelizmente os interesses partidários sobrepõem-se ao interesse da terra e o que lá se vê é algo que não dá nenhuma beleza à terra. Mas é o que temos e os partidos (BE e PCP) devem achar que…

Veja mais

“Sede vacante”

“Sede vacante” é o termo que em latim quer dizer “trono vazio”. Este é o termo usado durante o período em que, por exemplo, não há Papa. Parece-nos que o termo poderá começar a ser usado não apenas em termos eclesiásticos. Quando se fala em eleições e nos eleitos a ideia com que se fica…

Veja mais

Inauguração adiada

Soube-se ontem que a inauguração da Casa da Cultura já não vai ocorrer este mês. Se há umas semanas o Vítor anunciou que a inauguração iria ter lugar este mês, ontem veio atribuir responsabilidade à empresa construtora para o facto de só lá para Setembro isso poder acontecer. Já se sabia que a empresa construtora…

Veja mais

Banana-Álvaro

Ontem o Logrado presenteou-nos com mais uma das suas afirmações muito ao seu jeito. A propósito do que aconteceu na reunião de câmara de quinta-feira – na qual mais uma vez não esteve porque está outra vez fora – o Logrado chamou o Álvaro de “banana”. Referiu que existe uma “atitude intimidatória permanente” e que…

Veja mais

Pisado

No fim-de-semana passado o PCP local reuniu-se para decidir quem iria mandar nele. Não se esperava que alguma coisa acontecesse que causasse grande surpresa ou mesmo que a troika que nele manda aceitasse sair de forma limpa. Não só não saiu como se manteve tudo como estava. Houve, no entanto, algo que aconteceu que nunca…

Veja mais

Onde ir?

Assim, à primeira vista, o comentário que a imagem parece suscitar é o de que “não há fome que não dê em fartura” no que diz respeito a haver alguma coisa para fazer nesta terra. Infelizmente, depois de se pensar um pouco mais, a conclusão a que se chega é a de que há pouca…

Veja mais

Perigo

Há dias voltámos ao “beco sem saída” para ver o que tinha sido limpo. De facto a informação que nos tinha sido dada de que os serviços da câmara tinham ido lá fazer um corte das ervas confirmou-se. Houve, no entanto, algo que não gostámos de ver. Há umas semanas foi notícia os estudantes que…

Veja mais

Qual a desculpa?

Todos sabemos que somos um povo que gosta de fado e futebol. Há uns anos atrás o Álvaro deu a desculpa de que não tinha um funcionário que fosse ligar um projector para o facto de não terem sido transmitidos os jogos de Portugal à semelhança do que aconteceu noutras cidades. Estamos a pouco tempo…

Veja mais

Arte da política

Podendo parecer estranho, nem sempre a política tem coisas más. Hoje, durante a reunião de câmara, o Santos surpreendeu todos com a oferta de um quadro alusivo ao 25 de Abril feito por si. Pondo as querelas partidárias de parte, ficou bem ao Álvaro dizer que o iria colocar no seu gabinete. Já há muito…

Veja mais

Puxão de orelhas

Hoje, como era previsível, a reunião de câmara foi quente. Depois do que o Aurélio escreveu há dias sobre a ausência de democracia na câmara, os membros do executivo com pelouro hoje não deixaram que aquelas afirmações passassem em claro e deram um valente puxão de orelhas ao Aurélio. Há dias ele escreveu que existia…

Veja mais

Para um dia recordar

Hoje pode ler-se isto nas bancas de jornais. Como somos um povo que tende a ter uma memória curta e para que mais tarde não haja quem diga que não se lembra de alguma vez isto ter sido dito, deixamos aqui para que daqui a uns tempos possamos voltar a ler esta afirmação. Assim à…

Veja mais

Wow…

Já há algum tempo que começámos a ouvir algum descontentamento por parte daqueles que deram o apoio ao Logrado relativamente ao que se tem passado. No início começaram por dar informação aos apoiantes. Deixaram de o fazer. Começaram a publicar informação que ia ser levada às reuniões de câmara. Deixaram de o fazer. A presença…

Veja mais

Todos no mesmo sentido

No passado fim-de-semana reuniu-se a assembleia concelhia do PCP. Como seria de esperar, nada de novo surgiu e, tal como acontece nos matraquilhos, todos remataram no mesmo sentido. Não que se esperasse que houvesse novidades mas havia quem esperasse que houvesse algumas mudanças. Não aconteceu nada do que se poderia esperar e o PCP vai…

Veja mais

Saída limpa

Este fim-de-semana o Passos, acompanhado por uma fila de ministros, anunciou uma saída limpa. Não podemos dizer que gostamos de ter por cá os senhores da Troika mas a sua presença dava-nos, apesar de tudo, alguma segurança. O país entrou numa situação de falência pelas políticas que foram sendo seguidas pelos que achavam ser capazes…

Veja mais

Má divulgação

Desta vez sem que a imagem seja mexida, fica-se com o resultado da acção de divulgação que a câmara põe em prática. Meia dúzia de pessoas estiveram no evento que este fim-de-semana teve lugar, “Contos ao pôs-do-sol“. Apesar de se insistir nessa lacuna, os responsáveis da câmara parecem não aprender e tudo se mantém como…

Veja mais

Sair da casca

Desde que se começou a saber quais eram os movimentos independentes que iriam a eleições que se começou a falar de quem seriam os elementos que faziam parte de cada um deles. Logo cedo se começou a falar que o Henrique seria um dos que estaria a dar apoio ao Aurélio. Chegámos a vê-los a…

Veja mais

Saudades

Já lá vão muitos anos desde que o que tínhamos no centro tradicional era igual ao que se vê na imagem. Não que possamos dizer ser saudosistas mas temos saudades daquele tempo. Ao longo dos anos, aqueles que foram passando pela câmara foram alterando o centro tradicional ao ponto de o transformarem no deserto que…

Veja mais

Apagar obras

Deverá haver poucas coisas piores do que estar a fazer algo contrariado. Normalmente quando isso acontece, e acreditamos que acontece a todos, as coisas saem mal. Quando há uns meses se soube que o pelouro da cultura iria ficar nas mãos do Vítor ficámos convencidos que ele teria ideias para dar ocupação à Casa da…

Veja mais