Junta não deu parecer

Ainda a respeito do regulamento das feiras e venda ambulante, fomos tentar saber quem mais não tinha tido intervenção na elaboração daquele documento. Lá consta que as Juntas de Freguesia foram ouvidas. Pelo que tivemos conhecimento “A Junta de Freguesia da Marinha não teve qualquer intervenção nessa situação”. Soubemos também que “embora fosse consultada pela…

Veja mais

Comerciantes não foram ouvidos!

Ontem foi aprovado em reunião de câmara o regulamento de venda ambulante. Pode ler-se no documento que foi aprovado e irá ser submetido a aprovação pela AM que “foram ouvidas as entidades representativas dos interesses em causa” estando entre elas a “Associação Comercial e Industrial da Marinha Grande”. Pressupõe-se que quando se lê algo desse…

Veja mais

Regulamento das feiras

Foi ontem aprovado o regulamento que vai definir as regras de venda ambulante aqui na terra. Já não era sem tempo! Ainda terá que passar pela AM mas, tendo em conta a maioria existente, deverá passar. O projecto de regulamento tem, no entanto, coisas que não se entendem e que mostram algum desconhecimento do que…

Veja mais

Quem mente afinal?

Como era previsível, ontem o Aurélio não se conteve e, de forma indirecta, retribuiu o adjectivo que o Álvaro lhe tinha atribuído já duas vezes. Pela reacção que o Álvaro teve, parece-nos que ele não percebeu mas ficou claro quando o vereador disse que “por respeito institucional não lhe ia chamar de mentiroso“. Tudo isto…

Veja mais

Leitura de contadores

Pelo que lemos, a câmara entregou o serviço de leitura dos contadores de água a uma empresa de Vagos por onze mil euros (mais IVA). Esta decisão deve-se ao facto de não terem funcionários afectos a esta tarefa. Não pomos em causa a escolha da empresa nem a necessidade de ter que ser efectuada essa…

Veja mais

Agora já se sabe!

Ficou agora clara a posição do Álvaro em relação ao problema que existe no seu partido. É sempre bom saber que o presidente da câmara apoia para futuro primeiro-ministro alguém apenas porque “tem estado” com ele “há quase 20 anos”. É uma opção assente na fidelidade! Quem se lembra de o ver defender o Sócrates…

Veja mais

Um dia voltarei

Com as semanas a passar sem que se saiba alguma coisa do que foi o mais mediático candidato nas últimas eleições, imaginamos que quando o voltarmos a ver por cá ele não deverá estar muito diferente de como pode ser visto aqui. Já temos saudades do tempo que as reuniões de câmara demoravam quando ele…

Veja mais

O profanar da bandeira

Há algum tempo que não éramos brindados com notas ou comentários do deputado aqui da Vieira. Aconteceu agora! A bandeira nacional é o símbolo do país e nenhum cidadão pode usá-la para fins que não sejam o de glorificar a nação, esteja ou não ela a ser vilipendiada pelos que mandam. Claro que muitas são…

Veja mais

Interrogações

Há coisas que acontecem nesta terra que nos deixam confusos. Agora já se sabe que Domingo às onze da noite vamos poder ir para a Praça ver o jogo. Já está anunciado e não há nada que dizer. Com tanta antecedência, não há motivo para que tudo não esteja preparado e possa correr bem. Valha-nos…

Veja mais

Zoo?

Quem passar no parque ao lado da Junta poderá ficar confuso com o que ali agora se vê. Assim à primeira vista parece que está a ser criado um Jardim Zoológico mas não é o caso. Vai ali ser feito um arranjo. A julgar por o que se tem visto nas avenidas, as árvores que…

Veja mais

Ontem foi assim

Não, não vamos falar de futebol. Para isso temos hoje todos os jornais e noticiários. Ontem, depois de começarmos a ter informação de que estava um écran na praça, fomos até lá. Claro que não tínhamos esperança de ver algo de extraordinário mas não pensámos que fosse tão mau quanto foi. Quem por ali esteve,…

Veja mais

Êxodo arbóreo

Desta vez não nos apeteceu escrever muito. Uma imagem vale por muito mais do que possamos querer dizer. Uma coisa é certa, depois da passagem do Vicente pela câmara ficamos com a certeza de que iremos ter uma terra mais limpa, sem folhas, sem ramos ou braças a estorvar a passagem. Haverá quem se lembre…

Veja mais

O desbaste continua

Seguindo o plano de abate, estão a ser cortadas as árvores que existiam junto às bombas, na Embra. Faltam ainda algumas. Quem quiser ficar com uma lembrança de como era a terra antes do Vicente ter posto em marcha o seu plano, convém que passe entretanto e tire umas fotos. Onde estão os ambientalistas que…

Veja mais

Promessa não cumprida

Estamos a poucas horas de podermos ver se conseguimos vingar, dentro das quatro linhas, o que temos passado por imposição da vontade dos políticos alemães. Demos uma volta pela terra e pelos locais onde ainda há alguma informação sobre o que vai acontecendo por cá e não vimos nem lemos nada que indicie que a…

Veja mais

Peso da desilusão

Ontem teve lugar mais uma reunião do Orçamento Participativo. Como se tem vindo a notar, são cada vez menos os que participam. Ontem nem uma dúzia esteve presente! São apenas quatro as reuniões mas se fossem cinco acreditamos que essa poderia ser feita à mesa de um qualquer café, tal a pouca participação que tem…

Veja mais

Vá-se lá perceber!

Há coisas que vamos lendo que nos fazem pensar nos critérios que são usados pelos que mandam na câmara relativamente ao dinheiro que se gasta. A câmara não tem dinheiro para pagar a dois funcionários que permitam que uma reunião importante para o concelho se realize fora do horário normal de expediente mas tem para…

Veja mais

Falta uma peça!

Depois do que vimos acontecer no fim-de-semana das Festas da Cidade podemos dizer que ficámos mal habituados. Com uma ou outra excepção, as coisas correram bem e hoje compreendemos o porquê. Sem que se tire o mérito aos funcionários que se empenharam na realização do evento, tudo correu bem, em grande medida, porque a maior…

Veja mais

Destrastre anunciado

Quando há dias soubemos da reunião que foi marcada para ontem ficámos na expectativa do que iria acontecer. Quando o Álvaro disse que a reunião tinha que ser no início da tarde para não ter que pagar horas extra a funcionários pensámos que iriam lá estar uma dezena deles. Não estavam. Eram só dois! Pois…

Veja mais

Sexta-feira 13

Hoje é, para quem acredita em superstições, o dia em que não se deve sair de casa. Deve ter sido por isso que ontem se viu nas ruas algum movimento. Quem passou no centro tradicional pôde comer uma sardinha e dar um pé de dança, enquanto ia acompanhando o início do mundial. Mais ao lado…

Veja mais