Este ano há!

Este ano não nos podemos queixar de não existir a Feira de Abril. Ela está aí. Não se pode dizer que seja o que esperávamos. Depois de vermos o pouco que ali está não acreditamos que aqueles que decidiram ali instalar-se fiquem até ao final do mês uma vez que não parece que possam ter…

Veja mais

Coelho da Páscoa

Hoje a reunião não teve pontos altos que merecessem destaque. Se havia quem pensasse que poderiam surgir algumas explicações sobre o assunto que pode dar chatices, a expectativa saiu lograda. Nem uma palavra. Pode assim dizer-se que o que de mais anormal houve na reunião foi o facto do Santos poder ter-se parecido com o…

Veja mais

Ruptura

Depois de um ano e muito de governação, o buraco na câmara aumenta. Não nos referimos a qualquer cataclismo que tenha deitado abaixo alguma obra! Referimos ao facto de, por não terem cumprido com o que estava no acordo, o PSD ter já comunicado ao PS que não deviam contar com eles como parceiros. Se…

Veja mais

A petição e o gozo

Desde sempre houve uma mistura entre o clero e a política. Raras foram as vezes em que isso não se traduziu numa tentativa, quantas vezes conseguida, de uma vontade se impor sobre a outra. Raras também foram as vezes em que isso não deu confusão. Um dos exemplos mais conhecidos da história é o de Richelieu.…

Veja mais

A discussão

Ainda nem eleições houve e já os problemas no seio do PSD começaram! Depois de uma reunião acalorada que teve lugar ontem à noite, o candidato a líder da concelhia local deu a conhecer a quem estava que, caso seja eleito, irá retirar a confiança política ao Santos. Na base da discussão terá estado o facto…

Veja mais

Os discursos

Por uma vez que fosse, gostávamos de ouvir o Álvaro tem a dizer sobre um qualquer assunto sem que esteja a ler. De todas as vezes que o ouvimos discursar, e foram já algumas, nunca o ouvimos discursar de improviso. Há sempre um papel, uma cábula que lhe diz o que dizer. Não pomos em…

Veja mais

Palpites

A frase não teria grande importância caso não tivesse origem num candidato à Assembleia Municipal pelo PCP. Há frases que, podendo ser curtas, contêm em si muito do que às vezes fica por dizer. Quando um ex-candidato pelo partido sente necessidade de usar uma rede social para expor uma ideia porque “na vida política algumas…

Veja mais

Rasgar o acordo

Já há algum tempo que se vem ouvindo algumas afirmações que dão conta do mau-estar que existe pelo facto de o Santos ser apenas chamado quando é necessário, como se vissem nele um porto seguro que lhes dá a garantia de que o poder não “cai na rua”. O aparecimento do Pedro e a anunciada…

Veja mais

Sala vazia

Há dias teve lugar aqui na terra o primeiro de um ciclo de debates promovidos pelo PCP. Até poderia achar-se que era uma iniciativa de pouca importância não fosse o facto de ter estado presente um dos mais conhecidos deputados do partido. Ainda assim, a quantidade de pessoas que esteve presente não foi a suficiente…

Veja mais

Um dia pela vida

Há causas e causas. Sendo quase todas meritórias, há aquelas que merecem uma atenção especial. Poucos são aqueles que não têm um ente querido ou uma pessoa especial que não sofra da doença que não diferencia ricos de pobres, dos que são de esquerda ou de direita. Sentimos profunda tristeza quando vemos que existe uma tentativa…

Veja mais

Sentir importante

A presunção é como a água benta, cada um toma a que quer! Viemos há pouco da Resinagem onde decorre um seminário sobre competências profissionais. Não conseguimos perceber muito bem o que esteve a fazer o adjunto como orador mas conseguimos perceber que isso o fez sentir importante! É isso que se pode ler no Facebook. Tudo…

Veja mais

Os mimos

Sempre que há um qualquer assunto que envolve o PCP, o comportamento a que estamos habituados é o de se manter o silêncio. Actuam como os “mimos”. Vão tentando passar a mensagem que querem sem nunca dizerem uma palavra. Sobre o que se tem passado na câmara e que hoje foi noticia em todos os…

Veja mais

A rede

Há dias líamos um texto que dizia que vivemos num país onde nunca são assumidas responsabilidades por parte de quem manda. No Governo tem sido assim. Houve já vários problemas mas nenhum ministro colocou a cabeça no cepo, tendo sido sempre aqueles que estão abaixo quem foi demitido ou se demitiu. Na quinta-feira, na reunião,…

Veja mais

Como se nada fosse!

Um dos argumentos que é usado por todos os responsáveis na câmara para que não se faça isto ou aquilo é sempre o da falta de dinheiro. Como é evidente, não há nem pode haver dinheiro para tudo. Há, ainda assim, formas de o poupar! Depois do que se soube e tem vindo a saber…

Veja mais

O furacão do Henrique

Depois de sabermos que o Henrique se quer candidatar a Presidente, fomos dar uma vista de olhos aos arquivos. Depois de tudo o que tem sido escrito sobre os negócios do Sócrates, do não pagamento de impostos por parte do Passos e de todos aqueles que andaram metidos em negócios menos claros, a ideia com…

Veja mais

O primeiro candidato

Todos sabem que em Belém vive actualmente uma mumia. Cavaco tem sido pior do que se poderia esperar. Não é fácil encontrar alguém que, de forma consciente, defenda aquela personsagem que ocupa o lugar de mais alto magistrado da nação. O desafio que se coloca será o de saber se será possível encontrar alguém que…

Veja mais

Quem diria!

Sexta fomos surpreendidos com algo que não esperávamos ver enquanto o Álvaro estivesse na câmara. Sendo conhecida a sua inaptidão para as novas tecnologias, nunca pensámos alguma vez ver o Álvaro com uma conta no Facebook. Diz-se que os tempos mudam e com eles as vontades mas que terá levado a que o Álvaro, que…

Veja mais

Telhas de vidro

Na reunião de quinta o assunto que está a dar algumas dores de cabeça a alguns membros do executivo camarário houve algo que não se percebeu. Já se sabe que em reuniões anteriores a Alexandra esteve presente e votou assuntos relacionados com aquela obra apesar de todas as dúvidas que existem em relação a algum…

Veja mais

Fora de tempo

Está aí a primavera. Mais calor, mais sol, mais alegria e, acima de tudo, menos frio! As preocupações deverão começar a centrar-se no que aí vem e não tanto no inverno que já deixámos para trás. As preocupações dos nossos eleitos devem assim estar viradas para o que vai acontecer e não tanto no que…

Veja mais