E agora?

O que pode parecer apenas uma guerra política é bem mais do que isso. Referimo-nos ao que hoje aconteceu na reunião extraordinária da câmara. A oposição juntou-se, o Vítor, o Esperança, o Aurélio e o Logrado, e chumbaram a rectificação ao orçamento. A questão que agora se coloca é: e agora? A câmara não vai…

Veja mais

Lido por aí XXXIII

«GABINETE DO PRESIDENTE  Diz o Senhor Vereador Aurélio Ferreira (e o MpM) que o Adjunto (a minha pessoa!) não cumpre com os deveres inerentes ao cargo que ocupo! Na verdade, sem apontar um único exemplo que fundamente as suas acusações, o Vereador Aurélio Ferreira reporta-se apenas às minhas declarações públicas em que, diz, «para além…

Veja mais

No relax!

O Vicente não dorme; a Cidália anda meio perdida; o Aurélio não descansa; o Vítor e Alexandra não sabem ainda o que fazer e o Logrado anda desaparecido. No meio desta confusão que reina na câmara o Santos está numa de ‘relax’. O facto de ter dado o apoio à aprovação da rectificação do orçamento…

Veja mais

Lido por aí XXXII

«Enquanto isso, por cá, alguma Oposição entretém-se a querer discutir os lugares no Gabinete de Apoio ao Presidente… É isto que realmente preocupa o MpM e o Vereador Aurélio Ferreira… não são as más condições do Centro de Saúde da Marinha Grande, quer para os Profissionais quer para os Utentes! Porque se fosse, estaria disponível…

Veja mais

O futuro é amanhã

Pode dizer-se que o futuro é amanhã. Amanhã ficar-se-á a saber o que irá acontecer com o tão falado orçamento. Ficar-se-á a saber quem vota a favor, quem vota contra e quem se absterá. Ficar-se-á a saber como se irão comportar os eleitos. Infelizmente será tudo decidido à porta fechada já que se trata de…

Veja mais

Últimas

Sabe-se que o PS tem estado com dificuldades nestes últimos meses. Têm sido dois mandatos onde os problemas são muitos. Um presidente que sai; um que fica mas que não consegue dialogar com a oposição; um orçamento que não consegue ser rectificado; coligações que não se conseguem manter; uma ‘presidente’ que tem mandado sem que…

Veja mais

Lido por aí XXXI

«Fomos surpreendidos com a falta de rigor e com uma interpretação parcial e errónea da nossa proposta para a revisão orçamental, no comunicado da Comissão Política Concelhia do PS. Não divulga a proposta completa mas apenas o que lhes interessa para a intriga política e para distorcer o conteúdo sério que a mesma contém. Na passada quinta-feira o…

Veja mais

Câmara doente

Esta questão da rectificação ao orçamento vem mostrar uma coisa: a câmara está doente. Os que mandam estão politicamente moribundos e os que foram eleitos não sabem para que lado cair para poderem fazer valer os seus argumentos. O Vicente não teve a capacidade para expurgar a câmara do que estava mal e hoje é…

Veja mais

A resposta!

«1. Nota introdutória Um orçamento anual deve expressar com clareza o que se pretende realizar nos próximos anos económicos e quais os recursos financeiros necessários para o cumprimento das acções nele previsto. O orçamento assenta em três elementos fundamentais: económico, político e jurídico. O primeiro, porque apresenta uma previsão de receitas e despesas; o segundo porque…

Veja mais

Mais tendas

Há quem conheça a terra por ser das únicas no país que tem um mercado instalado em tendas. Somos também uma terra onde habitam muitas pessoas de etnia cigana que vive também em ‘tendas’. Também somos uma terra que tem praias belíssimas que deveriam ser aproveitadas. Talvez por causa das duas primeiras realidades na Vieira…

Veja mais

Lido por aí XXX

«O Partido Socialista da Marinha Grande denuncia publicamente a subversão das regras democráticas por parte da Oposição numa clara tentativa de fazer refém da sua vontade o Presidente da Câmara Municipal e o Executivo Municipal. O Partido Socialista vê-se obrigado a recordar que foi o Partido mais votado nas últimas eleições democraticamente realizadas, e que…

Veja mais

Esquecidos

As obras junto aos campos de ténis acabaram há algum tempo. Concluídas já depois do prazo, sem que pareça haver consequências para quem se atrasou, ali está o estacionamento e uma pista para peões. Mas ficou também o que parece ser a preparação de uma zona para escalada. O monte de entulho que ali ficou…

Veja mais

Filhos em mulher alheia

Hoje pode ler-se que a câmara gastou cerca de cem mil euros em arranjos junto à Igreja do Pilado. Não nos parece mal que se façam arranjos e se melhorem todos os espaços que são públicos. É obrigação da câmara fazê-lo. Pode também ler-se que “a referida intervenção integra-se num projeto mais amplo que engloba a…

Veja mais

Xadrez político

Dizem os entendidos que o xadrez é um jogo de estratégia e que envolve uma enorme capacidade de conseguir prever qual a jogada do adversário. Em política é também necessário estratégia e saber prever o que pode ser o próximo passo do adversário. Já há dias tínhamos feito referência ao facto de o Aurélio se…

Veja mais

Lido por aí XXIX

«Está nas mãos do Senhor Presidente a decisão para aprovação da revisão orçamental. Na passada semana recebemos documentos. Depois de os analisar pormenorizadamente, verificámos que não têm alterações significativas em relação àquele que já tinham sido enviados e rejeitados em reunião de Câmara. Como somos SEMPRE parte da SOLUÇÃO fizemos uma PROPOSTA OBJECTIVA e FUNDAMENTADA…

Veja mais

Será?!

Tivemos informação, ainda não confirmada, de que uma das condições que foi posta por um dos vereadores passa por o adjunto não ser afastado do lugar que ocupa! Apesar de ter a língua afiada e o coração na ponta do lápis, a informação que tivemos foi a de que ele deverá ser mantido, ao contrário…

Veja mais

Moeda ao ar

Quinta deverá, se não for dada sem efeito a reunião, ser discutido e votada a rectificação ao orçamento. Neste momento pode dizer-se que a sua aprovação depende do facto da moeda ser cara ou coroa! O Vicente apresentou uma nova proposta de rectificação que pouco ou nada trouxe de novo. Apenas umas pequenas alterações e…

Veja mais

E por cá?

Num dos jornais ontem podia ler-se que um dos estacionamentos existentes em Leiria tem apenas 35 clientes por dia. Essa notícia, nada tendo a ver com a terra, fez-nos lembrar que há estacionamentos pagos aqui na terra que estão sempre vazios. Para ajudar à festa, é normal verem-se carros em cima dos passeios enquanto os…

Veja mais

Dar-lhe música

Os dotes artísticos que conhecemos ao Santos restringem-se à pintura. Não sabemos se música está dentro das coisas que sabe fazer. O que sabemos é que, pela música que lhe têm dado, ele deveria já ter aprendido alguma coisa. Referimo-nos ao facto de, desde há seis anos, lhe terem andado a fazer promessas sem que…

Veja mais

O que eles dizem

“Acho que faz sentido colocai o assunto à discussão. Considero que o mercado no edifício Atrium não reúne condições, reunisse as condições para funcionar, teria entrado em funcionamento na altura devida. Embora possam existir opiniões muito diversas, acho que os marinhenses devem ser ouvidos. Não me agrada, pessoalmente, a solução atual, pois funciona em tendas…

Veja mais

Mais uma!

Chegámos ao fim do mês. Para muitos o fim das férias, para outros o início. Para todos foi mais um mês em que nos mentiram. Dirão alguns: qual é a novidade? Pois de facto não é novidade! Nem podemos dizer que fosse algo que não estivéssemos à espera. Referimo-nos ao debate sobre a localização do…

Veja mais

Lido por aí XXVIII

«A vergonha da Marinha Grande O mercado municipal da Marinha Grande é um dos maiores e mais graves exemplos da incompetência de sucessivos executivos municipais, mostrando uma das piores facetas que pode existir no poder local: a primazia dos interesses partidários e da guerra política em desprezo do interesse público. É impossível fazer vista grossa…

Veja mais

Trocados

Desde as últimas legislativas que surgiram dois termos novos na política: geringonça e caranguejola. Por cá tentou-se por a geringonça a funcionar mas rapidamente se percebeu que iria dar em nada. Ainda assim durou dois anos. Depois tentou-se uma coisa que não se percebeu bem o que era mas que também deu com os burros…

Veja mais

Apertado

Os dias vão passando e o Vicente vai ficando cada vez mais apertado. O PCP saiu com o comunicado que se pôde ler que o forçou a ter que dar uma resposta que vem extremar as posições e impossibilita qualquer espécie de acordo. Ninguém entenderia que, depois dos dois comunicados dos partidos, houvesse entendimento entre…

Veja mais

Não as pensa!

Depois do que hoje se pode ler sobre o que o Logrado disse em entrevista, há razão para dizer que eles às vezes não as pensa! Segundo ele, a câmara tem que ser exorcizada e de lá retirado o Vicente e a Tereza. Se à primeira vista não temos como discordar da ideia de afastar…

Veja mais

Apertar o cinto

O PCP esta semana acusou o Vicente de não saber gerir o dinheiro da câmara. O Logrado veio dizer que ele está a mais. O Aurélio recusou aprovar a rectificação ao orçamento. Há munícipes que ameaçam fazer greve de fome por causa de questões de dinheiro. Parece assim haver um grande problema em torno da…

Veja mais

No mínimo, ridículo!

Hoje aparece nos jornais a afirmação de um dos dirigentes do ACM. Diz ele que se a câmara não resolver o problema do clube, relativamente ao relvado, irá para a frente da câmara fazer greve de fome. Num dos locais onde se encontram afirmações desse dirigente pode ler-se que “Atualmente estamos a dar muito foco…

Veja mais

Ora, pipocas!

É bom perceber-mos que os nossos autarcas pensam nos problemas que existem no concelho. Hoje pode ler-se que a Cidália afirmou que “E se são as pipocas que vão trazer mais alguém, naturalmente vamos pensar”. É, sem dúvida, uma questão que merece ponderação e da qual poderão sair benefícios daí que deva ser um assunto bem…

Veja mais

Arranjado mas…

Há dias, no parque das merendas, não havia água nos sanitários e havia mesas com os ferros à mostra, prontos a magoar quem fosse mais distraído. Já por lá andaram a tapar os ferros, que assim deixaram de ser perigosos, mas as mesas ficaram como a imagem mostra, com as arestas na parte interior do…

Veja mais

Resposta do PS

«Resposta do Partido Socialista às declarações públicas do PCP MENTIR COM MEIAS VERDADES A contestação à volta da aprovação da revisão orçamental da Câmara Municipal não passa de puro jogo de algumas forças políticas de oposição no executivo municipal. Porquê? Porque todas as rubricas contempladas nesta revisão orçamental já estavam incluídas no orçamento original de…

Veja mais

Lido por aí XXVII

Na passada semana alertei para, no contexto de uma plena democracia, a necessidade de se ultrapassarem divisões supérfluas e vãs e se alcançarem consensos na defesa dos superiores interesses do Município e dos Munícipes. Afirmei também que, em democracia, compete a quem lidera o executivo dar o primeiro passo nesse sentido, chamando a oposição a…

Veja mais

A explicação

A propósito de árvores, depois de virmos da Rua da Panificadora passámos no parque onde ainda se estaciona sem pagar e eis que percebemos o motivo das árvores não serem regadas para que não cresçam. Há locais onde as árvores foram plantadas mesmo junto a postes de iluminação que, se as árvores crescessem, iriam ficam…

Veja mais

É uma seca!

Um munícipe chamou-nos a atenção para o que se tem estado a passar numa das poucas ruas que foi alvo de intervenção durante este mandato, a Rua da Panificadora. Não se entrando nos motivos que levaram que a uma estrada seja feita em paralelo quando tudo à sua volta é alcatrão – é provável que haja…

Veja mais

O que se segue?

A rectificação ao orçamento tem por objectivo fazer pequenas correcções ao orçamento que foi aprovado no ano anterior. Hoje sabe-se que não serão pequenas as rectificações mas ainda assim é algo que está sempre relacionado com o que foi aprovado no ano anterior. Com ou sem atrasos na revelação dos dados que ontem se conheceram,…

Veja mais

Lido por aí XXVI

«“Houve fraude, com dolo, no despacho do então Presidente para inviabilizar o Mercado no Atrium”. Quem o garante é Armando Constâncio, antigo vice-presidente da Câmara da Marinha Grande no executivo liderado pelo socialista Álvaro Órfão, que aponta a denúncia do caso ao Ministério Público como a caminho a seguir. O antigo autarca refere-se ao despacho…

Veja mais

À procura

2.711.900,00 euros é o valor que o PCP ontem revelou que foi movimentado de um lado para o outro, pondo em causa a realização de obras que estavam orçamentadas. Sendo uma prática normal, o que é de estranhar é o valor elevado dos movimentos efectuados. Hoje o Vicente deverá andar à procura para saber onde…

Veja mais

Homem de negro

O que parecia ser simples está a transformar-se numa dor de cabeça. A aprovação da rectificação ao orçamento faz-nos lembrar o filme no qual os protagonistas tinham um aparelho que fazia com que a memória fosse apagada. Aqui parece estar a querer-se o mesmo, que seja apagada a memória do que foi feito nestes sete meses,…

Veja mais

Pior do que se pensava!

Hoje foi a conferência de imprensa do PCP a propósito da rectificação ao orçamento. Disse o partido que “Hoje, sabemos que o PS retirou verbas significativas que estavam consignadas no orçamento” e que “O PS nunca procurou diálogos nem procurou consensos junto das outras forças políticas que possibilitasse a estabilidade e uma governação sólida e…

Veja mais

Desvios ao orçamentado

Às vezes ficamos na dúvida se a câmara não estará a ser governada como se de um jogo se tratasse, ora movimentando os bonecos para um lado, ora movimentando para outro mas sempre sem responsabilidade pelo que possa acontecer porque tudo é apenas isso, um jogo. Hoje houve reunião entre vereadores, tendo comparecido apenas o…

Veja mais

Lido por aí XXV

“Orçamento retificativo. Está-se a tornar uma novela tipo mexicana o assunto do orçamento retificativo. Creio que todos os vereadores devem uma explicação , verdadeira, à população da Marinha Grande sobre o que se está a passar. Esta semana, de tanto ler e falar do orçamento retificativo resolvi questionar os serviços da Câmara sobre o Orçamento…

Veja mais

Centro escolar

Esta semana o Filipe veio recordar, num texto de opinião, o que levou a que o PCP rompesse com a coligação que duro quase dois anos: o centro escolar. Estando no programa eleitoral do PS, é sabido que o PCP está contra a sua construção. Fomos dar uma vista de olhos à proposta de alteração…

Veja mais

Última hora

A reunião que ficou ‘combinada’ entre os vereadores e o presidente para ter lugar na próxima segunda-feira poderá não se realizar apenas porque não ficou definida uma hora certa mas apenas falado que seria realizada ‘de tarde’. Vamos aguardar para ver se haverá consenso ou vontade de reunir já que utilidade é muito discutível que…

Veja mais

Afinal o que é?

Muito se tem escrito sobre a rectificação ao orçamento e as consequências que podem surgir caso não seja aprovado. Mas ao certo o que é que está em causa? É isso que importa saber para que não haja dúvidas. No final de cada ano é aprovado o orçamento do ano seguinte onde deverão estar previstas…

Veja mais

Últimas

Pelo que soubemos, o Vicente queria reunir hoje com o Vítor para que fosse tentado um entendimento quanto ao polémico rectificativo. O Vítor não apareceu e a reunião não teve lugar. A posição do PCP mantém-se inalterada tal como foi transmitida no comunicado que fizeram sair há dias. A ideia que tínhamos quanto ao que…

Veja mais

Limpar a casa

Há coisas aborrecidas. Limpar a casa é uma delas. Sendo aborrecida, tem que ser feita. Ao longo dos anos, pelo menos desde que nos lembramos, todos aqueles que têm passado pela câmara têm evitado fazer isso: limpar a casa. Bem sabemos que os que estão vinculados à função pública não podem ser afastados mas há…

Veja mais

As causas

Nunca foi explicado aos munícipes a razão de ter rompido o acordo que foi feito entre o PS e o Logrado. De repente, depois da aprovação do orçamento o ano passado, ele aparece com o PEM e foi ganhando mais intervenção à medida que o tempo foi passando. Com o rectificativo à porta, começaram negociações…

Veja mais

A novela

 A novela com o rectificativo teve ontem mais um episódio. Com a sala de reuniões cheia com moradores da Rua das Andorinhas e elementos do ACM, o Vicente e os vereadores foram confrontados com as exigências que há muito deveriam estar satisfeitas. Agora que o executivo encontrou a justificação do rectificativo, o assunto parece depender…

Veja mais