Quem são?

Em Setembro, quando forem as eleições autárquicas, irão apresentar-se vários partidos e possivelmente mais do que um movimento independente. Alguns dos que agora ocupam o lugar de vereadores poderão voltar a vir a ser eleitos e poderão surgir caras novas. Aqui, como noutros locais, fala-se nos partidos e movimentos, mas esquece-se um pequeno detalhe, nós…

Veja mais

Apagão

O Vicente não deverá vir aqui à sede do concelho durante a noite porque, se viesse, teria dificuldade em entender o anúncio que hoje a câmara que ‘gere’ publicou. Sábado a câmara vai aderir à iniciativa da “Hora do Planeta” e vai apagar “luzes durante aquele período de tempo de alguns locais do Centro Tradicional”.…

Veja mais

Campanha programada

Sexta vão ser apresentados os candidatos às Juntas e Assembleia do MpM. Ontem podia-se já ler uma breve nota biográfica sobre cada um deles. Caberá depois aos eleitores dizerem de sua justiça. Fomos dar uma vista de olhos ao que foi publicado e há algo que parece ser evidente e ressaltar aos olhos de qualquer…

Veja mais

Sem resposta

A semana passada tentámos ir consultar as actas das reuniões da Junta da Moita. Não encontrámos nada. Nada está publicado. Como não ficámos contentes com isso, um de nós pediu por escrito para consultar as actas, tendo sido pedido ao Álvaro onde e quando isso poderia ser feito. Não podemos dizer que estávamos à espera…

Veja mais

Presa por cordéis

A situação da TUMG parece muitas vezes estar ‘presa por cordéis’. A ser financiada pela câmara, a empresa municipal tem sido um dos exemplos do que é uma empresa municipal. Não há inovação e a gestão é, tal como na câmara, feita ‘à vista’. Nunca pensámos que a expressão ‘presa por cordéis’ fosse levada à…

Veja mais

Mais números

A poucos meses de terminar o mandato, pusemos os computadores a trabalhar para identificarem qual a actividade dos eleitos. Até ao final do ano os número podem revelar alguma coisa. Foram tomadas 2937 deliberações por unanimidade e rejeitadas 18. Houve, naturalmente, nas 290 deliberações tomadas por maioria abstenções e votos contra. Aqui os números variam.…

Veja mais

Assim se ajuda!

Quando pensamos nos partidos, e até nos movimentos independentes, vem-nos sempre à ideia o facto de acharmos que eles não devem nunca estar de costas para os interesses de quem aqui vive. Uma vez mais ficámos desapontados! No Sábado houve um jantar de gala de uma colectividade. Há muitas semanas que se sabe da sua…

Veja mais

Declarações de voto

Quem assiste às reuniões de câmara pode aperceber-se que há eleitos que têm uma maior participação do que outros. Sempre que há alguma decisão e a posição não é unânime, os eleitos têm por hábito fazer as respectivas declarações de voto. Se algumas são compreensíveis, outras têm posições que são mais difíceis de entender. Seja…

Veja mais

Lebre e a tartaruga

A alguns meses das autárquicas pode já ver-se algumas diferenças entre os que querem concorrer ao lugar de chefe da câmara. Se por um lado há quem esteja já adiantado e a fazer o caminho, por outro há os que parecem ter adormecido. Alguns poderão até dizer que poderemos vir a estar perante a história…

Veja mais

Aula

Hoje recebemos uma lição do que é o respeito pelo que cada cidadão pensa. Não vamos falar dos que nos criticam por ser um grupo de anónimos, já que desses, por muito que queiram ser protagonistas de tudo e mais alguma coisa, não reza a história. Vamos apenas comparar o que se passa por aqui,…

Veja mais

Afinal, havia outro!

Já antes escrevemos sobre a necessidade que se sente de dar a conhecer que esteve com pessoas importantes. No seu perfil do Facebook está a imagem com o ex-embaixador dos EUA e com o Marcelo. É um daqueles exemplos do provincianismo bacoco que existe em muitos dos nossos autarcas que gostam de mostrar que até…

Veja mais

A resposta

Quando, há umas semanas, se iniciou o movimento tendente a chamar a atenção do que se passava no Centro de Saúde, dos vários contactos que estabelecemos, um foi dirigido ao Presidente da República. Escrevemos o seguinte: “Excelentíssimo Senhor Presidente da República, Por certo não será do conhecimento de V. Exa o estado em que o Centro de…

Veja mais

As máscaras

Estamos naquela fase em que alguns namoros surgem. Referimos, naturalmente, à preparação das eleições. Do lado do PSD/CDS o namoro com o MTP; do lado do PS o namoro a alguns potenciais candidatos e, ultimamente, o que parece ser o surgimento do namoro entre o BE e o, que resta, do + Concelho. É conhecido que…

Veja mais

Tudo na mesma

Uma das coisas que a internet trouxe foi a possibilidade de termos o mundo bem pertinho de nós. O acesso a informação tornou-se algo essencial, mas ao mesmo tempo disponível para qualquer um. Claro que nos regimes onde gostam de ter controlo sobre a informação, nem sempre se consegue ter acesso a ela. Um povo…

Veja mais

Trabalhos suspensos

Quando se pensa nas obras que a câmara põe em execução parte-se sempre do princípio que tudo está feito e que há apenas que esperar que os contratados cumpram os prazos. Há aquelas obras em que os prazos são essenciais e em relação ás quais não pode haver descuidos. As obras que estão em curso…

Veja mais

La La Marinha

Com o MpM e PSD a tomarem a dianteira na corrida à câmara, é inevitável que se pense no que os demais partidos e movimentos podem fazer e o que irá acontecer. Se do lado do PCP é mais ou menos claro o que pretendem e para onde as ‘espingardas’ apontam, do lado do PS…

Veja mais

AD Marinha!

Há dias, numa conversa numa rede social, o actual líder da concelhia do PSD, e cabeça de lista à câmara, disse que a “Marinha tem futuro só com a coligação da AD – Marinha Grande”. Esta afirmação pressupõe que, além do CDS, contam com mais algum partido para integrar a coligação. Quando há uns anos…

Veja mais

Quem são?

O Aurélio anunciou há uns dias que vai ser o candidato pelo MpM para a câmara e hoje soube-se quem serão os cabeças de lista que o irão acompanhar. Com o Aurélio irá o Wilson para a Assembleia (empresário), o Esmeraldo para a junta da Marinha (ex-bancário), o Armando para a Junta da Vieira (reformado)…

Veja mais

As confusões

O dia de ontem. aniversário da elevação a cidade, passou sem que os munícipes se apercebessem. Nada de espantar tendo em conta que nada foi feito para celebrar dia. Bom, nada foi feito não é bem assim! Foi feito um espectáculo que quem lá foi pagou bilhete (tirando os eleitos) para ouvir a Cidália discursar!…

Veja mais

Não é com vinagre…

Sempre ouvimos a expressão de que ‘não é com vinagre que se apanham moscas’. Ontem lembrámos dessa expressão quando o Logrado, em plena reunião, se atirou a uma funcionária da câmara alegando que ela é técnica e que não tem que dar opiniões políticas ao que a funcionária respondeu à letra que ‘já sabia’ e…

Veja mais

Lido por aí C

«Apesar de dar mais atenção ao que se vai passando no País e no mundo, naturalmente que estou atento e sempre que acho oportuno, intervenho no que se passa na terra que me viu nascer e certamente me verá morrer. Na ausência de discussões e debates onde cada um dá a cara e se sujeita ao…

Veja mais

Lido por aí XCIX

«Ao abrimos a Constituição da República Portuguesa no n.º 1 do seu Artigo 64.º lemos que “Todos têm direito à proteção da saúde e o dever de a defender e promover.” Mas na verdade podemos fechar o livro da Constituição da República Portuguesa, porque “nada disso interessa”. Hoje em dia, o Direito à Saúde é…

Veja mais

Lido por aí XCVIII

«Uma Marinha Grande menos desigual e mais justa, com um modelo económico assente em relações comerciais alternativas e hábitos de consumo mais equilibrados e acessíveis. Nessa Marinha Grande, de práticas comerciais mais justas, ganharíamos todos: produtores e consumidores! Às nossas casas chegariam alimentos de cultivo tradicional, mais saborosos e de melhor qualidade, mais saudáveis, a preços justos para ambas…

Veja mais

Entendam-se!

Durante meses e meses a Alexandra andou ausente. Ninguém sabia o que pensava ou mesmo se andava por cá! Hoje resolveu aparecer e, há que dizer, já não era sem tempo. Quando lemos qualquer texto de um qualquer eleito ficamos sempre à espera de ler novidades. Há sempre aquela expectativa de que possa surgir uma…

Veja mais

USA vs. URSS

É sabido que o PCP se encaminha para poder por a Alexandra como cabeça de lista pelo partido. Amanhã até deverá poder ler-se o primeiro texto desde há muito e muitos meses. Até já começou a dar a conhecer que participa em certos eventos. Não é novidade e é apenas uma constatação. É também sabido…

Veja mais

Dia da(quela) mulher

Celebra-se hoje o Dia da Mulher. Não vamos dizer que é o dia de todas as mulher e que todas estão de parabéns. Isso deixamos para as redes sociais que hoje se inundam de cartazes e frases feitas, repetidas anualmente neste dia como se apenas hoje as mulheres devessem ser lembradas. Quanto a nós, sem…

Veja mais

Congeminação

Todos sabem que o Santos não irá pelo PSD. Há quem diga que não irá por nenhum partido ou movimento e há quem diga que poderá estar a preparar-se uma surpresa com a qual ninguém conta. Do lado do Logrado a situação não é melhor. Depois de um mandato com muitos altos e baixos, com…

Veja mais

Ida ao passado

Com o mercado ainda a prometer dar que falar, fomos (com autorização de um dos ‘donos’) ao passado buscar o que em 2009 se escrevia sobre o tema. Eis o que apareceu (surge um ‘Curioso’ no texto que nada tinha ou tem a ver com os que aqui escrevem): «QUINTA-FEIRA, 15 DE OUTUBRO DE 2009…

Veja mais

Levou falta

Quando pensamos nos nossos autarcas, ficamos com a ideia de que, no período em que estão no activo, perdem grande parte da sua vida privada uma vez que têm que dedicar parte do seu tempo a participar em eventos, jantares e galas. Claro que como se candidataram voluntariamente, sabiam para o que iam e aquilo…

Veja mais

Regras higieno-sanitárias

Em 15 de Julho passado escrevemos que “Sabemos que foi colocada a questão à ASAE sobre se estarão a ser cumpridas as regras higieno-sanitárias no mercado das tendas em relação à separação que deveria existir entre a zona das carnes ou dos peixes e a dos vegetais”. Resposta, até ao momento, não houve. Para que…

Veja mais

O perigo continua

No final de Janeiro lia-se que “o Conselho de Ministros aprova hoje a proibição o uso de fitofármacos em espaços públicos, como pesticidas e herbicidas. É, aliás, um herbicida potencialmente cancerígeno, o glifosato, que está na origem da proposta, por ser muito utilizado para destruir ervas daninhas. A lei entra em vigor 90 dias após a…

Veja mais

Lido por aí XCVII

«A Câmara Municipal da Marinha Grande aprovou por maioria, com 5 votos a favor e 2 votos contra, na sua reunião extraordinária realizada no dia 1 de março, iniciar o procedimento de elaboração do projeto para a construção do futuro Mercado Municipal. Na referida reunião, foi analisado o relatório final do estudo de mercado encomendado…

Veja mais

Passinhos de bebé

Já se sabe que a câmara decidiu a localização do mercado. Não houve debate ou discussão pública, mas no final da semana foram revelados parte dos resultados do ‘estudo’ que foi feito e onde foram gastos cerca de seis mil euros. Seria expectável que, depois do que foi prometido, os resultados fossem divulgados antes da…

Veja mais

Com papas e bolos…

“Quando a luta por Direitos se transforma numa acção de populismo: Prometer lutar pela reabertura da extensão de Saúde na Garcia! Quando as reivindicações são irreais como se pode querer ser levado a sério!?!”. A frase não é nossa, mas dificilmente se pode discordar do que está escrito. Não é expectável que alguma coisa mude. A televisão…

Veja mais

Vozes

Dia 20, com um amigo identificado, demos início a um movimento civil para que se chame a atenção de quem manda para o problema que existe na saúde no concelho. Dois dias depois, a comissão de utentes (claramente politizada, bastando ver quem a compõe) convocou para o mesmo dia, hoje, meia hora mais cedo uma…

Veja mais

Entrevista(s)

O primeiro candidato a aparecer para a corrida às autárquicas foi o Galo. No inicio de Fevereiro era conhecido o seu nome como candidato à presidência da câmara. Surgiu dias depois o Aurélio. Este apresentou-se com mais pompa e circunstância. Hoje vai poder ouvir-se a entrevista ao Aurélio como “candidato à presidência da câmara”. Nada…

Veja mais

O que devia ser

Quando pensamos que somos uma terra que tem quase tudo, vem-nos à lembrança que até um centro desertificado temos! Mas, desertificação à parte, por causa da decisão do mercado fomos ver como deveria ser todo aquele espaço. Em 97 foi feito o plano de pormenor da zona desportiva. 20 anos depois o que temos não…

Veja mais

‘Carpool’

‘Carpool‘ é um termo que significa que várias pessoas dividem o carro para fazer uma determinada viagem. Lembrámos disso quando começámos a pensar nos candidatos dos diversos partidos. Pelo que se vai sabendo aos poucos, o PCP prepara-se para dar boleia a três mulheres nas próximas eleições. Com o Vítor arredado por razões ainda por…

Veja mais

O que falta?

“Uma creche social” foi a resposta que hoje a Cidália deu. Quem diria! Faz falta uma creche! E, por mera coincidência – já que nada tem a ver com o facto de este ano haver eleições!!! -, levaram o assunto a reunião de câmara e esperam uma alteração ao orçamento para avançarem com o concurso…

Veja mais

Multiusos esquecido

Com a questão do mercado decidida e a ter que ser feita uma revisão ao plano de pormenor, fomos saber como está o plano de toda a zona desportiva, o que está feito e o que foi planeado, mas ficou na gaveta. Nunca antes tínhamos ouvido falar nisso, mas está prevista a criação de um…

Veja mais

Balanço do mercado

Com a questão do mercado decidida, pode-se já fazer o balanço do que aconteceu. Primeiro vieram as promessas de uma discussão com os munícipes, ainda no tempo do ex-presidente. A ideia foi várias vezes reforçada pelo Vicente. Surgiu depois a possibilidade de compra (apressada) das instalações da FEIS, depois de terem avançado com a proposta de…

Veja mais

Rectificação

Quando há pouco escrevemos sobre a decisão, cometemos uma incorrecção que importa rectificar. O local decidido para o mercado é o assinalado no mapa que agora exibimos e não o que surge no post anterior. Como foi falado na reunião como sendo uma das alternativas, ficámos com a ideia de que a decisão apontaria para…

Veja mais

Mercado aprovado

Na reunião de hoje foi aprovada a localização do novo mercado. Hoje ficou decidido que irá ser nas proximidades do actual mercado, entre o estádio municipal e a Rua da Indústria. Votaram contra o Logrado e o Santos. 00 Seguir ( 0 Seguidores ) X Seguir E-mail : * Seguir Deixar de seguir

Veja mais

Fica bem

Atrevemo-nos a dizer que não há nada mais importante do que as crianças. Mais importante do que a politiquice que ao longo do ano vão enchendo as agendas dos políticos, mais importante que os resultados de futebol, as crianças são aquelas que maior atenção deveriam ter. Há instituições que estão encarregues de lidar com os problemas…

Veja mais

Presidente?!

Hoje no DN é possível ler-se uma entrevista do Aurélio. Fala da sua candidatura, das dificuldades dos movimentos independentes e do que quer, mas o que mais salta à vista é o DN identificá-lo como “Aurélio Ferreira, presidente da Câmara da Marinha Grande”. Será que o DN conseguiu ir ao futuro e já tem os…

Veja mais

Para que serve?

Quando se fala na Assembleia Municipal fica-se um pouco com a ideia de que é um local onde alguns eleitos vão picar o cartão e pouco mais. Para além de ser um local onde há quem aproveite para ver jogos do Benfica, a AM tem vindo a perder importância junto dos munícipes. Evidência desse facto…

Veja mais

Um dia, quem sabe!

Em Março do ano passado, um munícipe foi à reunião de câmara e mostrou preocupação com o que se passa atrás do ‘parque da Mobil’ com as árvores que, naquela altura tinham já uma dimensão considerável. Naquela altura o Vicente disse que “está previsto a sua requalificação, com o interface de transportes urbanos. Eventualmente algumas…

Veja mais

Dúvidas

Quanto à preocupação do JPP na CPCJ e após ler uma pequena notícia plantada pelo próprio no JMG de 23 do corrente parece não ser de tanta preocupação porque JPP confessa que levou o dia todo a preparar o programa anual da CPCJ, mas acabaram com sucesso. E depois o elogio à grande líder Cidália…

Veja mais

Esquecimento conveniente

Há pouco a Cidália escreveu que “está a decorrer no nosso auditório do estádio a primeira assembleia geral deste mandato da Federação Portuguesa de Judo com representantes de todos os clubes do Nosso País. É o reconhecimento e visibilidade do nosso concelho, assente no seu trabalho em prol desta modalidade“. É bom sinal que aqui…

Veja mais

Vergonhoso

Quando pensamos nos que elegemos, vem-nos à ideia que eles são eleitos para nos representar. O local onde os eleitos nos representam é, pelo que diz a Constituição, nas Assembleias. Seja na nacional, na municipal ou nas freguesias, é lá que está o poder do povo. Elegemos para que nos possam representar nas decisões importantes…

Veja mais