Voltar ao passado

Ainda a propósito do assunto que envolve os lotes a entregar ao ex-vereador Artur, cujo custo é de 600 euros por dia, fomos dar uma vista de olhos ao passado. Recuámos a 22 de Setembro de 2016. Hoje a câmara quer que o ex-vereador aceite os lotes, sem sequer terem falado com ele, com o…

Veja mais

Sempre a somar

Hoje esteve em cima da mesa na reunião de câmara o quanto é que o assunto do ex-vereador nos vai custar. É mais do que antes escrevemos. Vamos por partes. A câmara foi condenada a entregar-lhe dois lotes. Como se sabe, um lote é uma parcela de terreno urbanizável que, porque integrada num loteamento, tem…

Veja mais

A silhueta

S. Pedro não pára de surpreender. Agora está colocado bem na entrada da praça maus um conjunto de paletes com uma silhueta do que deverá querer representar Afonso Lopes Vieira. Claro que poderá haver quem identifique aquilo como ‘arte’, mas qualquer entendido por certo que verá naquilo apenas uma chapa de metal com um buraco…

Veja mais

Casa roubada…

É caso para que se diga que ‘casa roubada, trancas à porta’. Hoje, às 14.51 a Cidália deu a conhecer um vídeo onde dá conselhos para a prevenção do Covid durante a época balnear. Claro que todos os conselhos são poucos quando se trata de prevenir, mas, uma vez mais, a Cidália chega atrasada. A…

Veja mais

Cerca elétrica

Em plena zona residencial na Marinha Grande (Picassinos), existe um terreno vedado com perigo de electrocussão. Não sendo isto permitido, não só o perigo acresce, quando a 200 metros temos uma escola primária. Esperemos que nenhuma criança se lembre em tocar nos fios elétricos, aquando do seu caminho para a zona de ensino.Nós por cá…

Veja mais

E… nada!

Estamos já na segunda quinzena de Agosto. Pensámos que hoje pudéssemos ver os campos de S. Pedro a ser utilizados, mas não. Parecem concluídos, mas nem vestígios de utilização. Tentámos obter informação, mas ninguém soube dizer se sequer estão abertos ao público! Não se consegue compreender como deixam passar todo o mês de Agosto sem…

Veja mais

Esperteza saloia

Ainda de volta ao assunto dos lotes que já deveriam ter sido entregues ao ex-vereador Artur, o que se passou pode ser qualificado como esperteza saloia à custa dos euros dos contribuintes. O tribunal decidiu e, se a câmara fosse uma entidade de bem gerida por pessoas de bem, o que teria feito era cumprir…

Veja mais

Lido por aí CXLV

“Pinhal de Leiria.Redes Sociais. Gabriel Ramos Roldão28 de junhoMEUS AMIGOS. Leiam por favor, com a atenção que merece este documento. Continuamos a lutar, mesmo em oposição à nossa disponibilidade física, na defesa do direito que assiste a todos os marinhenses e portugueses, de verem recuperado o “velho” Pinhal de Leiria. Depois de quase 700 anos…

Veja mais

A novela continua

“Mário – “ O banco não irá ao fundo! Preciso de lavar injectar 100 no Marinhense e tirar 99, afinal de contas o tesoureiro é o meu empregado! Quem me tira esta máquina de lavar, dá-me uma conta séria de impostos. No final até poderei dizer que pus Y no marinhense sem nunca ninguém saber…

Veja mais

Será arte?

Chega-se a uma altura em que o absurdo toma conta das nossas vidas e partir do qual nada daquilo que os políticos fazem ou permitem que se faça surpreende. Hoje, em S. Pedro, numa das rotundas pode ver-se uma ‘obra de arte’ feita com paletes, quiçá alusiva aos trabalhadores vidreiros! Não se percebe a função…

Veja mais

Discussão pública

Em Dezembro de 2018 a Cidália assinava, com pompa e circunstância, a compra das instalações da antiga FEIS. Naquela altura afirmou que “Hoje é um dia histórico para a Marinha Grande. Hoje vemos concretizado um sonho antigo. O legado patrimonial que a família Stephens deixou no coração da Marinha Grande finalmente pertence aos Marinhenses” e…

Veja mais

Orçamento não participativo

Enquanto noutros concelhos se leem notícias que dão conta de que os respectivos orçamentos participativos estão em fase final de aceitação de candidaturas, por cá a Cidália e o Caetano puseram fim ao que foi iniciado no concelho, sem que tenham dito uma palavra que fosse e sem que tenham conseguido sequer executar os que…

Veja mais

Só para alguns!

Dizem alguns, lá para os lados da câmara, que as obras em S. Pedro não são permitidas durante a época balnear. Essa foi a justificação para as obras na estrada que ruiu ter durado tantos meses. Mas temos dúvidas que o que se diz seja verdade! Ontem eram possível ver serem realizadas obras nos muros…

Veja mais

O resultado está à vista!

A máquinas trabalham mesmo em período em que mais ninguém pode trabalhar em zonas de pinhal e o resultado está à vista! Mais árvores sãs cortadas, umas já a caminho das serrações, outras à espera de transporte. Que se segue a seguir, as “árvores”? Enquanto isto acontece bem debaixo dos olhos de todos, os que…

Veja mais

Irresponsável

Numa altura em que um pouco por todo lado, até nos outdoors da câmara, se aconselha a utilização de máscara mesmo na rua, a página do Facebook da câmara divulgou ontem ao final da tarde uma imagem onde a presidente aparece rodeada de pessoas, sem que algum use máscara! Não estivemos lá e não sabemos…

Veja mais

E o resto?

Hoje a câmara anunciou que a TUMG vai chegar a S. Pedro. esqueceram-se de dar destaque ao facto de os horários da linha serem apenas para fins-de-semana e feriados. No site da empresa não há qualquer informação! Para o resto dos dias não há horários o que faz presumir que não há serviço. Em pleno…

Veja mais

14 + 14

À partida não é uma conta complicada, mas o resultado é, à primeira vista, estranho, mas fácil de perceber! Hoje teve lugar mais uma reunião extraordinária. Não é necessário voltar a repetir que são reuniões motivadas pela falta de organização e planeamento. Para além dos custos em termos pessoais, as reuniões extraordinárias têm também um…

Veja mais

Olha o ro(u)bo(t)

Muitos se recordarão da compra pela câmara de um serviço para por a funcionar um ‘robot’ no Facebook que iria, diziam eles, dar respostas automáticas às questões dos munícipes. Deixou de funcionar. Aquilo que existe é apenas algo que passa por uns menus que se podem ir escolhendo, sem que haja actualização de nada ou…

Veja mais

Quando será?

Não podemos, nesta fase, criticar o facto da ciclovia para S. Pedro estar intransitável. As obras da adutora levaram a que tudo fosse destruído. Até aí nada há a dizer. Agora que a obra terminou a curiosidade é a de saber quando é que a ciclovia é restaurada. Numa autarquia diligente, tudo teria feito de…

Veja mais

15 em atraso

Mais um dos exemplos do que é a gestão do actual executivo é o estado da publicação das actas das reuniões de câmara. A última data de 17 de Março o que significa que estão 15 em falta! Nunca como agora houve tanto atraso e tão grosseiro incumprimento do regimento, o mesmo que a presidente…

Veja mais

Mais do mesmo

Ontem teve lugar mais uma reunião e uma visita aos pinheiros que sobreviveram. Foi mais um momento para inglês ver. Como tem sido normal, dali não sai nada de prático. São momentos que servem apenas para tentarem mostrar que o assunto ainda é falado. A câmara continua a pactuar com a inércia e com o…

Veja mais

A mudança

Há dias deparámo-nos com uma realidade que não, pelo que conseguimos saber, não está isenta de alguma polémica. A cooperativa passou a integrar uma estrutura comercial espanhola. Depois de um período encerrados para obras, eis que aparece integrada num grupo económico que se anuncia como sendo uma cooperativa. Parece assim ter caído por terra o…

Veja mais

Sempre a somar!

Já começa a ser banal este assunto. Depois da reunião ordinária de ontem, quinta haverá uma extraordinária. A incapacidade de planear os assuntos leva a que tenham que andar a fazer reuniões à medida que vão preparando os assuntos. Começa a ser já abuso aquilo que acontece. Aliás, a banalidade com que isso é feito…

Veja mais

Sinónimo de estorvar

A reunião de câmara de ontem teve uma característica que não é normal ter, foi civilizada! Foi possível ver os eleitos falarem de forma normal, colocarem questões, obterem respostas e parecer que até estavam todos a puxar para o mesmo lado. Qual foi então a diferença em relação aos outros dias em que houve reunião?…

Veja mais

Por cá há… incompetência

Leiria tem já em vigor o Fundo de Emergência Social para fazer face à crise criada pelo Covid. Por cá… estamos ainda como estávamos. Nada avança. Quando o fundo for finalmente posto em funcionamento deverá servir para a segunda vaga! Não conseguem fazer nada a tempo. Poderia dizer-se que é um problema comum a todos,…

Veja mais

Lamentável

Lamentável é o termo que nos ocorre depois do que ontem ouvimos sobre o pinhal e aquilo que está por fazer. Um dos mais entendidos no concelho sobre a matéria deu a sua opinião sobre aquilo que tem sido feito e o que deveria ter sido e não há palavras que sirvam para justificar o…

Veja mais

7 maravilhas, 1 desastre

A corrida para as 7 maravilhas com o vidro e a arte xávega ficou pelo caminho. Na segunda a Cidália apareceu na televisão para ‘defender’ as duas candidaturas. Foi igual a si mesmo, um desastre. Não adiante fazer muitas considerações sobre a sua prestação, bastando que se tenha assistido ao programa para se perceber aquilo…

Veja mais

Sem timoneiro

Depois de um período de grandes esperanças com um alegado investidor, o ACM parece ter começado a viver momentos menos bons. Sem o dinheiro com que estavam à espera salvar o clube, sem património em seu nome uma vez que o terreno onde os campos estão instalados não é do clube, mas do Juventino, e…

Veja mais

Sem rei nem roque

Sem rei nem roque é como se pode definir o que se passa na câmara. Para amanhã estava convocada uma reunião de câmara, mas agora passou para quinta, sendo que irá haver reunião ordinária na segunda! Para segunda estava previso uma Assembleia Municipal, não que tivesse sido anunciada ou que os munícipes disso tivessem conhecimento…

Veja mais

Gostos discutem-se

Costuma dizer-se que ‘gostos não se discutem’, mas neste caso achamos que sim. Temos tentado passar ao lado do que são os gostos da presidente em termos de vestuário, mas hoje não conseguimos resistir. Cada um veste o que quer, mas claro que quando se trata de uma pessoa que representa uma autarquia há que…

Veja mais

Aposta no turismo!

Quem vai a S. Pedro não pode senão não querer não regressar. O desmazelo é gritante. Não são apenas as obras que estão agora em curso, os montes de areia e paralelos que impedem a circulação de peões, mas é também a falta de cuidado. Muitos poderiam ser os exemplos do que é a falta…

Veja mais

Afinal, como é?!

As reuniões extraordinárias tornaram-se tão banais, que agora as convocatórias para reuniões extraordinárias até já aparecem como se fossem ordinárias! As duvidas são sempre as mesmas: para quê reuniões extraordinárias quando tudo poderia ser feito nas reuniões normais. A excepcionalidade que deveriam ser as extraordinárias tornou-se numa nova normalidade a expensas do dinheiro dos munícipes.…

Veja mais

À espera da sombra

Quem tem acompanhado as movimentações no PS não pode ter deixado de se aperceber de algo que salta aos olhos de qualquer um. O concelho ganhou dois novos intervenientes que propagam as notícias que saem da câmara, e que são favoráveis ao seu partido, de uma forma exaustiva. A forma como intervêm em defesa do…

Veja mais

Revive

O programa REVIVE é aquele que permite que se comece a dar uso aos imóveis que são do Estado. Na última reunião falou-se nesse assunto a propósito do protocolo que era para ser celebrado com a câmara. Quando se falou neste programa vieram logo os defensores do partido que governa o país dizer que o…

Veja mais

Tapar o sol com a peneira

O executivo camarário tem andado a mentir aos munícipes sobre a questão do museu da floresta. O ‘esclarecimento’ da Cidália mostra isso. Depois do que o Ministro disse, a Cidália teve necessidade de vir a terreiro explicar-se, mas como o cobertor é pequeno, na ânsia de cobrir a face, deixou os pés de fora. Ao…

Veja mais

A lição… ou não!

A Cidália hoje, depois do que o Ministro disse hoje no Parlamento, veio dizer que ele é mentiroso. Num comunicado em que se tenta desculpar, a Cidália diz que não tem culpa de nada e que apenas tem estado à espera. Ou seja, a mesma lenga lenga de sempre. A culpa nunca é sua. Também…

Veja mais

Quem mente?

Ao longo dos anos tem sido ‘vendida’ a ideia de que o Museu da Floresta não avança porque os Governos não têm dado o ‘ok’ para que se avance. Ultimamente andaram a tentar ‘vender’ a ideia de que agora sim, tudo está em condições para avançar. Ao longo deste mandato a Cidália afirmou que “terá…

Veja mais

“Recuo da câmara”

Para que dúvidas não existam mais quanto ao que é o papel da câmara no tão falado museu da floresta e qual a intenção do Governo em relação ao pinhal, eis as respostas de hoje do Ministro do Ambiente. Atribui culpa à câmara em relação ao museu e define que o valor do investimento no…

Veja mais

À espreita…

Raras são as reuniões de câmara em que os eleitos não se queixam de falta de informação com os assuntos que são levados para deliberação. Ou são os pareceres que faltam, ou são elementos que deveriam ter sido enviados e não o são… quase nunca os processos são levados a reunião para aprovação completos. Claro…

Veja mais

Falta de respeito

Na última reunião de câmara, como nas outras, pudemos assistir à Ana pedir à Cidália elementos que considera serem necessários para perceber o que se passa na autarquia. Na segunda foi a oitava vez que pediu. Na resposta, a Cidália fez ouvidos de mercador e nem uma palavra deu. O mesmo aconteceu ao que o…

Veja mais

Será alergia?

Há uma dúvida que temos e que apenas pode ter explicação numa qualquer reacção alérgica que o poder local tem com árvores. A câmara está a fazer uns arranjos nuns passeios perto da Nery. Ali estava um pinheiro que os paisagistas da autarquia acharam que estava a mais e, em vez de adaptarem o projecto…

Veja mais

Mau estar

Ontem teve lugar uma assembleia extraordinária. Não que os munícipes pudessem ter dado conta uma vez que nada foi dado a conhecer, à semelhança do que acontece em relação à reunião de câmara. A câmara está mesmo encerrada, sem ninguém em teletrabalho! Seja como for, a reunião dos deputados teve lugar e, de entre os…

Veja mais

Desonestidade política

Nas últimas autárquicas concorreram partidos e movimentos de cidadãos. Pouco depois das eleições alguns eleitos abandonaram os partidos / movimentos pelos quais foram eleitos. Passaram a representar-se a eles próprios. Não cometendo qualquer ilegalidade, uma vez que tal é permitido, deixaram de ter eleitores a quem responder, actuando como meros free lancers da política. São…

Veja mais