Perna curta

Costuma-se dizer que mentira tem perna curta e parece que se confirma. No jornal da semana passada o Pedrosa escreveu que o PS apresentou ao MpM um documento escrito com propostas de pelouros. Ontem o MpM deu a conhecer esse documento escrito. Lemos várias vezes para ver se não falhava nada e não conseguimos encontrar…

A proposta

O deputado Pedrosa volta à carga com a questão de terem sido oferecidos pelouros por parte do PS ao MpM. A gritar, afirma que foi entregue um documento escrito com propostas concretas de pelouros. Afirma que é falso que o PS não tenha oferecido pelouros. Sabe-se que o Aurélio tem negado que essa oferta tenha…

O que o MpM disse

“Um orçamento deveria ser um documento fundamental para a vida do município, ser rigoroso e concreto, e basear-se numa orientação estratégica e numa visão de medio/longo prazo, onde se tomassem as decisões mais corretas com vista à satisfação das necessidades dos munícipes. No seguimento dos anteriores, o orçamento 2019, incluirá as despesas fixas com pessoal,…

Temos oposição?

Como já se escreveu, o orçamento para 2019 deveria ser aprovado até quarta-feira. Para a reunião de segunda não está prevista a sua discussão e votação o que significa que, se por milagre, for levado a votos até ao final do mês terá que o ser em reunião extraordinária, longe dos olhares dos munícipes. Naturalmente…

Sem aliança

Quem hoje ler o jornal fica com a ideia de que estamos perante uma coligação por parte da oposição e que a Alexandra e o Aurélio vão ‘dança’ juntos daqui para a frente. Claro que depois quando se lê a notícia percebe-se que ali estão previstas todas as possibilidades e todos os cenários e que…

Os fundadores

Na semana passada foi constituída mais uma associação. Foi constituída no início do mês, mas só agora tivemos acesso a quem foram os fundadores dessa associação. Os vereadores eleitos pelo MpM constam entre aqueles que fundaram a associação, o que faz com fiquem afastadas quaisquer dúvidas quanto ao fim a que ela se destina. Parece-nos…

Os membros

Ontem foram nomeados já os elementos que irão fazer parte da nova associação. São eles, para a direcção: António Santos, como presidente, e Mário Gaspar, Humberto Dias, Nuno Brito, Ricardo Gouveia, Neusa Silva, Ana Ferreira, Neide Mendes, José Faustino e Dulcinio Neto. Para a assembleia geral: Maria das Neves, Mariana Marques, Júlio Babel e para…

AMM

Mais logo será constituída uma associação. Isso não teria qualquer interesse não fosse o facto de a AMM, designação que a associação ira ter, ir ser uma extensão do MpM. Como se sabe, após as eleições os movimentos independentes perdem o nome e passam a não ter designação. A criação desta associação, cujos elementos dos…

Dois erros não fazem um acerto

“Dois erros não fazem um acerto” e esta expressão parece ser uma que a Ana, e o Aurélio por arrasto, não domina. No texto de opinião que hoje foi publicado teima em defender o que foi a sua forma de intervir na ultima assembleia municipal como munícipe quando é, simultaneamente, vereadora. Não se põe em…

Cicerone

Este fim-de-semana, ou melhor Sábado, o Aurélio andou a fazer de cicerone ao ex-candidato Morais aqui pelo concelho. Só não lhe fez a comida porque estiveram no Pedrogão a comer um peixe. A visita da “Frente Cívica” da qual o Morais faz parte quis saber o que se passou aqui no pinhal com os incêndios.…

O (mau) negociador

Sabia-se, e ontem ficou confirmado, que o Curto tem sido o ‘negociador’ do PS para que seja possível conseguir-se uma governação estável no concelho. Depois de ontem ficou-se a perceber que o Curto não será o negociador ideal para situações complicadas nem mesmo para as simples! Ele não seria, seguramente, quem levaríamos para evitar alguém…

Dar música

Hoje houve um ‘debate’ entre os que têm estado a ‘negociar’ o futuro do concelho. Ficámos com a sensação de que nos estiveram a dar música. O Curto muito ‘disponível’ para partilhar poder, mas com um discurso repetitivo e sempre dentro do mesmo registo, sem que tivesse adiantado nada no que diz respeito ao que…

Má comunicação

Conhecem-se as comunicações entre o PS e o MpM com vista um possivel entendimento para governação. As duas forças politicas ficaram-se pelas comunicações escritas, sem que tenham pegado no telefone e tentado esclarecer as dúvidas que possam existir. Da parte dos dois parece existir má comunicação, o que leva a que não tenha havido acordo.…

A disponibilidade

Ontem, como se previa, o Aurélio fez a conferência de imprensa para clarificar em que ponto estavam as ‘negociações’. Não se ficou pelas palavras e entregou o que foram as ‘negociações’. Pareceu ficar claro que não houve negociações. Na ‘proposta’ do PS pode ler-se: “CARTA DE PRINCÍPIOS PARA A GOVERNAÇÃO CÂMARA MUNICIPAL DA MARINHA GRANDE 2017-2021 Considerando…

A conferência

Depois do que hoje saiu no jornal sobre a disponibilidade da Cidália em dialogar e sabendo-se como tudo tem decorrido, soubemos há pouco que foi convocada uma conferência de imprensa por parte do Aurélio. Apesar de apenas referirem que vão abordar a “situação política atual e o enquadramento dos seus eleitos nos diversos órgãos autárquicos“,…

A ‘coligação’

Antes da tomada de posse e eleição para a Assembleia Municipal, a CDU e MpM fizeram um acordo que agora tornamos público: “Entre:Entre:CDU – Coligação Democrática Unitária, representada por José Luís Marques de Sousa em nome da Comissão Concelhia da Marinha Grande, e:MPM – Movimento Peia Marinha, representado por Aurélio Pedro Monteiro Ferreira, é celebrado…

O acordo

Na tomada de posse muitos ficaram surpreendidos com o facto de a CDU ter conseguido chegar a entendimento com o MpM depois de este ter feito acordo com o +C na Vieira, com o PS na Moita, apesar do acordo que foi feita para a Junta da Marinha. O que não se sabia era que…

Que solução?

Com a tomada de posse dos novos eleitos a dever ter lugar até ao final do mês, não há ainda informações sobre o que poderá vir a acontecer. Está nas mãos da Cidália oferecer pelouros, mas dependerá sempre da disponibilidade dos eleitos da CDU e MpM aceitarem o que lhes possa vir a ser oferecido,…

Sabor amargo

Apesar de ter quase duplicado a votação de há quatro anos, o resultado fica aquém daquilo que poderia contar. Fez uma campanha para ter a vitória e o terceiro lugar apenas pode soar a amargo. Apesar de conseguir eleger mais um vereador, o MpM não atinge os objectivos a que se tinha proposto. Estando empatado…

Fui alugada

Depois da questão que hoje se colocou relativa à utilização de uma camioneta que será propriedade de uma empresa que terá um litígio com a câmara e dos ‘convites’ a que investigássemos, contactámos a candidatura do MpM bem como a empresa em causa. A questão que colocámos foi a de podermos ser esclarecidos a que…

Seca

No debate da semana passada entre os candidatos à Assembleia Municipal o Wilson afirmou que as reuniões da assembleia são uma “seca”. Voltou a fazê-lo na reunião de segunda-feira. Quem o ouve falar poderá até pensar que estamos no meio do deserto! Em certa medida por vezes sente-se que há um deserto de ideias e…

Prova de fogo

É indiscutível que há três candidatos à câmara com possibilidade de poderem vira ter mais votos. Se por um lado o PS tem a máquina partidária a dar uma grande ajuda, do lado do PCP as coisas parecem não estar tão fáceis quanto isso. Pensamos mesmo que a Alexandra já se terá apercebido naquilo em…

Alvos

Estas estão a ser umas eleições atípicas. Não se tem visto acções de campanha que se possa dizer que encham o olho. Para além dos grupinhos que se juntam nas festas, não se vê grandes ajuntamentos de apoiantes dos candidatos e das candidaturas. Tem havido duas candidaturas que apostaram na diferença e em fazer uma…

O Aurélio

Aparecido um pouco às costas do saudoso Jorge, o Aurélio surge há quatro anos à frente de um movimento independente que vem com o desafio de se imaginar com será o concelho daqui a uns anos. Tendo sido o segundo movimento a aparecer, conseguiu, ainda assim, ter mais votos. Aparece na política sem que se…

Os ‘Estrunfes’

Nestas eleições pensámos que ficássemos apenas pelos ‘Minions’ do +Concelho. São poucos, mas vão aparecendo. Mas estávamos enganados, há outros a aparecer coloridos! Ontem pareceu que o concelho tinha sido invadido por ‘Estrunfes’ (ou ‘Smurfs’ como agora são conhecidos). Se de um lado temos Minions, do outro temos Estrunfes que, pela quantidade, ontem pareceram querer…

Quem se segue… no MpM

Integrando uma lista mais tecnocrata, a segunda da lista o MpM, a Ana, é repetente no lugar. Há quatro anos ocupou a mesma posição. Vinda da câmara de Ourém, onde é técnica administrativa, diz-se que é quem prepara as reuniões e as posições que são ditadas para as actas nas reuniões de câmara. Diz-se por…

Não chega

Foi o candidato que mais cedo começou a corrida para as autárquicas. Há quem diga que a corrida começou há quatro anos, no dia seguinte ao das eleições! Desde que anunciou a candidatura que tem vindo a fazer tudo como se tivessem tudo programado para determinados momentos. Diz-se que é a Ana quem coordena toda…

Barómetro

As instalações da Resinagem têm sido usadas pelas candidaturas para ali apresentarem ideias e candidatos. Ontem foi a vez do MpM fazê-lo, numa apresentação que soou a ter um cunho profissional ou de quem está a isso habituado. Numa sala cheia, ainda que num formato diferente do que tem sido habitual e que pode, de…

Número dois

Sem surpresa, a Ana será apresentada sexta como a número dois do Aurélio. Muitos dizem que, mais do que ser o seu braço direito, vem dela parte do que é dito nas reuniões de câmara. Se assim é ou não, apenas eles saberão, mas o seu nome surge sem novidade já que há muito se…

Adormecido

Com mais um nome revelado, as campanhas começam a dar mostras daquilo para o que vêm. Estranhamente o Aurélio parece ter adormecido! Tendo começado mais cedo que todos os restantes candidatos, não têm sido vistas iniciativas ou acções de campanha. Nem mesmo o nome de quem irá consigo na corrida foi ainda revelado! Presumindo-se que…

Assinaturas

Há culturas onde, quando um ente querido morre, quase se faz uma festa. É provável que tenham razão e que seja essa a forma de celebrar a vida de quem partiu. Cá não é assim. Contemo-nos, respeitamos a dor daqueles que tiveram alguém que partiu. Os velórios e funerais são locais onde não há risos,…