Luto, quem o sentiu?

O luto nacional terminou oficialmente, mas o país continua enlutado com tudo o que aconteceu. Demorará até que esqueçamos o que as imagens mostraram. Poderá dizer-se que de pouco adianta estar-se a por faixas negras, símbolos de luto ou fazer afirmações que possam ser apenas de conveniência. Provavelmente será assim, mas não somos indiferentes aos…

Ajude, se puder

«À medida que os dias passam vamos tomando consciência da real dimensão da tragédia que vivemos. Além do luto pelas vidas que se perderam, há que dirigir os nossos pensamentos e acções para aqueles que perderam todos os seus bens e precisam de reconstruir as suas vidas. A Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria decidiu…

Aula

Hoje recebemos uma lição do que é o respeito pelo que cada cidadão pensa. Não vamos falar dos que nos criticam por ser um grupo de anónimos, já que desses, por muito que queiram ser protagonistas de tudo e mais alguma coisa, não reza a história. Vamos apenas comparar o que se passa por aqui,…

Perigo

Não podemos dizer que estamos surpreendidos com o que está a acontecer. O Trump é dos poucos políticos que faz o que disse que iria fazer. O problema está aí! As semelhanças entre o actual presidente e o que há meio século apareceu é de tal modo semelhante que assusta. Nunca como agora sentimos que…

Coisas boas

Hoje, em conversa com um amigo, fomos ‘acusados’ de falarmos apenas das coisas más que acontecem aqui na terra ou nas ‘asneiras’ ou erros que são cometidos pelos eleitos. É provável que quando olhamos para o que se passa aqui na terra não vejamos o que de bom é feito pelos eleitos e pela câmara.…

Sem palavras

Neste momento de dor, sem possibilidade de o fazermos de outro modo e apesar da posição actualmente não ser uma que nos leve a que escrevamos, apresentamos publicamente os sentidos sentimentos.

Sem palavras

«A morte não é nada. Eu somente passei para o outro lado do Caminho. Eu sou eu, vocês são vocês. O que eu era para vocês, eu continuarei sendo. Me dêem o nome que vocês sempre me deram, falem comigo como vocês sempre fizeram. Vocês continuam vivendo no mundo das criaturas, eu estou vivendo no…

As diferenças

DIFERENÇA ENTRE PECLISE E COMPUTADOR OBSOLETO Estávamos em plena década de 70 quando nesta cidade os trabalhadores da indústria de moldes, orgulhosamente faziam questão de ter à sua disposição ferramentas de uso pessoal que lhe transmitiam mais confiança e segurança nas tarefas que tinham de desenvolver para bem do seu próprio posto de trabalho e…

A morte saiu à rua

Dois jovens quem sabe talvez sem esperanças de emprego decidiram tentar a sorte numa tropa de elite, que as elites não dispensam seja qual for o custo no OGE. Este ano de 2016 devido às altas temperaturas esperadas e que aconteceram de uma forma trágica para Portugal quer em alguns incêndios não intencionados quer por…

Novidade

Há quem goste do Largo, há quem o deteste mas, dentro daqueles que se interessam pelo que se passa na terra, poucos serão os que ficam indiferentes ao que aqui se escreve e se comenta. Os números falam por si. Tendo em conta isso, decidimos permitir que quem desejar escrever posts sobre matérias relevantes para…

Lido por aí XLIX

“PROJETAR O PASSADO NA PROCURA DO FUTURO No final da década de 80, a Rádio Clube Marinhense organizou um debate sobre o papel das Autarquias no desenvolvimento económico dos territórios que tutelam. O espaço escolhido foi o Salão Nobre da Câmara Municipal da Marinha Grande e entre os convidados, para além dos autarcas do Concelho,…

A culpa nem sempre é dos outros

Os noticiários começaram com os incêndios que destroem tudo um pouco por todo o lado. Muitos têm mão criminosa mas há muitos que vão sendo alimentados pelo descuido dos donos dos terrenos. Há também aqueles que, para não terem trabalho, ajudam a que sejam criadas as condições ideais para que os fogos avancem. Felizmente por…

Ocorrências

Nem sempre existe a vontade de denunciar situações que, de um ou outro modo, vão chegando ao conhecimento de cada um e que, seja para que isso não crie situações embaraçosas ou para que não tenham que andar a perder tempo se delas derem conhecimento, ficam em segredo. Há, no entanto, situações que poderiam /…

Uns e os outros

A questão do Panamá Papers e das fugas ao fisco levam-nos necessariamente às diferenças que existem entre o que uns têm e outros tentam ter. A expressão “filhos e enteados” tem, em matéria fiscal, uma relevância que não existe noutras situações. Referimo-nos ao tratamento especial que os partidos têm que os demais cidadãos não têm nem…

Imoral

O mundo parece ter aberto agora os olhos para algo que todo o mundo sabia que existia. As reacções sobre investigação que foi feita em relação ao que se passa no Panamá é a demonstração clara da hipocrisia que se vive. Da esquerda à direita todos parecem estar surpreendidos com algo que todos sabem que…