Quantos são afinal?

Hoje foi discutida no Parlamento a petição sobre o pinhal de Leiria. Em Julho deste ano o deputado Pedrosa fazia o balanço à quantidade de pinheiros já existentes no pinhal. Agora fez o relatório quanto à quantidade que foi introduzida. Em quatro meses há números diferentes! Mas aquilo a que hoje se assistiu foi à…

Ironia do destino

Apesar de poderem ser muitos os cenários que poderão existir no dia das eleições, há um que é interessante. Sabe-se que o Pedrosa poderá ou não ser eleito. Tudo dependerá dos resultados do partido e, acima de tudo, do resultado que os outros possam ter. Bloco e PSD têm uma palavra a dizer. Mas a…

Dolce far niente

Temos um concelho de excelência em termos empresariais. Muitos dos que estão à frente das empresas dão cartas naquilo que fazem. Estamos no topo em muitas áreas. Na política não seguimos o exemplo. Nem falamos em termos autárquicos. Aí estamos há muito falados! Referimos mesmo aos candidatos que são escolhidos pelos partidos para representarem o…

Carimbado

Hoje ficou claro o que há muito se sente no concelho. Desde há muito que se ouvem os comentários de que quem não tem cartão de militante é relegado para um segundo plano, que as oportunidades não são as mesmas e muito mais. É quase como se quem não tem um carimbo na testa que…

Já lá está!

O Pedrosa já está com assento na Assembleia da República. Entrou como substituto de uma deputada que foi para o Parlamento Europeu. Hoje está com assento numa comissão parlamentar e nada como aproveitar o momento para roer as peles dos dedos! É, sem dúvida, uma forma diferente de se estar no local onde os eleitos representam a população.

Impostos

Nem sempre concordamos com as posições que são assumidas pelo deputado Pedrosa, mas não podemos de concordar com o que ontem afirmou a propósito da isenção de imposto para pequenas empresas. Claro que lhe faltou coerência porque quem afirma que lhe apetece votar contra, está contra a medida e depois a deixa passar, não actuam…

Ilusão

O orçamento foi aprovado pela câmara e, se passar na AM, entrará em vigor em Janeiro. Significa que tudo o que vem lá previsto poderá ser executado. Os orçamentos valem para os anos em que são aprovados e nunca para os anos anteriores. Procurando criar uma ilusão em quem lê, o Pedrosa vem afirmar que,…

Perna curta

Costuma-se dizer que mentira tem perna curta e parece que se confirma. No jornal da semana passada o Pedrosa escreveu que o PS apresentou ao MpM um documento escrito com propostas de pelouros. Ontem o MpM deu a conhecer esse documento escrito. Lemos várias vezes para ver se não falhava nada e não conseguimos encontrar…

JPP e as FAKE NEWS

O ilustre deputado municipal JPP (sociólogo), vem mais vez enaltecer a “sua” dama e de um modo, que vai lá…vai! Se não soubéssemos quem é um e outro, ainda podíamos (podíamos?), acreditar em tamanhos elogios. Diz o digníssimo deputado na sua crónica no Jornal da Marinha Grande, que a Sr.ª presidente é uma mulher (isso…

Mentir é feio

Como se esperava, o deputado Pedrosa saiu em defesa da Cidália por causa a reprovação do orçamento. Com a conversa de vítima, vem fazer o choradinho e defender que a oposição fugiu ao prometido de que não iriam inviabilizar a governação. Volta à falácia de ter havido negociação de pelouros, quando se sabe que tal…

Milagre

Esta semana o Pedrosa vem defender a câmara, como não poderia deixar de ser, afirmando que por lá não fazem milagres. Claro que já nos tínhamos apercebido disso! Refere isto a propósito do já muito falado tema da ocupação dos tempos livres das crianças. Tal como o executivo permanente fez, atira as culpas para cima…

JPP e a História de Cordel

Sua Ex.ª o Sr. JPP (sociólogo), esta semana resolveu presentear os leitores do Jornal da Marinha Grande com uma história de cordel que bem poderia começar deste modo: Era uma vez um príncipe muito prendado que encontrou a princesa do reino que era muito querida e amada pelo povo… atendia as velhinhas com a maior…

Ministro da Informação

O deputado Pedrosa ‘premeia-nos’ esta semana com mais um momento de surrealismo misturado com uma demonstração de que a calhandrice não existe apenas aqui. Num momento de pouco decoro, descreve o que terá sido o almoço com a Cidália para a elogiar, descrevendo o que ouviu, como se estivesse a calhandrar o que deveria ter…