Mortalhas de asfalto

Quando agora passamos em algumas estradas na terra, faz-nos lembrar quando estivemos em Cuba! Não nos referimos às dificuldades em que vivem devido a anos de embargo, às condições de saúde aos locais de férias, ou ao facto de de termos passado pelo Esperança e vir-nos à ideia os charutos! Os charutos vieram-nos à mente…

Critérios que não se entendem!

Este fim-de-semana vai ser preenchido. Se durante quase quatro anos nada aconteceu, nestes dois dias vamos poder tirar a barriga de misérias! Vai ser o Sábado destinado às crianças e o Domingo destinado aos animais. Não nos referimos a quem possam estar a pensar! É mesmo um Domingo destinado aos cavalos e a quem gosta…

Este ano há… eleições!

Estamos até hoje para conseguir entender a razão de não ter sido organizado nada o ano passado no dia da criança. Houve quem se tivesse desculpado com o facto de não haver dinheiro. Houve quem dissesse que tudo tinha a ver com a Lei dos Compromissos. Não houve explicação por parte da câmara. Sem surpresas,…

As coisas boas

Quase desde o início que somos acusados de criticar este executivo, de nada encontrarmos que tenha sido bem feito e de apenas apontarmos para o que está mal. É provável que olhemos apenas para o que nos incomoda e deixemos de lado o que possa ter sido feito. Como não entendemos ser donos da razão e de…

Esquecido

A importância que qualquer um tem não se afere pelo que cada um julga de si mas pela importância que os outros dão. É assim em tudo e com todos. Lemos hoje que a Ministra da Agricultura veio ou virá cá ver o estado das matas mas irá fazê-lo sem que o Álvaro tenha sido convidado a estar presente.…

Boleia

Quando pensamos no que devem ser as funções que a câmara deve ter, vem-nos sempre à ideia que uma delas deverá ser a de estar ao serviço dos munícipes. Depois vem-nos à mente o dinheiro que se gasta para justificar erros que se vão cometendo e nunca conseguimos esquecer o dinheiro que se gastou no…

E agora?

Depois do que lemos hoje, não temos dúvidas que a política local não poderá descer mais baixo. Tal como o país, atingimos o nível mais profundo que se pode descer! Quem ocupa certos lugares de responsabilidade em empresas cujo único accionista é a câmara não pode dar-se ao luxo de escrever numa rede social o…

A importância do sono

Soubemos que na segunda-feira houve aqui na terra uma conferência sobre a importância do sono. Desta vez temos que reconhecer a oportunidade da conferência. Depois de quase quatro anos de gestão autárquica, e depois de vermos o estado em que a terra se encontra, chegamos à conclusão que esta será mesmo uma das melhores terras…

UDL, o fim

Tivemos conhecimento que o UDL teve o seu fim no final da semana passada. Depois de alguns meses em que alguns ainda pensaram que seria possivel conseguir dali alguma coisa, a esperança terminou. Já nada mais há a fazer senão arrumar as botas. Chegados a este ponto, é o momento de se fazer o balanço…

Yes Man

Com o passar do tempo, vamos sabendo mais do que se tem passado com o assunto das matas. Numa das reuniões da câmara o Álvaro disse que “a Câmara não tem sido complacente, e que está marcada uma reunião (…) na qual vai tentar que os interesses da população marinhense sejam acautelados“. Nas noticias saiu…

Museusinho do Molde

Faz parte das nossas lembranças de criança a ida ao Portugal dos Pequeninos. Era um local mágico, com tudo em miniatura. Quando há dias ouvimos o Álvaro falar no Museu do Molde estávamos longe de imaginar que iríamos poder voltar aos nossos tempos de infância aqui mesmo na terra. Pelo que soubemos, a explicação que…

Semáforos estrábicos

O temporal que se abateu sobre a terra em Fevereiro tem dado que falar em relação à situação em que as matas se encontram. Depois de ontem não ter sido possível usar as matas onde estávamos habituados a ir comemorar o dia da espiga,  passámos ao final da tarde numa das avenidas que dá acesso…

Hackers na câmara

Há já uns dias que tínhamos sido alertados para algo que está a causar um mau-estar na câmara. Sabemos que há formas de controlar e monitorizar o que acontece em cada computador. Pelo que agora soubemos, a semana passada alguns dos computadores usados por alguns funcionários terão sido “vistoriados”. Ainda não sabemos o que motivou…

Zona industrial

Depois de alguns anos de espera, na semana passada o Álvaro lá assinou o contrato que permite que se proceda ao aumento da zona industrial. Resta agora saber como poderá ser implementado o aumento dessa zona quando se sabe que tem existido da parte da câmara a imposição de algumas condições que têm levado a…

Há uns… e há os outros

Hoje a câmara anunciou a recomendação para que a zona da mata não seja utilizada na quinta feira. Se assim não fosse é que seria de estranhar! Depois do alheamento que tem existido por parte da autarquia em relação a este assunto, da opção do Álvaro em ir para o congresso do PS em vez…

A visão

Este fim de semana andamos a dar uma volta pelo concelho. Fomos a cada um dos lugares e freguesias. Foi a forma de fazermos turismo aqui dentro. Claro que hoje estamos no que alguns poderiam chamar de depressão. O estado em que a terra está é quase assustador. Aqueles que há três anos e meio…

Oportunidade perdida

A catástrofe abateu-se hoje sobre a terra! Não, não nos referimos à governação do Álvaro. Essa já tem quase quatro anos! Hoje foi feito um simulacro de queda de um avião, organizado pela protecção civil da câmara. Apesar de acharmos que estes simulacros são parecidos com peças de teatro, não nos parece que seja perda de tempo.…

Museu do molde

Há uns dias o Álvaro falou na intenção de colocar o Museu do Molde no que irão ser as novas instalações da resinagem. Quando o disse fomos saber em que estado estava esse processo e descobrimos que nada existia. Se a intenção existia, ela estava confinada à mente do Álvaro! Deixámos passar mais uns dias…

Sem bandeira

Ontem ficámos a saber que, mais uma vez, as praias do concelho não irão ser presenteadas com a bandeira azul. Acreditamos mesmo que se alguma vez voltarmos a ter bandeira será porque a foram buscar a uma praia do concelho vizinho. É mais um ano no mandato do Álvaro em que não vamos ter nada…

O discurso

Como seria previsível, apenas o Álvaro falou. Não percebemos o facto de ter do seu lado direito os vereadores da CDU e o do PSD do seu lado esquerdo mas ele lá foi falando, naquele seu jeito nervoso de quem não está seguro do que está a fazer, e leu o discurso durante quase quinze…

Papagaios

As comemorações do aniversário do 25 de Abril tiveram, como era de esperar, o seu ponto alto no concurso de papagaios de papel. Quem teve a ideia de fazer o concurso e o lançamento dos papagaios àquela hora da noite foi sem duvida feliz. Conseguimos imaginar como eram todos os papagaios que voavam ali no…

O buraco da terra

Tirando algumas raras excepções, as vezes que a terra aparece nas notícias é por coisas más. Esta semana o destaque surge pelo facto de existirem na zona industrial buracos! É nestas alturas que temos alguma dificuldade em entender quais são os critérios usados para transformar algo em notícia. Só quem aqui não vive é que…

Comemorações sem divulgação

Estamos a poucos dias de mais um aniversário do 25 de Abril. Apesar de acharmos que o programa das comemorações não trazer nada de novo, sempre tem alguma coisa. Falámos com algumas pessoas para ficarmos com uma noção do que pensariam sobre o que estava agendado e, para espanto nosso, quase todas desconheciam que iria…

Perigo nas matas

Este fim de semana fomos dar uma volta pela nossas matas. Se já andávamos preocupados com o que já tínhamos visto, ficamos muito mais preocupados com o que agora vimos. Já se consegue passar em muitos locais mas nota-se que a preocupação que existiu foi apenas de amontoar a madeira para um dia ser retirada. Não conseguimos entender a…

Dâmaso Motard Clube

Há uns dias tivemos conhecimento da intenção do clube de motads da Vieira de comprar as instalações da antiga Dâmaso. Depois de tantos anos de impasse na venda daquelas instalações, aparecem interessados que nada têm a ver com a industria ou com o que ali existiu. Na mesma altura em que a câmara decide lançar…

Mais do mesmo

Estamos a meia dúzia de dias de mais um aniversário daquele que foi para muitos o dia mais importante das suas vidas. Na terra houve muitos que sofreram os horrores da ditadura e muitos houve que não conseguiram ultrapassar o que a PIDE os fez passar. Hoje em dia, vivendo nós numa ditadura económica e fiscal, em que…

Relva só para brincar

Alguns meses depois de terem surgido os problemas com o relvado que foi colocado na Portela, ainda não se sabe como vai terminar o assunto. Ainda que o Álvaro afirme que não é da responsabilidade da câmara pagar o que está em falta, o assunto ainda não terminou. Aquele relvado não tem as certificações que…

L’etat, c’est moi

No século XVIII um rei de França ficou famoso por confundir o Estado com ele próprio e com o que era a sua vontade. Hoje em dia esse conceito é algo que apenas existe em regimes totalitários. Quando a semana passada lemos o anúncio de que no edifício da Resinagem a câmara quer instalar o…

As explicações do Álvaro

Desde há muito que não líamos alguma coisa escrita pelo Álvaro. Quando foi o problema do UDL nada veio esclarecer. Quando foi o problema com a Resinagem nada disse aos munícipes. Também se esqueceu de dar alguma informação sobre a ponte na Vieira ou mesmo sobre o que está a acontecer com as matas e…

Afinal, há circo

Há uns tempos lemos o Álvaro afirmar que enquanto fosse presidente da câmara não haveria circo. O medo de poder ser responsabilizado por alguma coisa que acontecesse juntamente com a ideia que tem que este tipo de espectáculos não se enquadram na estética da cidade levaram a que rejeitasse o pedido de instalação do circo bem como…

Ali não se mexe

Desde que passou por cá o temporal que temos estradas ainda intransitáveis. Não temos ideia da quantidade de árvores que ainda estão caídas no pinhal mas, pelo que conseguimos ver, serão muitos metros cúbicos de madeira que por ali está à espera que alguém se digne mandar recolher. Quando demos uma leitura nas actas das…

Resinagem em saldos

Foi ontem anunciada a hasta publica para quatro lojas na Resinagem. Como era previsível, não está tudo ocupado e, pelo que pudemos ler nas condições da hasta pública, há dúvidas que surgem a qualquer pessoa mais ou menos atenta. Sabe-se que as leis do mercado fazem com que os preços subam conforme a procura aumenta. Nesta…

Servir as águas

Desde que o ano começou que notamos que existe uma tendência clara para que não exista contenção de custos. É o preço das eleições e da necessidade de comprar alguns votos que permitam a reeleição do Álvaro. Quando agora visitamos o site da câmara ou o seu mural no Facebook é ver a quantidade de anúncios que são feitos…

Concurso deserto

Apesar de atrasada e ainda apenas com a esperança que no final de Maio a obra esteja concluída, já que não há disso qualquer certeza, as obras na Resinagem irão ser concluídas mais dia menos dia. Para tentar dar ocupação àquele espaço, a câmara lançou um concurso público para ocupação de um dos espaços. O…

Pagamento às escondidas

Hoje demos uma nova vista de olhos na revista que saiu a semana passada para tentar encontrar nela alguma coisa que achássemos que nos fosse útil, enquanto munícipes. Rapidamente a pusemos de lado! Mas ficamos a tentar fazer contas quanto terá custado e como terá sido paga esta campanha de marketing. Para melhor sabermos, fomos ler a…

Convites desaparecidos

Ainda no rescaldo do que foram as comemorações da elevação da terra à categoria de cidade, houve algo que não conseguimos entender e tivemos que ir tentar saber o que se tinha passado. Durante o dia em que, qual tempo da mocidade portuguesa, os meninos das escolas pousaram em frente à câmara enquanto o Álvaro…

Turismo pouco Industrial

A semana passada foi lançada a ideia que há um ano atrás foi anunciada, turismo industrial. Desde que surgiu o anúncio, a câmara “só” demorou um ano a por a ideia em prática. O facto de este ano poder haver eleições pode não ter nada a ver com o terem deixado arrastar a ideia até…

A Revista

“Um dos deveres principais de uma autarquia local consiste em informar os munícipes das actividades realizadas“. Assim começa a nota de abertura da revista mensal que ontem começou a ser distribuída. É, sem duvida, uma verdade inquestionável. Quando começámos a ler a revista algo começou a parecer estranho! Começámos a ter a sensação de que estávamos a ler…