PCP e as antecipadas

Desde que a coligação caiu que têm surgido vários cenários como sendo possíveis soluções de governação para a terra. Pelo que tem sido a postura dos vereadores nas reuniões de câmara e pelo que se sabe que têm sido as instruções que têm recebido, a posição do PCP é, para já, a de não levantar…

Começo do fim

Desde ontem que a Cidália tem os pelouros que no mandato anterior foram dela. Ainda sem que se compreenda a razão de, se a substituição é por trinta dias – e aqui é que está a dúvida sobre se a ausência do Álvaro não será de maior duração do que a inicialmente dita ou até…

Pelouros distribuídos

Foram já atribuídas as funções à Cidália. Vereadora a meio tempo, ela vai ter as seguintes funções: Área de Desenvolvimento Estratégico: Turismo; Área de Relações Externas: Geminações; Área de Desenvolvimento Social: Acção Social, Transportes Escolares, Desporto, Saúde, Cultura, Património Histórico e Cultural, Juventude e Tempos Livres, Terceira Idade. Este terá sido assim o primeiro acto…

Comunicado

Em 2013 os Marinhenses, Vieirenses e Moitenses confiaram ao PS e a mim próprio a governação da Câmara Municipal da Marinha Grande, depois do primeiro mandato que exerci durante 4 anos entre 2009 e 2013. Foi com o mesmo sentido de inteira responsabilidade e empenho que assumi o exercício das minhas funções no presente mandato.…

A troca

A partir de hoje é a Cidália quem vai estar na câmara. Depois da reunião extraordinária de hoje, a saída do Álvaro levou a que o Vicente esteja já na posição de Presidente, tendo a Cidália entrado como vereadora. Dois anos depois de ter saído, depois não ter conseguido convencer o eleitorado, ei-la de volta…

Extra

Apesar de não ter sido anunciado, está agora a começar uma reunião extraordinária do executivo camarário motivada pela situação criada com a ausência do Álvaro. Não se esperam grandes novidades mas o que mais uma vez se nota é uma total ausência de informação aos munícipes. Ninguém sabe de nada nem coisa alguma é dada…

Antecipadas?

A situação criada pela ausência do Álvaro, podendo ser temporária, vai deixar marcas que não irão desaparecer. Ainda que volte, a autoridade e credibilidade que poderia ter desapareceu. Há quem defenda que, perante esta situação da câmara estar entregue a uma só pessoa e de o Álvaro mostrar evidentes sinais de desgaste que não lhe…

Semelhanças!

Em Outubro de 2007 o Pedrosa escrevia no jornal Acção Socialista, a propósito da situação criada com o PCP e o Barros, que: “Porque é que o PS reivindica eleições intercalares na Câmara da Marinha Grande? É uma atitude superior de respeito pela democracia. O PCP apresentou um candidato que ganhou e, menos de dois…

O polvo da câmara

Quando foram as eleições, os munícipes foram chamados a escolher quem os iria representar na câmara, decidindo o futuro da terra. Com o acordo pós-eleitoral, os pelouros foram distribuídos por quatro dos eleitos. Com a queda da coligação, houve redistribuição e eles foram entregues apenas a dois. A partir de hoje todos os pelouros estão…

E agora?

Estes foram os dias que o Álvaro conseguiu manter-se no lugar depois da queda da coligação. Depois de ter afirmado que “podem contar comigo e com o Vice-Presidente para trabalharmos pela Marinha Grande, e esperamos de todos os Vereadores, Movimentos e Partidos, com Representação na Câmara, uma atitude séria e responsável que nos ajude a…

Uma opinião

Foi-nos pedido que publicássemos o texto que se segue sem que o autor seja identificado. “Sabemos que o que se escreve nas redes sociais é muitas vezes escrito no calor do momento, sem nos apercebermos que podemos chegar a centenas ou milhares de pessoas e num português nem sempre cuidado. De qualquer modo há uma…

Bloco de notas

No final da semana compramos um bloco de notas para podermos ir apontando o que fossemos encontrando aqui na terra durante o fim de semana. Não nos referimos ao que está por fazer, porque para isso um bloco não chegaria, mas ao que estivesse a acontecer. Centrámos a atenção ao que estivesse a ser organizado…

Uma baixa

A partir de hoje a câmara deverá ficar a ser governada apenas pelo Vicente. Pelo que foi sendo dito no final da semana, o Álvaro deverá hoje meter baixa por trinta dias e deixar a câmara entregue a apenas uma pessoa. Depois de ter sido aconselhado a retirar-se, perante a incapacidade que tem mostrado de…

Remendos

Pelo que hoje se pode ler, a Isabel deverá começar a dedicar-se à costura, não para coisas novas mas apenas para remendos. Pelo que ela terá afirmado, a sua função irá ser a de “remendar” as ruas uma vez que a câmara não lhe dá os meios para poder fazer um trabalho como deve ser.…

As reuniões

Depois da queda da coligação e da redistribuição de pelouros, a forma como os vereadores se passaram a sentar na mesa de reuniões alterou-se. Na última reunião já foi visível essa mudança. À medida que os problemas se vão acumulando, as reuniões começam a soar, cada vez mais, à última ceia. Nunca se sabe quando…

Estradas das matas

Um dos problemas aqui do concelho tem a ver com os acessos. As estradas das matas são disso exemplo. Só com viaturas especiais é possível andar-se na mata, tal é o estado em que as estradas se encontram. Até à pouco tempo a justificação que era dada prendia-se sempre com o facto de as obras…

Traição

Já antes o dissemos e repetimos: a vida privada dos políticos é algo que apenas a eles diz respeito. Começa, no entanto, a ter relevância quando isso pode começar a por em causa a terra e a sua governação. Desde há muito que se pode ouvir o Álvaro lamentar-se dos seus problemas pessoais. Claro que…

Boa conduta

Durante as férias, a câmara aprovou as regras que deve seguir em relação à sua conduta e tratamento que deve ter com os munícipes. Todos esperam ter um atendimento dentro do que é normal e aceitável, com educação, cortesia e rapidez. Sabe-se que isso é muitas vezes uma esperança vã. As regras devem ser seguidas…

De novo o relvado

Um dos momentos embaraçosos do último mandato foi o que está na imagem. O protocolo que o Álvaro se apressou a dar a conhecer à comunicação social mesmo antes de o transmitir aos elementos da câmara. O protocolo deu no que se sabe e desde então que a câmara parece assobiar para o lado. Na…

Os prometidos Centros

A questão dos Centros Educativos parece ter acalmado e quase já nem se fala no assunto. O PCP usou esse tema para romper com a coligação mas não há conhecimento de que alguma coisa mais tenha sido feita. Provavelmente porque andam ocupados com as legislativas, o assunto parece estar em lume brando. Quando ontem ouvimos…

E se viessem para cá?

Não há jornal ou noticiário que não fale no problema dos refugiados. Quanto ao que está a acontecer, há os que estão contra aceitarem-se essas pessoas, há os que estão a favor e os argumentos são tão válidos num como noutro sentido. Eles são refugiados porque vêm de países onde não têm condições para viver,…

Sem mãos a medir

O Álvaro veio ontem, finalmente, dar a conhecer qual a sua decisão. Com a desculpa de que o quis fazer apenas depois da reunião e a dar a conhecer primeiros aos membros do executivo, lá veio dizer que vão ficam com ele a generalidade dos pelouros. Está-se mesmo a ver que ele não irá ter…

Assim se vai por aqui

A reunião de ontem foi estranha. Depois da PCP ter batido com a porta à governação, esperava-se que houvesse mais discussão. Nada. Os eleitos do partido parecem estar a acatar as ordens de não fazerem ondas para já e de deixaram a poeira assentar. Quase que se pode dizer que o momento alto foi quando…

Primeira reunião

Está a decorrer a primeira reunião desde que a coligação caiu. É a primeira desde que o Vítor e a Alexandra ficaram pendurados ao lado dos demais elementos da oposição. Depois de tudo o que aconteceu, do muito que foi dito, hoje estão todos a comportar-se com uma cordialidade que não é mais do que…

(S)Em Manutenção

Há uns dias o Álvaro afirmava que “mais que qualquer outra Cidade do país, a Marinha Grande é a Cidade das Bicicletas. Todos os que são da minha geração, e alguns mais novos, ainda se recordarão decerto dos milhares de bicicletas que diariamente circulavam por toda a cidade, por todo o concelho. Temos uma orografia…

Novos pelouros

Foi já tornado público a distribuição de funções na câmara depois da queda da coligação. O Vicente passa a ter, além do que já tinha (recursos municipais e desenvolvimento de infraestruturas) a área administrativa e modernização, que inclui os recursos humanos e modernização administrativa; a área de relações externas, que inclui o apoio à AM,…

Nada de nada!

Passaram já vários dias desde que a coligação terminou. Depois das diversas acusações que foram feitas, aqueles que foram eleitos seguem um caminho de total alienação em relação aos que os elegeram. Ninguém sabe o que se passa e as férias parecem ser a desculpa para tudo. É como se a terra tivesse parado nas…

Os Centros avançam

Pelo que se pôde ler há pouco, a câmara negociou e terá conseguido um investimento de três milhões e meio de euros e irá manter a candidatura para mais cinco. Se a isto juntarmos o facto de o Vicente ter já informado que irá manter a candidatura para a construção de Centros Escolares, não parecem…

O futuro

Da ronda de conversas que o Álvaro está a ter com os membros da oposição, falta ainda tê-la com o Santos. Não se espera, no entanto, que daí venha a resultar alguma alteração ao que se prevê que irá acontecer. Com o pelouro da educação já entregue, os restantes mantêm-se ainda nas mãos do Álvaro.…

As ausências

Agora que se está a iniciar um novo ciclo no que diz respeito à gestão camarária e em que os vereadores da oposição poderão ser chamados a intervir de forma mais activa, fomos dar uma vista de olhos ao que foi a sua intervenção ao longo dos últimos dois anos. Fomos ver quantas vezes os…

Técnico de profundidade

Com os pelouros ainda por entregar, e ainda sem que tenha tido lugar a reunião com o Logrado, estivemos a pensar quais seriam aqueles pelouros que poderiam ser entregues aos vereadores da oposição. Há um que se destaca: o que faz a gestão do técnico de profundidade e dos cemitérios. Parece-nos  que esse pelouro poderia…

Segunda reunião

A primeira reunião já terminou. Foi entre o Álvaro e o Aurélio e, pelo que conseguimos saber, não houve feridos. Para o fim de semana está prevista a segunda reunião entre o Álvaro e o Logrado. Se com o Aurélio não houve sangue, também não se prevê que isso venha a acontecer com o Logrado.…

Fora e dentro

Começou hoje a ronda de contactos entre o Álvaro e os eleitos da oposição. Não se prevê que dali saia alguma coisa, ainda mais depois de lermos a posição do Aurélio, mas há que esperar. Acreditamos que o mais certo será que o PS fique com todos os pelouros. Para a semana já se saberá.…

Apareceu!

Uma semana e muito depois, o Álvaro deu sinal de si. Num comunicado publicado às 14.10, o Álvaro dá a saber que irá continuar no lugar para o qual foi eleito. Sem deixar de atribuir as culpas para a queda da coligação à Alexandra, assume, no entanto, uma posição de quase mendicidade. Deixa o pedido…

Sem solução

Depois da queda da coligação, esta semana foi a primeira vez que o PS reuniu. Não se esperava grande desenvolvimento mas esperávamos que o Álvaro aparecesse já com uma ideia sobre o que fazer no futuro. Qual Cristo que transporta uma cruz pesada, o Álvaro apresentou-se apenas com mais do mesmo. Nem uma solução apresentou…

Que futuro?

Com a queda da coligação e sem que haja qualquer espécie de comunicação por parte dos que foram eleitos, desconhece-se qual será o futuro da terra. Muitos cenários são possíveis e, como é evidente, não irá ser perguntado aos eleitores o que pensam sobre isso. Os partidos e movimentos independentes irão actuar de acordo com…

As férias continuam

A coligação terminou e não deixa de ser estranho que da parte do Álvaro não haja uma única comunicação. A única coisa que se pode ler dele foi a de que estava em férias e, como tal, não se pronunciava. Já a Alexandra se queixa de ter sido interrompida nas férias. É como se, para…