Estacionar com cheiro

Muitos e muitos meses depois de terem sido colocados os parquímetros no centro da terra, há coisas que ainda não mudaram. Além do talão que as máquinas fornecem a quem põe moedas, antes de se chegar à máquina deveria haver um fornecedor de máscaras para ajudar a lidar com o mau cheiro! Quem quiser estacionar…

Comboio no centro. Sim ou não?

A propósito da petição que está ainda a circular sobre o “comboio de lata” e a intenção de o trazer para o centro, não nos passou ao lado o que ontem apareceu escrito sobre esse assunto. Sobre a intenção de alguns quererem o comboio no centro, o Álvaro terá dito que “Acompanhamos com atenção todas…

Assumir de responsabilidade

Demorou uns dias até que a obra que poderá custar muito dinheiro aos cofres da câmara fosse embargada. É uma decisão acertada, pecando possivelmente por tardia. O embargo leva, no entanto, a que se possa começar a prever qual irá ser a decisão final que irá ser tomada. A concretizar-se o que parece ser evidente,…

Procura, mas não encontra!

Num altura em que a terra parece ter parado no tempo, em que nada acontece, lembrámos de usar um motor de busca para encontrar novidades. O resultado foi nenhum. Procura mas não encontra! Quando há umas semanas escrevíamos sobre a colocação do outdoor na rotunda como forma de aquele espaço estar ocupado sem que fossem…

Sede vai abaixo

Nem sempre a câmara é culpada de todo o mal que acontece aqui na terra. Se há situações em que não se consegue encontrar uma justificação para algumas das decisões que são tomadas, outras há em que tem que se aceitar que existe alguma preocupação com o que acontece. Infelizmente há mais que se possa…

O dinheiro da TUMG

A semana passada ficou-se a saber que a TUMG tem dinheiro aos montes. Acreditamos que as reuniões da administração sejam passadas a contar as notas! Desde o início que se sabe que aquela empresa é subsidiada pela câmara. Concorde-se ou não, esse é um facto. Parte-se do principio que a empresa não é auto-suficiente. Não parece…

Ajustes directos

Quando damos uma vista de olhos pelos regulamentos pelos quais a câmara se rege ficamos com a ideia de que todos eles têm autoria naqueles que trabalham câmara. Não é assim! Apesar dos muitos técnicos que a câmara tem, a elaboração do regulamento para abastecimento de água foi entregue, por ajuste directo, a uma entidade externa.…

Design Center, até quando?

Quando há um ano a câmara surgiu com a ideia da marca do design, Design Center, ficámos com a ideia de que iria ser mesmo uma marca que iria vingar, ao contrário do que aconteceu antes. Qual o nosso espanto quando encontramos uma marca, registada, com o mesmo nome mas que é propriedade de uma…

Custo da rapidez

Ontem foi notícia o facto de poder passar a pedir-se indemnização ao Estado por atraso nas decisões. Esta notícia fez-nos recordar assuntos que estão pendentes de decisão por parte da câmara. À mente vem a questão do jazigo, a conclusão das obras junto à Resinagem e tantas mais que têm andado ao sabor do tempo, sem…

Reconhecimento de incapacidade

A semana passada lemos o artigo do Pedrosa em que faz apologia a que seja criado mais um pelouro, o da indústria. É uma daquelas ideias contra a qual dificilmente se consegue ir contra. A ideia de dar trabalho ao Santos ou ao Logrado não deixa de ter a mensagem que tem vindo a ser…

Este ano há!

Este ano não nos podemos queixar de não existir a Feira de Abril. Ela está aí. Não se pode dizer que seja o que esperávamos. Depois de vermos o pouco que ali está não acreditamos que aqueles que decidiram ali instalar-se fiquem até ao final do mês uma vez que não parece que possam ter…

Coelho da Páscoa

Hoje a reunião não teve pontos altos que merecessem destaque. Se havia quem pensasse que poderiam surgir algumas explicações sobre o assunto que pode dar chatices, a expectativa saiu lograda. Nem uma palavra. Pode assim dizer-se que o que de mais anormal houve na reunião foi o facto do Santos poder ter-se parecido com o…

Ruptura

Depois de um ano e muito de governação, o buraco na câmara aumenta. Não nos referimos a qualquer cataclismo que tenha deitado abaixo alguma obra! Referimos ao facto de, por não terem cumprido com o que estava no acordo, o PSD ter já comunicado ao PS que não deviam contar com eles como parceiros. Se…

A petição e o gozo

Desde sempre houve uma mistura entre o clero e a política. Raras foram as vezes em que isso não se traduziu numa tentativa, quantas vezes conseguida, de uma vontade se impor sobre a outra. Raras também foram as vezes em que isso não deu confusão. Um dos exemplos mais conhecidos da história é o de Richelieu.…

Os mimos

Sempre que há um qualquer assunto que envolve o PCP, o comportamento a que estamos habituados é o de se manter o silêncio. Actuam como os “mimos”. Vão tentando passar a mensagem que querem sem nunca dizerem uma palavra. Sobre o que se tem passado na câmara e que hoje foi noticia em todos os…

A rede

Há dias líamos um texto que dizia que vivemos num país onde nunca são assumidas responsabilidades por parte de quem manda. No Governo tem sido assim. Houve já vários problemas mas nenhum ministro colocou a cabeça no cepo, tendo sido sempre aqueles que estão abaixo quem foi demitido ou se demitiu. Na quinta-feira, na reunião,…

Como se nada fosse!

Um dos argumentos que é usado por todos os responsáveis na câmara para que não se faça isto ou aquilo é sempre o da falta de dinheiro. Como é evidente, não há nem pode haver dinheiro para tudo. Há, ainda assim, formas de o poupar! Depois do que se soube e tem vindo a saber…

Telhas de vidro

Na reunião de quinta o assunto que está a dar algumas dores de cabeça a alguns membros do executivo camarário houve algo que não se percebeu. Já se sabe que em reuniões anteriores a Alexandra esteve presente e votou assuntos relacionados com aquela obra apesar de todas as dúvidas que existem em relação a algum…

Não diz!

Espera-se que um autarca não esconda informações e que, quando questionado, não seja evasivo nas respostas que dá. Esse é um dos pressupostos da transparência que se espera receber dos órgão camarários. O Álvaro encontrou uma forma de dar um novo conceito ao que é a necessidade de tudo ser dito. Há dias, quando questionado sobre…

Perda de mandato

Hoje percebeu-se a razão de não ter sido divulgada a ordem de trabalhos. Havia uma assunto quente para discutir e que dará em uma de duas coisas: ou perda de mandato ou indemnização avultada. Vamos aos factos: Em 2010 o Álvaro anunciou um projecto para S. Pedro que teria sido conseguido graças à sua acção.…

Será lata?

Com o dia de Sábado cheio de eventos, parece ser óbvio que o Álvaro não irá conseguir estar em todos ao mesmo tempo e terá que enviar representantes para que possa marcar presença. De entre os eventos, há o da inauguração da sede da Associação do Comboio de Lata. Uma das possibilidades será a de…

Fome em fartura

Diz-se habitualmente que não há fome que não dê em fartura. Não que seja sempre assim mas no Sábado será! Já se sabia que iria haver dois eventos agendados para a mesma hora. Estávamos enganados! São, pelo menos, três! Também na escola, na Guilherme Stephens, vai haver um evento que costuma levar muita gente. Também…

Amanhã há reunião?

Quando visitamos o site da câmara à procura de informação actualizada, damos de caras com o que já começa a ser habitual. Amanhá há reunião? Uma vez mais, os munícipes que possam ter interesse em assistir à discussão de um ou outro assunto, a menos de 24 horas do início da reunião não sabem o…

A demissão

Quem vota é apenas chamado a ter conhecimento das intenções dos políticos quando se chega às eleições. Depois delas e até ao momento em que começam as campanhas, tudo vai acontecendo como se os eleitores não existissem. Já se sabe da intenção da Alexandra de poder vir a concorrer ao lugar de topo da câmara.…

Sniper

A semana passada assistiu-se a um autentico campo de batalha onde a mais recente aquisição do Álvaro fez o papel de “sniper”. Se da parte do Álvaro lemos um direito de resposta, onde se mostrou profundamente ofendido com o que tinha lido na semana anterior, da parte do Nelson os disparos foram em vários sentidos.…

Obrigado!

Desde há algum tempo que temos vindo a acompanhar o que tem sido o esforço que alguns fazem para manter vivo o que aqui existia na terra. Sem desprimor para qualquer outros, há quem tem tentado manter viva a arte de trabalhar o vidro mesmo contra tudo o que tem tido contra. Sempre que visitamos…

Nada para fazer

Uma vez mais não se podem fazer comparações. Estivemos a ver o que fazer este fim-de-semana aqui na terra e chegámos à conclusão a que habitualmente chegamos: vamos fazer o que o Álvaro acha que “felizmente” podemos fazer e sair de cá! Não há nada que ver ou que fazer e, para batermos com o…

Invenção da roda

Desde há muito que se sabe que um dos problemas da terra tem a ver com o centro tradicional. Durante os já cinco anos e tal que o Álvaro está à frente da câmara que nada mudou. Aliás, mudou mas para pior. A desertificação aumentou e ninguém parece estar preocupado em fazer o que quer que seja…

Não incomodar

As comemorações do dia de elevação a cidade já lá vão e pode fazer-se o balanço do que aconteceu. Como era previsível, estiveram presentes aqueles que são pagos para ali estar e os que por dever de ofício não podem deixar de comparecer. Na Casa da Cultura não chegaram a estar três filas de cadeiras ocupadas.…

Falta de ideias

Se há coisas que se sabe que o Álvaro detesta é quando se fazem comparações entre o que acontece aqui e o que e passa em Leiria. Só fica mesmo mais bravo quando alguém diz a verdade e afirma que a gestão da câmara de Leiria é melhor do que cá. Há dias o Álvaro…

Convites

Há dias, quando foi feita a homenagem ao Jorge Martins, o Álvaro queixou-se de o convite feito não ter tido a dignidade que a pessoa merecia. Hoje comemora-se o dia de elevação a cidade e tivemos curiosidade em ver de que modo era feito o convite por parte da câmara às pessoas que eles acham…

Sem solução

O problema do trânsito provocado pela vidreira ficou, mais uma vez, sem solução. Os que decidem, decidiram não decidir nada! Vai ficar tudo como está até data incerta. Há que reconhecer que o problema não é fácil e que não haverá uma solução milagrosa que consiga retirar toda aquela quantidade de trânsito das mesmas vias.…

Por respeito?!

Há dias o Vítor disse algo que, vindo dele, não conseguimos entender. Uma das coisas que repete várias vezes é o facto de, segundo ele, ter conhecimento do que é o movimento associativo. A propósito do que aconteceu no Carnaval e de uma acusação da ACAMG de falta de apoio por parte da câmara, o Vítor…

Dormir no serviço

Não existirá coisa pior do que perturbar quem descansa. Claro que há os incansáveis que nunca dormem em serviço! Isto vem a propósito do Álvaro se ter oferecido há dias para sair do seu descanso para ir abrir a câmara sempre que o Aurélio precisasse. É uma atitude bonita que é pena não ser um…

Desconto no IRS

Já muitos andam atarefados a preencher a declaração de IRS. É aquele momento do ano em que a barriga dói sempre mais do que devia. É o momento em que se sabe quanto se vai pagar de imposto, sabendo-se que parte desse nosso dinheiro é tantas vezes gasto para pagar os erros de quem manda…

O aniversário

Esta semana comemora-se mais um aniversário da elevação da terra a cidade. Não vamos voltar ao tema de a terra pouco se parecer com uma cidade e se a opção de a elevar a cidade foi melhor do que mantê-la como vila. Opiniões há-as em vários sentidos e nós já antes dissemos o que pensamos…

Saiam

A afirmação é do Álvaro. Há dias, quando o Santos se queixava do deserto em que o centro tradicional de transformou e continua a ser, o Álvaro afirmou que “felizmente” as pessoas podem sair cá da terra. Já se sabe que o dom da palavra é algo que nem todos têm e, no caso em…