Coisas estranhas

Há nove dias, a câmara deu a conhecer que tem em curso a obra da Rua da Almoinha Velha e Rua Esquerda na Moita. O valor que pelo qual a obra foi adjudicada é o que consta no anúncio. O preço base era de 376.257,26 €. Mas há coisas que são estranhas ou, pelo menos, mal…

Sem Governo

Quase um milhão de euros é quanto vai custar a remodelação do Centro de Saúde. A câmara comparticipa com metade e, quanto a isso, não há muito a dizer. Estão a fazer o que tem que ser feito. O problema reside no facto de, também nesta matéria, o Governo do Costa ser parco em soluções…

Fazer mal feito

A câmara adjudicou a uma empresa a colocação de madeiras na zona de S. Pedro. Pelo que dá para ver, os trabalhos estão já concluídos e pode-se ver já o que foi feito. Demos uma vista de olhos ao que foi feito há uns anos e ao que agora colocaram e as diferenças são notórias.…

Bilheteira

Enquanto hoje olhávamos para o computador, imaginámos o que seria podermos aceder a uma bilheteira electrónica e comprar bilhetes para podermos ir logo ao cinema. Sem que tenhamos forma de contactar a Célia para que ela reserve bilhetes, optámos por comprar para um dos cinemas em Leiria. Assim já vamos com tudo tratado sem necessidade…

Feito, mas tarde!

Há anos que os passadiços, se é que assim se podem chamar, estão impróprios para utilização. Agora, no final do verão, alguns já estão reparados. Nada há a dizer em relação ao que foi feito a não ser o facto de, mais uma vez, ser extemporâneo. O verão está a terminar e só agora se vêm…

Detalhes

Há algum tempo a rua ao lado da principal avenida foi alcatroada. Hoje quem passa naquela estrada consegue perceber bem que algo não foi bem feito. Os pneus do carro dão perfeita conta de que as tampas de esgotos estão ali para mais cedo ou mais tarde estragar algum. Se há coisas que não custam…

O concurso

Quando se tem no executivo camarário pessoas que tiveram na vida civil contacto com crianças, fica-se sempre com a ideia de que não haverá razões para preocupação nessa áreas. Claro que a experiência dos anos anteriores com a Cidália não permitia grandes garantias de que essas preocupações não deveriam existir. Ficou a esperança de que…

Sem comida

Ontem teve lugar mais uma reunião extraordinária na câmara. Quem decide não consegue fazer com que todos os assuntos sejam discutidos nas reuniões ordinárias e as extraordinárias sucedem-se. No que diz respeito à reunião de ontem o assunto é de tal modo grave que deu imenso jeito que fosse discutido à porta fechada. Em causa…

Responda quem souber!

Um frequentador aqui do Largo alertou para uma questão que, procurámos encontrar resposta, está em aberto. A imagem é do pavilhão da Nery. Ali pode ver-se a existência de tabelas de basquetebol que podem ser deslocadas de um lado para o outro. Como naquele pavilhão se praticava mais andebol, as tabelas foram levadas para os…

Gestação

Todos sabem que um bebé demora nove meses a nascer. Não pode ser o medico/a que ajuda o nascimento do bebé a colher os louros de todo o ‘trabalho’ de gestação. Quando se visita o perfil do Facebook do Caetano ficamos com a ideia de ele se coloca na posição de colhedor de louros de…

Quem espera…

Há quem diga que “quem espera, sempre alcança”. Aqui na terra funciona de modo diferente. Quem espera… desespera. Tivemos conhecimento de, pelo menos, uma reclamação de um munícipe que em Outubro do ano passado pediu intervenção numa das ruas do concelho. No dia seguinte ao pedido de intervenção o Caetano respondeu dizendo que “Tratarei de…

Os critérios

Desde há muito que é difícil entender os critérios que levam a que a uns clubes sejam atribuídos subsídios ou apoios num valor enquanto que a outros são atribuídos apoios de valor diferente. A ausência de um regulamento que defina de forma clara e sem margem para dúvidas a atribuição desses apoios leva a que…

Olha o Carapau JPP (II)

Na passada semana na sua crónica no JMG no ponto 2., o Sr. J.P.P. (sociólogo), enaltecia a boa vontade de um marinhense que se deslocou, propositadamente, à Praia da Vieira para comprar uns quilos de carapaus ajudando deste modo a economia local e ao mesmo tempo preservando a “Arte Xávega”! Dizia ele, que o referido…

E análises?

O conteúdo deste copo parece ter sido obtido no Rio Lis, mas não foi! É água tirada de uma torneira aqui no concelho. A água hoje sai assim e seria interessante que a câmara, tão preocupada que se mostrou a desmentir o resultado das análises feitas pela autoridade de saúde, apresentasse resultados de análises feitas…

De novo a água!

Desta vez a água falta em algumas zonas do concelho. A água ou não sai ou se saí é tão pouca que para encher um copo demora. Assim estamos em mais um dia muito quente em que as autoridades de saúde aconselham a que se beba muita água. Mas, bem vistas as coisas, que sabem as autoridades de saúde quando temos uma autarquia que sabe muito mais do que eles!