Perigo no parque

Já há uns tempos que não passávamos pelo parque mais antigo da terra. É sabido que a única coisa que trás gente à terra é a existência dos parques. É a única coisa que se vê que foi feita nos últimos anos em beneficio da terra. Infelizmente as preocupações com os parques ficam-se pelos momentos da sua inauguração ou…

Entrar no esquecimento

É normal dizer-se que apenas glorificamos os mortos e que esquecemos os vivos. É verdade que assim é. Mas, na maioria das vezes, as honras são dadas não tanto para que possa ser honrada a memória dos que faleceram mas para que os que prestam as homenagens possam aparecer nas notícias. A uma das pessoas…

Desatenção cultural

Muito se fala em cultura na terra. A câmara diz que patrocina eventos, apesar de não divulgar o pouco que faz. Agora que não há bienal e já não se vão gastar os quase cem mil euros no casal para vir organizar o certame, é importante não esquecer que temos ainda artistas na terra que…

Centro Fantasma

Acabámos de vir de dar uma volta a pé. Com uma noite amena, nada como esticar as pernas. Tudo correu bem até ao momento em que tivemos a triste ideia de ir pelo centro. Não somos muito apreciadores de filmes de terror e quando chegámos ao centro sentimos que estávamos no meio de um. Já algum tempo…

O portal da câmara

Tentamos, tanto quanto nos é possivel, estar informados sobre o que se passa na terra. Como não temos nenhum meio de comunicação social diário, tentamos procurar junto das entidades oficiais algo que nos possa dar informação sobre o que está a acontecer e o que vai ter lugar. Não é a primeira vez que notamos…

Pode não ser, mas…

Tem sido notícia mais uma empresa que colocou na rua vários trabalhadores. Já nem nos deveríamos espantar mas há coisas que podendo não ser, parecem. Neste caso, pode não ser mas parece ser aquilo a que muitos chamam de vigarice. Desde há algum tempo que há coisas que se sabem que faziam prever o que…

Como estragar dinheiro

Sempre que passamos junto às finanças, ficamos com a sensação de que ali está muito do nosso dinheiro. Não nos referimos aos impostos (que são muitos) mas ao que muitos apelidam de “rotunda gay“. Ao fim de todos estes anos, ainda não conseguimos encontrar ninguém que nos explicasse a razão de ter sido ali feita…

A patroa

Quase todos sabem que na câmara a distribuição de poderes é feita de um modo diferente do que na generalidade das autarquias. Pelo que conseguimos saber, apesar de, quando foi eleito, o Álvaro ter afirmado que ela não iria entrar para a câmara, quem tem mais poder lá dentro é quem não se sujeitou sequer…

As cantinas

Hoje aqueles que necessitam de ajuda têm mais um sitio onde poder ir. Não sabemos ainda quais as condições que é necessário ter para que se possa beneficiar deste novo apoio, mas é um serviço que apreciamos e que achamos necessário. Sabendo que as entidades publicas nada fazem para auxiliar aqueles que necessitam de ajuda,…