Os números

Muito se tem lido e falado sobre a revisão que foi aprovada com os votos favoráveis do PS, abstenção do PCP e voto contra do MpM, mas não foi dado ainda a conhecer aos munícipes aquilo que está em causa. Deixamos, por isso, o que são os números que estão em causa.

Identificação!

Tivemos conhecimento que está a ser pedido à entrada dos serviços camarários, melhor dizendo, no próprio edifício da câmara a identificação de quem quer lá entrar. Desconhecem-se as ordens que foram dadas por parte de quem coordena os serviços, mas não deixa de ser algo estranho. Em vez de facilitarem o acesso dos munícipes, parecem…

Duas faces

Na assembleia municipal o Curto fez afirmações que podem ser entendidas como tendo sido em defesa do executivo camarário. Quase todas as situações têm quase sempre duas versões e parece-nos útil que possamos dar a conhecer tudo.

A conveniência das festas

As festas da cidade têm mais um dia o que faz com que vá cair mesmo em cima da quinta-feira da ascensão. E que conveniente isso é! A Célia tem-e desdobrado em argumentos para justificar que este aumento de um dia serviu para satisfazer uma pretensão das colectividades que reclamavam por mais um dia. O…

Bom exemplo!

É indiscutível que as estradas do concelho estão uma miséria. Todos o reconhecem. Sempre que vemos uma obra a ser realizada por particulares ficamos sempre à espera que surjam as habituais valas para que se façam as ligações ao saneamento, gás e tudo o mais que é necessário. Há dias passámos numa da estradas da…

Estudantes

Na semana passada ficou-se a saber que é intenção da câmara comprar a antiga Albergaria Nobre, por cerca de 250 mil euros, e transformar aquele espaço numa residência de estudantes. Articulando essa intenção com o que foi dito há umas semanas pela presidente para o que pensa colocar na antiga FEIS, fica-se sem perceber afinal…

Ainda a execução orçamental

A semana passada, na reunião de câmara, a Cidália afirmou que este ano há menos cerca de um milhão de euros do que o ano passado do saldo de caixa para transferir. Usou esse argumento para defender a ideia de que foi feita mais obra do que o ano passado. Naturalmente que quando há o…

Ignorância

O melhor é manter os munícipes na ignorância. É impressão ou a senhora vereadora está arrogante, num misto de incompetência e incapacidade de dar resposta? A senhora vereadora não deve estar habituada a transparência, ainda que isso seja algo que dê trabalho.

Obras… sem data prevista

Na reunião da semana passada ficou-se a saber que há obras que não ão avançar tão depressa. Melhor do que o que possamos escrever sobre isso, há que deixar os eleitos dizerem-no eles próprios. De notar que a adutora, que era para começar em breve, segundo disse o Caetano há umas semanas, não tem projecto sequer ainda! Um dia ficamos mesmo sem águas!

Vergonhoso

Apenas há eleitos porque o 25 de Abril teve lugar. Tal como nós, eleitores, a liberdade para poderem representar os eleitores apenas existe graças ao 25 de Abril. Esperava-se que os eleitos honrassem o lugar que os munícipes lhes deram estando presentes para celebrar o dia mais importante da democracia Portuguesa. Não foi o que…

36 horas

Depois de ter saído a agenda municipal onde vêm publicitadas obras que nos parece ir contra o parecer da CNE, solicitámos informação àquela entidade. Na sequência disso, a Cidália foi notificada às 16:57 para, em 36 horas, dizer de sua justiça. Agora há que aguardar.

Ao serviço da máquina

25 de Abril é o marco a partir do qual todos passaram a ser tratados de forma igual, independente das suas convicções. Não é assim em todo o lado, apesar de alguns baterem com a mão no peito arrogando-se paladinos da liberdade. Na sessão solene que teve lugar no salão da câmara, reservado apenas a…

Sem planificação

Já lá vai o tempo em que para se saber como iria estar o tempo, passe a repetição, se tinha que adivinhar. Há muito que se consegue saber o que vai acontecer na semana que vem, se vai chover ou fazer sol. Na câmara ainda devem estar agarrados ao ‘borda d’agua’ para poder fazer a…