Onde está o botão?

Hoje saiu num jornal de Leiria uma foto de uma reunião de câmara de lá. Nela pode ver-se todos com computadores postáteis à frente. É assim já em muitos locais, com as câmaras a porem a informática ao serviço deles próprios e dos munícipes. Não pudémos deixar de sorrir ao imaginar como seria se aqui…

Música, a que preço?

Uma terra com actividade cultural intensa não pode passar sem ter os instrumentos essenciais que permitam por em andamento os espectáculos que tem agendados. Nada de enganos! Não nos referíamos à nossa. Actividade cultural intensa é nas outras. Cá vamos tendo algumas coisas pontuais. A casa da cultura foi emprestada para as marionetas e teve,…

Regras de protocolo

Ainda a propósito do que aconteceu no Domingo, com o Álvaro a fazer-se representar pelo novo adjunto, fomos dar uma vista de olhos às regras de protocolo nacionais. De acordo com essas regras, um Presidente de Câmara tem o mesmo estatuto protocolar de um Ministro. De acordo com elas, o Primeiro-Ministro pode fazer-se representar, em…

A representação

Não deverá haver quem não tenha momentos em que se sinta em baixo. Cada um tem os seus motivos. Uns podemos adivinhar, outros dizem respeito a cada um. No Domingo acreditamos que o Vicente terá sido uma das pessoas que se sentiu em baixo. Tudo isso porque nas comemorações do 18 de Janeiro o Álvaro…

18 de Janeiro

Comemora-se amanhã mais um aniversário da revolta operária de 1934. Apesar de não ser um assunto que se estude nas escolas, não nos parece que seja um eu deva entrar no esquecimento. Representa muito do que o povo Marinhense já foi. Sabe-se que a câmara contribui sempre com dinheiro para a organização e parece-nos que…

As fontes

Há coisas que se entendem, outras há que são de difícil compreensão. Ontem foi noticiada uma eminente ruptura da coligação que governa a terra. Já há muito que se sabia de alguns problemas e é normal que a oposição possa querer usar alguma coisa de que tenha conhecimento para tentar desestabilizar. Quando isso vem nos…

A que título?

Nem sempre se consegue entrender a forma como os nossos políticos agem! Claro que isso não é novidade! Lemos uma reclamação da direcção de uma colectividade queixando-se de não ter contado com a presença do Álvaro no almoço de aniversário. Entende-se que ele possa não conseguir estar em todo o lado e deveria ter enviado…

Porta a flutuar

Uma das coisas que não é dificil de fazer é manter uma porta de madeira à tona. Há até um filme que termina assim! Por cá também tem sido mais ou menos fácil manter a porta a flutuar. Com os atrasos que tem havido para que se decidisse alguma coisa, a porta tem conseguido manter-se…

Quanto tempo?

A coligação entre PS / PCP dura já há mais de um ano. Apesar de terem defendido ideias diferentes durante a campanha, após a coligação tem-se notado existir uma identidade de ideias e procedimentos entre todos. A coligação é, ainda assim, contrária a tudo o que seria esperado. O PS e PCP pouco ou nada…

Presumir para decidir

Quando temos conhecimento das decisões que são tomadas pelos que mandam na câmara, a ideia que temos é a de que estão seguros do que fazem. Pensamos sempre que o que decidem é assente em convicções seguras do que estão a fazer. Não é assim! Na reunião que foi feita mesmo ao encerrar do ano…

De fome a fartura

Não, o Vítor não está assim tão disforme nem tão gordo. Apesar de ter inchado um pouco desde que é vereador, ainda não se nota diferença no seu aspecto. Mantém as mesmas sapatilhas de sempre e a mesma aparência. A imagem tem a ver com um dito popular que diz que não há fome que…

O sorteio das nomeações

Quando o Álvaro iniciou este mandato decidiu reconduzir a Tereza e nomeou o Amândio. Nem um palavra disse quanto às razões das nomeações. Escudando-se sempre no argumento de que as nomeações são matéria da sua competência, nunca explicou o porquê de ter colocado ao seu lado quem colocou. Se em relação à Tereza se sabe…