O peso

Sabe-se que não é possível criar-se a nível autárquico uma ‘geringonça’ como aquela que o Costa conseguiu montar a nível nacional. Nas autarquias quem tem mais votos é quem é eleito presidente de câmara. Aqui na terra sabe-se que nas últimas autárquicas foi a Cidália quem ficou com mais peso em termos de resultado eleitoral,…

Estar acomodado

Não somos dos que dizem que os eleitos com pelouro têm uma vida fácil. Foi para isso que se candidataram, mas reconhecemos que têm uma agenda preenchida que os retira daquilo que o comum dos cidadãos pode fazer, podendo-se dizer que não têm grande possibilidade de ter uma vida pessoal. É o preço de quererem…

Desembainhar a espada

A Alexandra ontem como que desembainhou a espada. Será difícil discordar-se daquilo que disse na reunião e fica a esperança de que possa ser consequente com o que afirmou. Deu, aliás, tempo demais para que alguma coisa começasse a ser feita. A oposição tem deixado andar, como que na esperança de que o executivo permanente…

A rainha cá do burgo

Se houvesse dúvidas sobre aquilo que a Cidália pensa sobre a sua governação, hoje ficaram dissipadas. Em certa altura tivemos a esperança que a forma como fala fosse apenas para tentar convencer quem a ouve e não tanto porque fosse aquilo que na realidade sentia. Hoje ficou-se a perceber que está mesmo convencida de que…

Hoje há!

Quem acompanha as reuniões de câmara e gosta de saber quais os assuntos que vão ser discutidos fica com a ideia de que hoje não há reunião de câmara. A conclusão é simples: não foi publicada a ordem de trabalhos. É mais uma falha da autarquia que não cumpre com o que está previsto. Mas hoje vai haver reunião de câmara e será interessante ouvir a Cidália dizer que tem que se cumprir o regimento e impor esse cumprimento, quando não cumpriram com a publicitação que é obrigatória. Fica-se sem perceber porque é que umas coisas são para respeitar enquanto outras passam ao lado!

Duas caras

Uma das coisas que mais espanta ao longo deste interminável mandato autárquico é a falta de resposta que existe às solicitações que vão sendo feitas pelos vereadores que, em conjunto, representam mais munícipes. Se por um lado há os risinhos e as tentativas de mostra que são afáveis, por outro existe um completo desrespeito por…

Estar a mais

Assistimos ontem às marchas, com muita tristeza. E desta vez, veja bem como é que é possível dizer isto, a culpa não é da câmara. Se para um evento realizado recentemente de envergadura nacional foi a dificuldade que foi para darem 1.000€, neste caso são dados milhares de euros, fechadas estradas, montadas bancadas, para tentar…

Mesmo sem aquecimento

A edição da Time deu destaque ao Guterres por causa do aquecimento global. Não conseguimos ainda perceber o que é que ele fez até ao momento, mas são critérios editoriais. Sem que queiramos imiscuirmo-nos nas opções editoriais de tão conhecida revista, parece-nos que poderiam ter dado algum destaque ao que se passa aqui no concelho…

Nem amarrada!

Há dias, numa das reuniões de câmara, foi afirmado que o Caetano tem por hábito dizer que está tudo tratado, mas depois nada aparece feito. É, sem dúvida, a sua imagem de marca. Com os sorrisos àquilo que apenas ele acha graça, vai dizendo que tudo está tratado, mas vai-e a ver e não está.…

A lição

O ex-presidente da Assembleia Municipal parece ter-se cansado do que vê não ser feito no concelho e vem, e bem, dar sugestões. É estranho como é que quem governa não consegue perceber aquilo que afinal há mais quem veja que falta ser feito. Pode ler-se que o parque está seco, mas “está junto a um…

Façam, mas façam bem

Fazer bem não é difícil. Pode dar um pouco mais de trabalho, mas uma vez concluída a tarefa, ela tem tendência para durar mais tempo. Há pouco enviaram-nos uma foto da rega que é feita na rotunda. Na imagem é possível ver que os aspersores deveriam regar, mas alguns limitam-se a atirar água para cima,…

Que critério?

Temos relato de alguns munícipes que recebem em suas casas a agenda cultural do concelho. Temos relato de muitos mais que não a recebem. E ficamos sem perceber qual o critério que é usado para que uns recebam e outros não. Serão uns menos importantes que outros para terem o privilégio de receberem em suas…

Mãos atadas

Não é a primeira vez que se ouve da parte dos eleitos fazer elogios a funcionários por uma ou outra razão. Aconteceu até já ter havido agradecimentos públicos. Nada há contra isso. Claro que quem trabalha na câmara tem por obrigação cumprir as funções que lhes são acometidas. São pagos para isso. Claro que se…

A bandeira

Já antes o escrevemos, não gostámos da ideia de alterarem o símbolo que representa o concelho. Os dois dentes ou corações invertidos é uma ideia que não agrada. Foi a tentativa da Cidália deixar a marca com o slogan da sua campanha eleitoral. Foi uma cópia mal amanhada daquilo que de vê noutros locais. Agora…