Uns têm…

Como já mais ou menos se desconfiava, o PCP deu uma enorme cambalhota ao permitir que o orçamento passasse. Quem leu uma proposta e outra fica com a clara noção que nada mudou a não ser a formatação do documento. A ausência da Alexandra tem uma leitura clara: a de discordância com a posição do…

Sem dignidade

Ontem teve lugar a assinatura da escritura de compra da FEIS. Como sempre afirmámos, é uma compra em relação às qual pouco há a dizer. É algo que há muito deveria ser já património municipal. Pena que não haja ainda nada planeado para lá. De qualquer modo, a compra está feita. É um pedaço de…

Presente de Natal, envenenado

Estamos a chegar ao Natal e com ele veio o presente da Cidália aos vereadores da oposição. Mandou-lhes mais de 360 páginas para analisarem para que amanhã possam discutir e votar o orçamento para o ano que vem. Naturalmente que cabe aos eleitos analisar o extenso documento e tomarem posição. Mas o ‘presente’ foi um…

Quanto custam

A quantidade de reuniões que tem existido traduz-se, para os eleitos, numa fonte de rendimento suplementar interessante. Este anos os eleitos sem pelouro já arrecadaram, cada um, 3.090,15 euros pelas nas deslocações às reuniões de câmara. Tendo em conta a duração normal de uma reunião de câmara, o custo hora de cada vereador sem pelouro…

Enxaqueca

Cremos que a Cidália poderá passar o fim de semana com uma enorme enxaqueca. Vamos por partes. As reuniões de câmara são ordinárias e extraordinárias. Estas últimas devem apenas ter lugar em situações de urgência e com carácter muito excepcional. Este ano já vamos com 45 reuniões, sendo que 17 foram extraordinárias. Ou seja, aquilo…

O postal

A câmara começou já a enviar para alguns munícipes um ‘postal’ de boas festas. Bem sabemos que tudo poderá ser reconduzido a ser tudo uma questão de gosto, mas é com desgosto que vemos desaparecer o brasão do concelho das mensagens e documentos que saem da câmara. Já antes nos referimos a isso, mas agora…

Vai aumentar

De acordo com a DECO aqui pagamos água no terceiro escalão. Dos cinco escalões que definiram, situamo-nos no meio. Ontem ficou-se a saber que isso deverá mudar dentro em breve. A câmara não tem acatado as recomendações da ERSAR para que sejam feitos aumentos e, pelo que ontem foi dito, cada consumidor apenas paga o…

Está lá para quê?

Uma das coisas que se pede aos eleitos é que governem. Não se lhes pede que assumam responsabilidades pessoais, mas exige-se que tomem as melhores decisões para o concelho e para quem aqui vive. Isso implica que, num ou noutro momento, tenham que ser tomadas decisões politicas. É para isso que foram eleitos e é…

Nem assim!

Até quando parece que os eleitos fazem alguma coisa bem feita, vem-se a saber mais tarde que não foi assim. Há uns meses apareceu uma foto da Célia com um dos atletas do concelho que recebeu uma medalha. Mesmo depois de o executivo permanente ter pretendido excluir o apoio que o atleta precisava, a oposição…

Paineis

Esta é a imagem em bruto do que são painéis informativos. Há muito que eles faltam aqui no concelho. Há muito que a Cidália disse que tinham sido comprados. Pois bem, a compra foi feita em final de Novembro deste ano e deverão ser instalados “impreterivelmente, até ao dia vinte e oito de dezembro de…

Em branco

O único evento que dá ocupação ao CME é a FAG. De ano a ano lá vão tentando manter o evento. Era expectável que houvesse da parte do poder local uma preocupação em dinamizarem aquele espaço, mais que não seja para criarem a ideia de que fazem alguma coisa. O evento está a terminar e…

Mercadinho

Ontem foi inaugurado o “mercadinho de Natal”. Não vimos por lá vereadores, facto que não estranha uma vez que é normal a Cidália não dizer nada a quem é da oposição. Estranhámos não estar lá nem o Caetano nem a Célia! Os mais de 15 mil euros gastos na compra daquelas barraquinhas vêm dar razão…

Para quando?

Há já uns meses que a estrada está fechada. Os menos atentos ao que acontece nas reuniões de câmara poderão até atribuir a responsabilidade aos donos da obra que motivou o encerramento. Ficou-se a saber na última reunião de câmara, há quase duas semanas, que a culpa não é sua. Foi afirmado, alto e bom…

Ainda nada!

Há coisas que são estranhas! Como se sabe, o orçamento deveria ter sido entregue ao Guerra para que fosse entregue aos deputados de modo a que eles pudessem estudar o documento e depois votá-lo. O fim de Outubro já lá vai e estamos já quase no meio de Dezembro. Segunda há reunião de câmara e…

Lixo

Há situações em que a falta de cuidado dos munícipes é notória. Há situações em que os munícipes não têm culpa. Numa das avenidas aqui da terra o que se vê é o que está na imagem. Não se pode atribuir culpas aos munícipes porque é visível que o recipiente está cheio. Não fazem recolha…

Os números

Quando se perdem dois minutos a ver o que têm sido as compras da câmara, saltam à vista nomes que são conhecidos por terem pertencido a listas do PS. Não haveria questões a colocar se essas compras tivessem sido feitas por concurso público. Tivemos a curiosidade de ver, do que é público, quanto foi comprado…

Visão

Inveja é um dos piores defeitos que se pode ter, mas há que admitir que é difícil não se sentir isso quando olhamos para o que temos nas terras à nossa volta e o que aqui temos. Uma das características fundamentais de um bom gestor é a capacidade de ter visão. Não significa que tenham…

As diferenças

As luzes de Natal estão ligadas. Lembramos ainda quando a principal avenida da cidade estava toda iluminada. Há anos que isso deixou de acontecer e passaram a limitar a iluminação sempre aos mesmos locais, esquecendo as ruas onde ainda subsiste algum comércio. É quase como se fosse só para os que podem ir à varanda…

PME às moscas

Está a decorrer mais uma FAG e o desejo é de que seja mais um sucesso. Tem sido graças à carolice de alguns que aquele evento tem conseguido funcionar, mas ao mesmo tempo tem sido graças a eles que aquele espaço tem tido utilização. Ao longo do ano contam-se pelos dedos de uma mão as…

Fomos às compras

Hoje fomos às compras numa superfície comercial aqui da terra e foi aí que nos apercebemos de onde veio a inspiração para o que agora identifica o concelho. Se dúvida que deve ter dado trabalho pensar em algo que mais ninguém tinha ainda pensado, algo inovador e que não se consegue encontrar em mais lado…

Quanto custa?

No fim-de-semana vai ser aberta a pista de gelo e o que a câmara programou para este mês de Natal. Fomos ver os custos de tudo isso. São € 73.300,00 para o evento “viver o Natal” e € 31.749,00 para iluminação. Vão ser gastos € 105.049,00. Fomos ver também quanto se vai gastar aqui ao…

Catástrofe

Hoje a Cidália foi ler um texto à Sociedade de Geografia de Lisboa sobre o Pinhal do Rei, “como gostamos de chamar”. A certa altura ela referiu que “nunca antes se tinha observado dois anos consecutivos com catástrofes assim“. Mas não nos parece que ela esteja correcta. Se é verdade que houve catástrofes naturais, há…

O lado negro da imagem de marca!

Durante a apresentação da identidade visual do município marinhense a sr.ª Presidente proferiu algumas palavras que a seguir transcrevemos: A presidente da Câmara Municipal, Cidália Ferreira, esclareceu que “a marca que criámos reflecte a nossa identidade marinhense no amor pela nossa terra, no orgulho pelo nosso território e pela nossa gente, na nossa capacidade de,…

Há limites!

Alguns esperam que nos adaptemos às ideias que alguns têm e crer que está tudo bem. Mas não é assim! A mudança do brasão de uma cidade, ainda que seja em papel timbrado, não pode ocorrer assim sem mais nem menos. As mudanças só podem ser feitas por deliberação tomada na Assembleia Municipal e depois…

O brasão

A câmara deu a conhecer, depois da mudança de imagem, que vão usar “o brasão municipal, agora reservado para as comunicações mais decisivas”. O brasão que passa a ser usado nas comunicações “mais decisivas” passa a ter a cor bordô. Presume-se que seja nas comunicações oficiais. E nessa parte ficámos sem perceber. O brasão tem…

Direcção estratégica!

Ainda a propósito da nova imagem que criaram para o concelho, demos uma visão do que é o que nos parece mais ajustado à realidade que aqui se vive e que traduz o que muitos sentem em relação ao que se passa aqui no concelho. Um coração de ‘patas ao ar’, dilacerado pelo que não…

Nova imagem

A nova imagem do concelho é, segundo o actual executivo, esta. Dois corações invertidos de modo a formarem o M com imagens alusivas ao que existe no concelho na parte inferior. De quando em vez é necessário vestir-se roupa nova e parece que foi esse um dos objectivos. É, no entanto, estranho que a escolha…

Governação

“Os resultados mostram que a eficácia governamental é superior quando os municípios seguem os princípios do Estado de Direito e tomam medidas proativas para prevenir corrupção. Curiosamente, a capacitação financeira das autarquias não tem um impacto significativo na eficácia governamental. Olhando para os fatores físicos e geográficos, verifica ‑se que os municípios mais urbanizados tendem a produzir resultados governativos mais eficazes. Em contraste,…

Coração!

Há pouco foi apresentada a nova marca do concelho. Não se pode dizer que esteja feia. Já que não há coisas a serem feitas, dá-se uma lavagem à imagem e pode ser que assim alguns comam a ideia de que estamos a evoluir. O que não pensámos foi que a ideia da nova imagem para…

Percentagem

A atribuição de apoios às diferentes instituições do concelho deveria ser feita de forma criteriosa. Significa isso que quem decide deveria analisar os pedidos e, tendo em conta o que cada um tem discriminado, ser feita a atribuição do apoio tendo em conta o que cada um quer fazer. Claro que situações iguais devem merecer…

Só ela!

Ontem a Cidália protagonizou mais um momento que não pode deixar de ser notado. Quando um munícipe se inscreve para falar tem 5 minutos durante os quais pode dizer aquilo para o que se inscreveu, mas pode ali chegar e ficar os 5 minutos calado. Pode também ali chegar e falar daquilo que lhe apetecer.…

Radiografia

Há alturas em que os munícipes falam e pouco mais há a dizer. Ontem dois munícipes fizeram a radiografia do que se passa no concelho com a câmara. Vale a pena  ver e ouvir. Não há muito mais que possamos escrever já que está tudo dito!

Corte de video

Quem assistiu em directo à reunião de câmara pôde assistir à intervenção de dois munícipes que não tiveram papas na língua e que chamaram os eleitos de mentirosos e puseram o dedo na ferida. Quem agora assiste à reunião que está disponível no Youtube consegue perceber que essa parte da intervenção dos munícipes desapareceu. A…

Só pode ser amor!

Há algo de estranho quando um evento solidário é entregue a uma instituição que de solidário tem tanto quanto todas as demais instituições que fazem o mesmo que aquela. A Cidália não sabe quanto já foi entregue àquela associação, mas os números não enganam. Já hoje escrevemos sobre isso, mas não nos parece demais salientar…

Pista de gelo

O ano passado a exploração da pista de gelo foi entregue a três instituições de solidariedade. Este ano, porque os bombeiros da Vieira não quiserem fazer parte, a câmara decide entregar a exploração a um clube que, como se sabe, tem sido, ao longo dos últimos anos, beneficiado em relação a outros clubes. Será que…

Transbordar

Assim está a paciência dos munícipes. Os problemas arrastam-se sem que haja resolução dos problemas. De forma autista, quem manda parece não querer ver e até se sente ofendido quando algum munícipe chama os bois pelos nomes. Alguém que promete que faz e não faz; alguém que diz uma coisa e faz outra; alguém que…

“Crátera” ainda igual!

No início de Dezembro do ano passado abriu-se a “crátera” que colocou a terra nos noticiários nacionais. S. Pedro era noticia pelas piores razões. Como está quase a fazer um ano desde aquele dia, decidimos hoje lá passar para ver como estava a estrada. Não há muitos comentários a fazer! Parece que o que aconteceu…