Bilheteira

Enquanto hoje olhávamos para o computador, imaginámos o que seria podermos aceder a uma bilheteira electrónica e comprar bilhetes para podermos ir logo ao cinema. Sem que tenhamos forma de contactar a Célia para que ela reserve bilhetes, optámos por comprar para um dos cinemas em Leiria. Assim já vamos com tudo tratado sem necessidade…

Casa entregue

Pelo que lemos a semana passada, a Casa da Cultura deverá estar já nas mãos do Vítor. A crer no que lemos nos jornais, a empresa que andou a arrastar-se naquela obra terá já conseguido ver-se livre da dor de cabeça que terá sido lidar com a falta de atenção daqueles que tinham por dever…

Culpa da câmara

Desde que as obras no centro tiveram início que houve sempre uma ou outra questão que levou a que tivéssemos sempre a sensação de que alguma coisa estava mal. Do lado da Resinagem são as suspeitas que andam agora a ser investigadas e todo o assunto da adjudicação. Do lado oposto da estrada, a Casa…

Desatenção cultural

Muito se fala em cultura na terra. A câmara diz que patrocina eventos, apesar de não divulgar o pouco que faz. Agora que não há bienal e já não se vão gastar os quase cem mil euros no casal para vir organizar o certame, é importante não esquecer que temos ainda artistas na terra que…

Estágio na Assembleia

Ontem contaram-nos uma coisa que nos deixou menos preocupados com o futuro. Lá para o ano, a Casa da Cultura deverá estar concluída e abrirá portas. Já aqui falámos que achamos que a função de direcção de tal espaço deveria ser entregue a quem possa desenvolver a cultura; conhecer e dar-se com os agentes culturais…

A passo de caracol

Nem sempre passamos em frente do que irá ser a Casa da Cultura. Ontem passámos e, ao contrário do que esperávamos, não vimos nada de novo. Tal como das últimas vezes que por lá passámos, tudo esta como se a obra andasse a passo de caracol. Os meses passam e nada se vê avançar. Desconhecemos a…

Haja dinheiro!

Ontem lemos que hoje ia passar a haver circulação de ligeiros e pessoas no centro. Possivelmente a sexta feira começa mais tarde nos serviços da câmara e lá demos com os sinais que nos mandaram ir para a parte deserta da terra. Até acreditamos que possa ser cumprido o que foi anunciado. O que não…