Os recados

Se dúvidas existiam em relação a qual iria ser o papel do novo adjunto do Álvaro, elas ficaram dissipadas depois de hoje lermos o seu artigo de opinião. Ele está a fazer o papel de franco-atirador, desta vez apontando as setas para um alvo específico. Sem que tenha que ser o Álvaro a assumir essa…

Será?!

Desde que o Barreiros foi nomeado secretário do Vítor que se começaram a ouvir rumores sobre qual seria a verdadeira intenção da nomeação. Temos recebido ultimamente informações que apontam para que esteja a ser preparado o caminho para que o actual secretário do Vítor possa vir a ser, pelo menos, o número dois de uma…

A reunião

“O Vereador Vítor Pereira fez o balanço deste ano e alguns meses de mandato. É surpreendente os contatos, reuniões, visitas e como resultado, o trabalho realizado”. É com esta frase que é dado a conhecer o resultado da reunião que no passado Sábado teve lugar. Um ano e alguns meses depois das eleições, não conseguimos…

Posso, quero… e mando?

As reuniões de câmara são públicas mas a quantidade de pessoas que a elas assiste é muito reduzida. É pena que assim seja porque muito provavelmente os resultados eleitorais seriam diferentes do que têm sido! A quantidade de munícipes que se dão ao trabalho de ler as actas é também muito reduzida e muito do…

Narcisismo

Esta é parte da frase que se pode ler numa das actas da câmara. A frase é do Álvaro. Não será a primeira vez que algo do género acontece mas não deixa de espantar quando um autarca exige que lhe seja apresentado um pedido de desculpas a si apenas porque um munícipe foi reclamar contra…

Curiosidades

Ainda com a curiosidade sem ser satisfeita no que diz respeito ao que custou e quanto lucro deu a semana do Design, ficámos a saber mais uma coisa que mostra até que ponto há serviços que não funcionam bem. A semana passada foi discutido o assunto do apoio que um dos bancos deu. Tudo seria…

Mente controlada

Quem conhece os personagens da Alice no País das Maravilhas conhece aquele que cria aparelhos para controlar a mente dos outros. Coisas da ficção. Mas se lá se trata de ficção, por cá as coisas não são muito diferentes. Claro que não há cá nenhum louco de chapéu que ache que controla mentes mas parece…

Tira-teimas

A semana passada tivemos conhecimento de que estão marcadas as festas da cidade para este ano. Recebemos algumas mensagens afirmando que o que tínhamos escrito não correspondia à verdade. De entre elas estavam algumas que afirmavam que o Álvaro negava que alguma coisa estivesse agendada e que não era do seu conhecimento. Para que dúvidas…

Meio vazio ou meio cheio

Para uns o copo está meio cheio. Para outros está meio vazio. Uns e outros não terão dúvida em dizer que o copo tem algum coisa. Não é isso que quem ontem esteve na reunião do PCP poderá dizer. Não se viu que tivesse alguma coisa. Além de terem sido sempre os mesmos a falar,…

Os patrocínios

Há umas semanas teve-se conhecimento quanto custou a semana do design. De uma forma que não se conseguiu perceber, nenhuma receita apareceu nas rúbricas. Apesar de aparecer na página da internet do evento que havia quatro patrocinadores, nenhuma referência apareceu em relação ao que foram as suas contribuições. Na reunião desta semana soube-se que um…

As desculpas

Fomos aos arquivos buscar a capa de jornal que o Álvaro referiu na passada quinta-feira e que o deixou tão bravo. Segundo ele, é-lhe devido um pedido de desculpas. Não há dúvida que o PCP deveria ter dado a conhecer o desfecho da queixa que apresentou e, quanto ao facto de ter escondido a decisão,…

“Não se passou nada”

Há os nós de gravata, nós de marinheiro, nós de garganta e também nós que nos tentam dar na cabeça! O que se passou ontem na câmara foi de tal modo surreal que a certa altura o Santos até afirmou que lhe tinham dado um nó, não de gravata mas “um nó na cabeça“. Quem…

Luta na câmara

Aquilo a que ontem se assistiu era mais ou menos previsível. Desde a entrada do novo adjunto do Álvaro que se notou que o PCP não ficou muito contente com a escolha. Ontem, depois do Álvaro ter dito o que disse, o Vítor não se ficou por meias palavras e acusou, sem nunca dizer o…

24 dias para resolver

Não se pense que o Natal está de volta. Longe disso. A imagem diz apenas respeito ao papel que o Álvaro desempenhou no ano passado. Já se sabe que a câmara comprou um piano. 20.325,00 euros (mais IVA) foi quanto custou. Se foi uma compra bem feita ou não, o tempo o dirá apesar de…

Álvaro bravo!

A reunião de hoje foi, além de quente, muito provavelmente a última com uma coligação a funcionar. Começou por ser o Álvaro a falar, o que não é normal. O facto da queixa que foi apresentada pelo PCP ter sido arquivada (que escrevemos há dias), e não ter sido dado conhecimento, foi o mote para…

Perigo de queda

Como se previa, a reunião de hoje está inversamente proporcional ao tempo que faz cá fora. Lá está um calor imenso. Tudo isso porque a Resinagem está a dar que falar. A coligação está presa por um fio e a notícia que hoje saiu num dos jornais de Leiria, com as declarações do Filipe, em…

Afinal há dinheiro!

Alguns lembrar-se-ão quando, no mandato anterior, não houve dinheiro para organizar qualquer coisa simples para as crianças no dia que a elas é dedicado. A justificação foi a de que não havia dinheiro! As lamurias de que não há dinheiro continuam mas, ainda assim, há dinheiro para outras coisas. Há uns tempos o Assis afirmou…

Explicações de Lego

Ontem ouvimos a explicação de um deputado do PCP que se socorreu dos legos para questionar a ministra das finanças. Foi, sem dúvida, uma forma diferente, mas original, de ilustrar o que pretendia. Hoje vai haver reunião da câmara e lembrámo-nos que o Vítor poderia pegar na ideia do seu camarada de partido para explicar…

Onde está o botão?

Hoje saiu num jornal de Leiria uma foto de uma reunião de câmara de lá. Nela pode ver-se todos com computadores postáteis à frente. É assim já em muitos locais, com as câmaras a porem a informática ao serviço deles próprios e dos munícipes. Não pudémos deixar de sorrir ao imaginar como seria se aqui…

(des)Igualdade

Este fim de semana corre-se aqui na terra. Integrado nas comemorações do 18 de Janeiro, irão estar alguns corajosos para correr os 18 quilómetros da prova. A prova é organizada pelo sindicato dos vidreiros que lutou pela igualdade de direitos entre todos os trabalhadores. Fomos dar uma vista de olhos ao regulamento da prova e…

Saúde de morrer

Este fim-de-semana o nome da terra veio de novo nos jornais, mais uma vez, pelas razões erradas. O estado da saúde é o que se conhece. Não é bom nem mau, é péssimo.  Aqueles que têm a sorte de não necessitar de recorrer aos serviços de saúde, não sabem a sorte que têm! Por causa…

Informação escondida

A câmara tem um site novo desde há algum tempo. Apesar de alguma dificuldade inicial em se conseguir encontrar o que se procura, está agradável. Andámos à procura de uma informação mas não a conseguimos encontrar. O que procurámos até não é difícil de obter no que diz respeito a seis dos vereadores eleitos. Conseguimos…

Música, a que preço?

Uma terra com actividade cultural intensa não pode passar sem ter os instrumentos essenciais que permitam por em andamento os espectáculos que tem agendados. Nada de enganos! Não nos referíamos à nossa. Actividade cultural intensa é nas outras. Cá vamos tendo algumas coisas pontuais. A casa da cultura foi emprestada para as marionetas e teve,…

Regras de protocolo

Ainda a propósito do que aconteceu no Domingo, com o Álvaro a fazer-se representar pelo novo adjunto, fomos dar uma vista de olhos às regras de protocolo nacionais. De acordo com essas regras, um Presidente de Câmara tem o mesmo estatuto protocolar de um Ministro. De acordo com elas, o Primeiro-Ministro pode fazer-se representar, em…

A representação

Não deverá haver quem não tenha momentos em que se sinta em baixo. Cada um tem os seus motivos. Uns podemos adivinhar, outros dizem respeito a cada um. No Domingo acreditamos que o Vicente terá sido uma das pessoas que se sentiu em baixo. Tudo isso porque nas comemorações do 18 de Janeiro o Álvaro…

Seres inúteis

Hoje que se comemora o dia em que os que trabalhavam se revoltaram, não conseguimos deixar de pensar naqueles que  estão à frente de partidos ou de cargos políticos mas que nunca fizeram nada na vida.  São os famosos “boys”. Seres inúteis e sem utilidade que vivem à custa de terem conseguido lugares em partidos…

18 de Janeiro

Comemora-se amanhã mais um aniversário da revolta operária de 1934. Apesar de não ser um assunto que se estude nas escolas, não nos parece que seja um eu deva entrar no esquecimento. Representa muito do que o povo Marinhense já foi. Sabe-se que a câmara contribui sempre com dinheiro para a organização e parece-nos que…

As fontes

Há coisas que se entendem, outras há que são de difícil compreensão. Ontem foi noticiada uma eminente ruptura da coligação que governa a terra. Já há muito que se sabia de alguns problemas e é normal que a oposição possa querer usar alguma coisa de que tenha conhecimento para tentar desestabilizar. Quando isso vem nos…

A que título?

Nem sempre se consegue entrender a forma como os nossos políticos agem! Claro que isso não é novidade! Lemos uma reclamação da direcção de uma colectividade queixando-se de não ter contado com a presença do Álvaro no almoço de aniversário. Entende-se que ele possa não conseguir estar em todo o lado e deveria ter enviado…

Aurélio vai a Belém

Não se pense que o Aurélio é um super-herói ou que queremos identifica-lo com um! Longe disso! Esta é apenas a forma como achamos que ele deveria ter ido vestido na quarta-feira quando foi para Lisboa. Quando se está em má companhia, todas as protecções são poucas e, não fosse ele ser infectado com um…

Porta a flutuar

Uma das coisas que não é dificil de fazer é manter uma porta de madeira à tona. Há até um filme que termina assim! Por cá também tem sido mais ou menos fácil manter a porta a flutuar. Com os atrasos que tem havido para que se decidisse alguma coisa, a porta tem conseguido manter-se…