Nem dado!

Diz-se muitas vezes que há presentes envenenados mas há quem sinta que receber alguma coisa de alguém é sinal de inferioridade ou fraqueza. Há quem diga que é por estupidez! Quem hoje passar por S. Pedro e passar pela Praia das Paredes vai encontrar uma diferença abismal. Num lado nada foi feito, no outro tudo…

Herói da corrida

Como andamos entretidos com as questões da política, às vezes esquecemo-nos de dar atenção àqueles que, por mérito, deveriam ser destacados. Aqui na terra nada acontece. É como se estivessemos em ponto-morto. A sensação que fica é mesmo a de que os que mandam não gostam muito de se mexer para fazer a terra andar.…

Interesse público!?

Já está decidido que a Angolana, antiga fábrica de vidros e hoje local em ruínas, é “monumento de interesse público“. A classificação já é pública. Pelo que se pode ler, a câmara foi ouvida sobre esta classificação e sobre ela ter-se-á pronunciado. Isto significa que toda a zona envolvente passa a estar protegida e as…

Bombeiros inundados!

Não vivemos numa região onde as cheias sejam normais. Não significa que não haja quem sinta que está a viver numa zona de monções! Hoje choveu alguma coisa. Não se pode dizer que tenha sido muito mas foi o suficiente para muito dar que fazer! Sempre que chove um pouco mais quem tem que pedir…

Afinal há perigo!

Quando há dias o Santos sugeriu, em tom de gozo, que as muitas lombas que existem na estrada de S. Pedro fossem pintadas com diversas cores para alertar os condutores do perigo que existe, a resposta do Álvaro foi a de que a estrada não estava assim tão má e que ele passava bem com…

Lixo

Desta vez não vamos colocar o debate entre os dois candidatos a primeiro-ministro por parte do PS porque não queremos baixar a qualidade do que aqui aparece ao ponto de poder ser classificado como lixo. O que por ambos foi dito é tão mau que não merece que seja reproduzido novamente. 00 Seguir ( 0…

Síndrome do “Patinho feio”

Quem ontem assistiu ao debate entre os Antónios não pôde deixar de ficar com a ideia de que o Seguro se posicionou como sendo a vítima do mauzão que o traiu e que não o deixou concorrer às eleições, não porque ele devesse concorrer pela sua competência – que não tem – mas porque aguentou…

Um pé de fora

A semana passada saiu a noticia de que o Amândio estaria com um pé fora da câmara. Não podemos dizer que fosse algo que nos apanhasse de surpresa. O que foi surpresa foi o facto do Álvaro se mostrar desconhecedor dos motivos que levavam a que ele estivesse de baixa médica ou mesmo se iria…

São as férias!

Já muitas vezes pensámos que o melhor para o país seria mesmo fechar durante um mês para que todos pudessem gozar férias. Evitavam-se aborrecimentos e chatices desnecessárias. Quem ocupa cargos num qualquer órgão do Estado tem direito a gozar as férias. Isso é inegável. O que não tem direito é de por a terra em…

Desistir? Não!

700.000 é um número como qualquer outro. Não é muito nem pouco, é o que é. Ele corresponde, no entanto, ao número de visitas que já tivemos. É um número simpático! Temos percorrido uma estrada longa durante a qual sentimos muitas vezes, muitas mesmo, que de nada adianta o que se vai escrevendo. Vamos tendo,…

Parados no tempo

Já se sabe há muito que a câmara é péssima a dar a conhecer o que acontece. A situação agravou-se! Desde o final do mês passado que parece que a câmara fechou as portas. O único local que ainda é usado para dar a conhecer alguma coisa, o Facebook, deixou de ser actualizado a desde…

Caça às bruxas

As eleições da passada sexta-feira no PS não deixam de surpreender. Pelo que tivemos conhecimento, a forma como decorreram aqui na terra foi tudo menos pacífica! O facto de terem aparecido na sede do partido alguns dos apoiantes do Medeiros levou a que o ambiente se tivesse tornado num quase campo de batalha. A presença…

Ervas e mais ervas

Há pouco fomos dar uma volta pela terra. Não porque tivessemos conhecimento de alguma coisa que estivesse a acontecer mas para isso mesmo, ver se alguma coisa estava a ter lugar. Nada, como seria de prever. Numa das avenidas que passámos, numa das que foi alvo de intervenção recente e onde deverão surgir umas árvores…

O último abraço

Quando andamos a tentar saber o que se passa na vida polítcas, deparamo-nos com textos como o que transcrevemos, de quem sabe escrever bem, e que mostram a pequenês daqueles que fazem da sua suposta vida pública um campo de batalha que não é nada comparado com os verdadeiros problemas dos que travam as verdadeiras…