A que título?

Nem sempre se consegue entrender a forma como os nossos políticos agem! Claro que isso não é novidade! Lemos uma reclamação da direcção de uma colectividade queixando-se de não ter contado com a presença do Álvaro no almoço de aniversário. Entende-se que ele possa não conseguir estar em todo o lado e deveria ter enviado…

Aurélio vai a Belém

Não se pense que o Aurélio é um super-herói ou que queremos identifica-lo com um! Longe disso! Esta é apenas a forma como achamos que ele deveria ter ido vestido na quarta-feira quando foi para Lisboa. Quando se está em má companhia, todas as protecções são poucas e, não fosse ele ser infectado com um…

Porta a flutuar

Uma das coisas que não é dificil de fazer é manter uma porta de madeira à tona. Há até um filme que termina assim! Por cá também tem sido mais ou menos fácil manter a porta a flutuar. Com os atrasos que tem havido para que se decidisse alguma coisa, a porta tem conseguido manter-se…

Quanto tempo?

A coligação entre PS / PCP dura já há mais de um ano. Apesar de terem defendido ideias diferentes durante a campanha, após a coligação tem-se notado existir uma identidade de ideias e procedimentos entre todos. A coligação é, ainda assim, contrária a tudo o que seria esperado. O PS e PCP pouco ou nada…

Silêncio, não!

Hoje deverá sair a primeira edição após o atentado em Paris. Não a iremos ler e sabemos que haverá quem não deixará de falar no que aconteceu na Nigéria e em muitos outros países onde há loucos que não deveriam sequer ter nascido. Haverá também quem fale na hipocrisia dos que mandam e que patrocinam,…

Assim, sim!

Somos às vezes criticados por apenas apontarmos para o que está mal. A razão é simples: poucas são as coisas boas que acontecem. Desta vez temos que dar conta de algo que nos surpreendeu, pela positiva. Dez é um número como qualquer outro mas neste caso representa o número de minutos que a nova directora…

Presumir para decidir

Quando temos conhecimento das decisões que são tomadas pelos que mandam na câmara, a ideia que temos é a de que estão seguros do que fazem. Pensamos sempre que o que decidem é assente em convicções seguras do que estão a fazer. Não é assim! Na reunião que foi feita mesmo ao encerrar do ano…

De fome a fartura

Não, o Vítor não está assim tão disforme nem tão gordo. Apesar de ter inchado um pouco desde que é vereador, ainda não se nota diferença no seu aspecto. Mantém as mesmas sapatilhas de sempre e a mesma aparência. A imagem tem a ver com um dito popular que diz que não há fome que…

Incontactável

A semana passada lemos num dos jornais um texto que fez referência ao papel dos inpedendentes na politica local. Quando eles apareceram, desde o tempo do Artur, que tentaram mostrar-se mais próximos dos munícipes. Esse foi, aliás, um dos argumentos que foi usado nas diferentes acções de campanha que tiveram lugar. Não nos pronunciando sobre…

Servir de bandeja

Todos sabem que “não é com vinagre que se apanham moscas”. A mudança de postura do Logrado assenta nessa ideia. Se até há pouco não conseguíamos entender a razão da mudança, tivemos informação que vem, de algum modo, explicar a razão da alteração se comportamento. O Logrado percebeu que não seria mantendo uma posição de…

O sorteio das nomeações

Quando o Álvaro iniciou este mandato decidiu reconduzir a Tereza e nomeou o Amândio. Nem um palavra disse quanto às razões das nomeações. Escudando-se sempre no argumento de que as nomeações são matéria da sua competência, nunca explicou o porquê de ter colocado ao seu lado quem colocou. Se em relação à Tereza se sabe…

Desculpas? Para quê?

Alguns saberão a que diz respeito o texto da imagem. Quem tiver a agenda cultural de Dezembro verá que está lá isto. Perguntarão alguns porque é que isto aqui aparece? Simples! Era uma das programações culturais para o mês que passou. Seria uma sessão de cinema para os mais pequenitos. O problema foi que a…