Boa notícia!

O ano não termina sem que possamos dar uma boa notícia. Sabe-se que a câmara atribui apoios às colectividades para os diversos eventos que vão sendo realizados. Espectáculos, concursos ou provas desportivas têm sido, apesar de tarde, contempladas pela câmara. Nunca, até agora, as conhecidas ‘festas’ das colectividades tinham sido merecedoras de apoios. Não temos…

Para rir!

Ontem estavam para ser aprovadas propostas do executivo que iam no sentido de alguns clubes terem que devolver dinheiro porque não apresentaram documentos justificativos das despesas. Só quem não passou por uma colectividade pode achar que de tudo é possível obter documento. Ninguém passa passa recibo de um prémio que recebe de uma rifa premiada…

Passou, mas…

Como, se previa, ontem o orçamento passou na assembleia, mas com algumas surpresas. Depois de uma troca de ‘galhardetes’, com o Pedrosa a comparar a Elvira à ‘Oliva Patroa’ que lhe mereceu resposta à letra, passaram à votação. E aqui surgem as surpresas! O MpM votou contra, alinhando-se assim à posição que foi tomada pelo…

Balanço

Cá estamos próximos do fim de mais um ano e, como é normal, há que fazer o balanço do que aconteceu. Houve coisas boas, mas também as houve más. Fazer uma retrospectiva levar-nos-ia a ter que republicar tudo o que foi escrito porque é impossível sumariar num texto curto tudo o que aconteceu. Foi um…

Procura-se

Passou o Natal e lemos dos eleitos os votos de boas festas. Sentidas ou não, foram expressadas. Nada lemos do vereador que parece andar desaparecido. Desde há muitas semanas que o vereador deixou de dar ‘confiança aos pobres’, como o povo costuma dizer. Nem uma palavra sua tem sido lida ou ouvida. Nada se sabe…

Onde pára a ‘StreetArt’?

“De 4 de agosto a 30 de setembro, decorre o período de “open call” do projeto Marinha Grande Street Art, que tem como propósito a introdução da arte contemporânea em espaços públicos” era o que se podia ler quando há uns meses a iniciativa foi lançada. Passados tantos meses sem qualquer informação, andámos a tentar…

O buraco

A única decisão que se pode dizer que teria impacto e que poderia salvar o ano de mandato do Vicente era a compra da FEIS. Já se sabe que ali está um buraco e de algum modo chegámos a pensar que o futuro poderia estar acautelado. Hoje pode ler-se a afirmação do Vicente de que…

Para terminar o ano

O ano está a terminar mas não sem que antes se realize a assembleia que irá decidir a aprovação do orçamento para o ano que vem. Amanhã os deputados irão pronunciar-se sobre o que serão as opções do executivo para o ano que vem. Não se espera que chumbe mas há alguns aspectos que irão…

Grandeza

A propósito do que o Ministro afirmou há dias, o deputado Pedrosa veio dizer  que “Santos Silva é um homem probo e um político institucionalista, aproveitar uma boca numa conversa privada para o diminuir é já mergulhar num autentico chiqueiro. Ainda assim apressou-se a pedir desculpa. Grandeza, pois claro!“. Conclui-se que pedir desculpa é sinal de…

Exibicionismo bacoco

Quem, por estes dias, visitar a página do Vicente no Facebook fica com a sensação de que estamos em campanha eleitoral e em final de mandato. É só fotos de obras que estão em andamento ou se estradas que estão a receber alcatrão. Muitas são as vezes que nos acusam de não fazermos qualquer referência…

De novo, água castanha

Hoje, uma vez mais, a água sai assim em algumas torneiras. Uns têm direito a descontos, perdão de consumos e modificações cuja legalidade alguém se encarregará de esclarecer, enquanto outros têm que optar por não consumir por a água ser imprópria para consumo. Assim vamos vivendo aqui na terra onde os que mandam parecem mais…

O Presidente do alcatrão

Quem ontem ao final do dia visitou o perfil do Facebook do Vicente constatou aquilo que há muito se diz. Ele irá ficar na história do concelho como o ‘Presidente do alcatrão’. Espalhar alcatrão foi a única coisa que anunciou fazer e até usou a comunicação social para fazer uma espécie de reportagem! Não podemos…

Balanço

2016 está a chegar ao fim. Para uns poderá ter sido um bom ano, para outros um ano para esquecer. Cada um fará o balanço que melhor se ajustará ao que passaram. Por aqui queremos apenas fazer o balanço do que foi o ano aqui na terra. Quais as coisas boas e más que aconteceram?…

Entre quatro paredes

Desde que o Vicente está à frente dos destinos da câmara que a terra parece estar metida entre quatro paredes, sem que delas consiga sair, como quem está enfiado numa caixa de onde apenas consegue sair quando alguns deixam. O facto de o Vicente continuar a não ser quem decide é disso evidenciador. Quando, no final…