Lido por aí XCIV

«Quem tem cargos públicos tem responsabilidades acrescidas, decide sobre a vida dos cidadãos e sobretudo tem ao seu dispor instrumentos legais e financeiros que não lhe pertencem, apenas são utilizados em cumprimento da lei e no interesse público. Por isso, os dinheiros públicos devem ser utilizados de forma racional, transparente e para o bem da…

Somos de onde?

Quando ontem saímos da reunião de câmara ficámos na dúvida de que edifício estávamos a sair, se o de cá se o de Leiria! Isto porque, durante a reunião, o Aurélio colocou uma questão que nos deixou em dúvida. Apesar de não termos visto, foi afirmado que no cemitério a marcação dos locais de sepultura…

Lido por aí XCIII

«Vamos fazer o que ainda não foi feito! Ao ouvir o Abrunhosa há dias lembrei que temos que fazer “o que ainda não foi feito”. A política concelhia não tem permitido que se passe das intenções. É lamentável que não se tenham aproveitado os fundos comunitários para fazer as estruturas de base essenciais para o…

Zanga

A reunião de hoje, além de discutirem uma petição que se ficou sem perceber porque foi discutida, teve um momento de grande tensão, nada que seja novidade. Quando se começou a discutir a proposta do Logrado, a tal que poderia ter sido discutida de outro modo, o Vítor e a Alexandra não se conseguiram conter.…

Passou… e agora?

Como ontem tínhamos escrito, a proposta de criação de um regulamento de incentivos ao emprego e empreendedorismo passou. Não foi aprovado nenhum regulamento mas somente a intenção de se ir criar um. Esta aprovação, com quatro votos a favor e três contra, veio dar algum alento ao Logrado, mas veio evidenciar uma total falta de…

Sem sumo

Este é o texto que a Cidália escreveu e que hoje saiu publicado: «Quando se faz política, é sempre para servir os outros. Muitas vezes se confunde o trabalho dos políticos hoje em dia tudo se generaliza, não sabendo distinguir o trigo do joio. Fazer política é das intervenções mais nobres da cidadania ativa. Pressupõe uma atenção permanente…

Sem notícias

Hoje pode ler-se em vários locais o resultado do relatório sobre a transparência dos municípios. No site da câmara não há qualquer referência ao facto de terem passado para a lista dos vinte melhores, deixando a dos dez para trás. Quando muitas vezes nos acusam de olharmos apenas para o que está mal, a explicação…

Pré-campanha em revista

Se dúvidas houvesse de que estamos em ano de eleições, a Junta da Marinha dissipou-as. Lançou uma revista que, no seu primeiro número, mais não é do que um panfleto de pré-campanha. A revista poderá ser lida aqui. Na últimas eleições foi a câmara quem, perto do início da campanha, decidiu fazer um ‘balanço’ sob…

Índice de (menos) transparência

O ano passado a câmara dizia que “Marinha Grande registou uma notável evolução, passando de 216º, em 2013, para o 7º lugar, em 2014. O estudo avalia a prestação de contas do poder local, nomeadamente a forma como é feita a divulgação da informação municipal pelas autarquias”. A informação não estava totalmente correcta porque dizia…

Os partidos

À medida que os dias vão passando, vai-se sabendo mais daquilo que os que decidem pensam. Não nos referimos ao que é decidido na câmara porque aí parece não serem os eleitos quem tem poder de decisão. Referimos mesmo ao que acontece os partidos. Depois de ontem termos visto o Santos em amena cavaqueira com…

Preparar o futuro?

Desde há muito que se sabe que o Santos não tem apoio do partido pelo qual foi eleito. Quando o Pedro estava à frente da comissão política foram várias as vezes em que quase houve ruptura. Antes de sair, decidiu dar com os pés ao vereador e quis que fosse o independente Aurélio a fazer…

De novo, o mesmo!

Nem sempre o que se repete é porque foi bom da primeira vez! Neste caso, o problema mantém-se. Referimo-nos aos bilhetes para a Casa da Cultura. O problema colocou-se quando foi o concerto do Abrunhosa que levou a que alguns vereadores tomassem posição em reunião de câmara. A Cidália disse que não se voltaria a…

Persistência

Há dias o programa de apoio à industria foi alterado. Foram discutidas duas propostas, mas apenas uma passou. As posições foram claras por parte dos eleitos e pareceu-nos que o assunto ficou encerrado. Não ficou! Pelo que se sabe, o Logrado deverá voltar a apresentar a proposta de incentivos à industria na versão que antes…

Lido por aí XCIII

«Com meia dúzia de cliques! Comprei, paguei e recebi os bilhetes no e-mail. Infelizmente para ir ver o Jorge Mourato e o Caveman na Marinha Grande não vou ter essa sorte e provavelmente terei de ir ver o espectáculo noutra Cidade qualquer! Com pre-reserva de bilhetes, ainda antes de estarem à venda ao público, a sala já…

Gestão de merceeiro

Quem vai acompanhando o que tem sido a gestão da câmara ao longo destes últimos anos não pode senão ficar com a sensação de que é feita à boa maneira do que há anos os taberneiros faziam, um dia atrás do outro sem que haja a preocupação de projectar o futuro ou mesmo de evoluir.…

Gone with the Wind

Não resistimos não brincar com a situação. Pelo que soubemos, o outdoor foi retirado como medida preventiva. Será este um prenúncio de que começou cedo demais a campanha? 00 Seguir ( 0 Seguidores ) X Seguir E-mail : * Seguir Deixar de seguir

Pensativo!

Já há muitos meses o Vicente anunciou que não era candidato pelo PS. Não disse quais as verdadeiras razões, mas estava no seu direito de poder não querer continuar ou de arriscar um mau resultado. Há que respeitar. Houve, no entanto, quem dissesse que aquela posição era semelhante ao ‘irrevogável’ do Portas e que ele…