A selfie… no Algarve

CuriosoCidália, Matas8 Comentários


Dia 15 de Outubro, por volta das vinte e duas horas, é um momento que tem relevância. Não porque nasceram crianças nessa altura ou porque morreu alguém nesse momento, mas porque é o momento em que a Cidália, há três anos, regressou ao concelho. Hoje ouvimos, tal como no Sábado, ela dizer que não tirou selfies nos incêndios para que não recordasse o momento, mas não foi bem por isso. Ela não tirou porque não estava cá. Estava de férias no Algarve, porque o marido andava cansado, e só regressou quando o incêndio já tinha consumido quase tudo. Nada tem de mal ela ter ido de férias, mas tem muito mal dizer que foi ela quem não pôde tirar a selfie para não rever o que aconteceu quando, na realidade, ela não estava cá. Quem levou com o embate dos fogos foi o Vicente. Mal ou bem, foi ele quem esteve na Burinhosa a acompanhar tudo, apesar de ela já ter ganho as eleições. Ela veio já tarde. Para quê querer dar a imagem de que esteve aqui desde o primeiro momento quando não esteve? Bom, bem vistas as coisas, não esteve nem está. É uma marionete do partido que faz o que lhe dizem que pode fazer. Discursos que, tal como a história da selfie, valem o que valem. A hipocrisia chega ao ponto que achar que não se conhece a verdade. A Cidália está naquele ponto dos que acreditam na própria mentira e dos que olham para o espelho e a única coisa que vêem é o reflexo do que querem e não da realidade. Hoje um munícipe disse o que a generalidade pensa, aquele local não é para eles.


Seguir
( 3 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

8 Comentário em “A selfie… no Algarve”

  1. Avatar

    Aquele fatídico dia 15 de Outubro, os seguintes e o verão quente desse ano, (dos fogos e eleitoral) deveria ficar para a história deste concelho, mas a história que ninguém conta ou quer contar.

      1. Avatar

        Olhe que não… olhe que não…
        talvez contassem, com fundamento, que quem, com responsabilidades, alertados para o estado do Pinhal do Rei, assobiasse para o lado e nada fizesse, mesmo depois dos fogos de Pedrogão

    1. Avatar

      Mas a Cidália quiz contar uma história com o Memorial aos Incêndios pela módica quantia de 270 000,00€.
      Ai que o nosso mal é ter memória!

      1. Avatar

        Mas ainda há-de surgir alguma na manga até às eleições.. as estátuas não ficarão só pela Vieira, cheira-me… inaugurações precisam-se para promover a máquina socialista

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

  
Please enter an e-mail address