A estátua

CuriosoCMMG, JFV18 Comentários


Numa altura em que se sabe que a câmara não vai ajudar as colectividades e associações, é interessante pensar naquilo que irá acontecer daqui a uns dias. A inauguração de uma estátua que, pelo que hoje se pode ler, é “contra a ignorância”. Deve ser o primeiro monumento que é feito contra alguma coisa. A ideia partiu de um grupo de pessoas da Vieira que em 2018 disseram que “Somos um pequeno grupo de vieirenses empenhados em homenagear o antigo edifício da Escola Primária da Vieira, através da construção de um Memorial que retrate a essência da Escola Pública, o estatuto do antigo Professor do ensino primário, a ética republicana e todo o tipo de Conhecimento como base indispensável na obtenção da Liberdade plena do indivíduo. Para tal, convidamos o escultor Prof. Fernando Crespo, nosso conterrâneo, para a criação deste projecto. Este ‘desafio’ foi imediatamente aceite, sendo que 2/3 dos materiais e todos os custos de criação da obra serão oferecidos pelo autor, restando aos vieirenses financiar, os materiais mais nobres da obra. É nossa intenção apenas, divulgar a ideia e o projecto em primeira mão aos representantes da freguesia. Para tal anexamos 3 fotos. Muito gostaríamos, que o Senhor Presidente da Mesa da Assembleia, divulgasse esta carta e respectivas fotos por todos os deputados e pelo executivo por forma a obter um parecer favorável a esta ideia com o maior número de ‘votos’ possível (Junta e Assembleia de Freguesia). Considerando, que a propriedade do terreno é da Câmara Municipal, que terá sempre a última palavra a dizer, esse parecer, parece-nos ser determinante na obtenção da anuência do executivo camarário. A data prevista para a inauguração desta obra seria no dia 5 de Outubro deste ano“. No que vai ser inaugurado para a semana deverá ficar algo assim: “MEMORIAL. Este era o espaço do antigo passal, parte sul do Largo da Areeira, posteriormente Largo da República. Nele se edificou a Escola em 1927, concretizando um dos principais desígnios dos Homens da Primeira República: alfabetização e instrução popular. Cumpriu a sua nobre missão durante perto de 50 anos, aqui neste local que é hoje o Jardim Público e Parque Infantil. Um Grupo de Vieirenses, sob coordenação activa de Julio Gouveia, quis perpetuar a memória da Velha Escola Primária, farol na aprendizagem de muitas gerações de alunos, que em igualdade, adquiriram conhecimentos para a vida. Participando desde o início neste projecto, o antigo aluno, conterrâneo e escultor Fernando Crespo, radicado em Coimbra, ofereceu “pro bono” esta obra de arte à nossa terra e ao País. O Município financiou em exclusivo os custos com sua produção. A escultura celebra o Homem que, liberto pelo conhecimento ascende a um plano superior e nos convoca para essa caminhada. Este é um acto de gratidão e memória aos Homens e Mulheres que acreditam no Ideal Republicano e a todos os professores que dedicaram e dedicam a sua vida ao ensino“. A questão que se coloca tem a ver com o facto de, tanto quanto temos conhecimento, a câmara ter empatado ali mais de cinquenta mil euros, dinheiro que, segundo o autor, foi apenas para material. Mas para as colectividades e associações, não há nada! O autor, que foi candidato e foi eleito, renunciou ao cargo quando viu a proposta de fazer o monumento aos incêndios rejeitada, mesmo depois de aprovada a quantia de €270.000,00, e fez o coração em metal em Fátima, também inicialmente sem custos, mas que posteriormente o facturou à câmara de Ourém (ao que se sabe ainda por pagar) em €500.000,00. Independentemente de se gostar ou não do que ali vai ficar (e não gostamos), seria interessante que se percebesse o modo como a obra foi financiada, tendo em consideração o esboço inicial, o “pro bono” de que o autor faz questão de dar ênfase e perceber se não virá por aí também uma factura a seguir! Será também interessante perceber o que motivou as mudanças entre a ideia inicial e o que para a semana se vai ver ali bem no meio do largo! Não é por nada, mas ficamos sempre de pé atrás com todos os que gostam de dizer que dão!


Seguir
( 1 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

18 Comentário em “A estátua”

  1. Avatar

    Pelo que é descrito aqui e no “Região de Leiria” on line isto é um monumento “ CONTRA A IGNORÂNCIA”. Pela primeira vez se erige um monumento contra qualquer coisa… mas interpretando bem as declarações do autor Sr. Fernando Crespo, que não é um artista do regime nem bem querido pela autarquia, talvez por lhe ter trocado as voltas nos ajustes diretos, este é o monumento que irá perpetuar os “ignorantes” membros deste executivo municipal.
    Bem haja Sr. Crespo por na sua terra natal lembrar o pior executivo municipal para Vieira de Leiria.

    10
  2. Avatar

    Caro Curioso:
    Afinal qual é o monumento que vai ser construído? É que, analisando bem, as imagens que aparecem neste post são bem diferentes e a postura das figuras humanas, de um e de outro, distorcem o significado que o autor diz que representam.

  3. Avatar

    Será que os homens do monumento andam á procura das retretes?
    Eram aí sim, agora são mais á frente!

  4. Avatar

    Memorial contra a ignorância ou contra a Cidália? Confundem-se os conceitos de tão similares que são! Parabéns ao autor por conseguir extorquir umas massas à autarquia, já que as juntas, associações e coletividades não conseguem nestes tempos…

    10
  5. Avatar

    Estou curiosa para ver se nestes ajustes diretos o vereador do MpM Aurélio Ferreira vai pedir explicações á Cidália!
    Diz-se que este favorzinho da Câmara ao autor Fernando Crespo é a compensação do memorial dos fogos florestais que nunca viu a luz do dia.

  6. Avatar

    Parece que o tal monumento “ CONTRA A IGNORÂNCIA” = “CONTRA A CIDÁLIA” já vai em 80.000,00€, oitenta mil euros leu bem, em ajustes diretos pagos pela Câmara.
    Para quem disse que o monumento foi oferecido “pro bono “á terra pelo autor Fernando Crespo, nada mau.

  7. Avatar

    Parece que foi 1,5 metro cúbico de cimento e uns “barrotes” de plástico reciclável em volta que custaram por ajuste direto 30.000 €. E, ainda vai haver mais alterações

  8. Avatar

    O preço da gravilha que parece ninguém querer pagar e ainda a retirada dos barrotes que ferem a sensibilidade do autor “anti ajustes diretos”. Os barrotes saíram para darem lugar a ferro, naturalmente forjado em Coimbra. 😉

  9. Avatar

    O 1,5 metro cúbico de cimento mais os barrotes de plástico reciclável custaram em ajuste directo 30.000 €.

  10. Avatar

    Parece que com o acréscimo da gravilha e do ferro forjado facilmente remos aos 100.000 €

    1. Avatar

      Para quem tem mais de 12 milhões no banco sem saber que lhe fazer, o que são 100 mil euros?
      Mas o anónimo deve estar mesmo equivocado, a estátua não foi oferecida á terra que viu nascer o autor?
      Não foi tudo pro bono?
      Entendam-se, e digam para onde foram os 100 mil euros.

  11. Avatar

    Na inauguração na parte do agora discurso eu, agora discursos tu saberemos o preço da “oferta” dos direitos, o que a avaliar pelo umbigo do autor facilmente rondarão os 220.000 € (só a oferta). A Vieira ficará mais rica com um património destes.. onde andas Aquilino???? Fazias merda, só que foi sempre mais barata. Não ofereceste nada a ninguém, mas deram-me uma galeria. Expões frequentemente. Nuns arrumos perto do Louvre e ainda fazes biscates televisivos onde não se ouve a tua voz. Mas proto, volta, porque estás perdoado.

  12. Avatar

    Para quando a apresentação das contas do memorial?
    O Aurélio Ferreira, não diz nada sobre estes ajustes diretos? não exige a prestação das contas? não estranha tantos ajustes para a mesma obra? não denuncia o fracionamento de despesa? não estranha tantos trabalhos a mais em cima dos valores contratados?
    Compreende-se o silêncio do MpM e do seu mentor !!!!!! Tanto o autor do monumento Fernando Crespo como o empreiteiro Azinheiro foram candidatos do MpM nas últimas autárquicas.

    1. Avatar

      Ahhh !!! está tudo explicado…
      Ai Aurélio cada vez te conhecemos melhor!
      Não critiques os demais quando tu és bem pior!
      OPORTUNISTA

    2. Avatar

      A oposição ainda não promoveu um pedido de inspecção transversal a todos os sectores da câmara. Que aguarda para descobrir todos os esqueletos da Cidália e dos seus fiéis discípulos maçónicos?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

  
Please enter an e-mail address