Sempre a somar

CuriosoCMMG23 Comentários


Hoje esteve em cima da mesa na reunião de câmara o quanto é que o assunto do ex-vereador nos vai custar. É mais do que antes escrevemos. Vamos por partes. A câmara foi condenada a entregar-lhe dois lotes. Como se sabe, um lote é uma parcela de terreno urbanizável que, porque integrada num loteamento, tem que conter todas as infra-estruturas necessárias a que ali se possa começar uma construção. Ou seja, aquilo que tem que ser entregue ao ex-vereador são dois lotes e não apenas dois terrenos. Mas aquilo que foi feito não foi nada disso! A Câmara limitou-se a, no papel, autonomizar dois pedaços de terrenos e alterar a rua da Sopren para que não passasse por cima de um dos terrenos. Na prática não criou dois lotes. Significa isto que o ex-vereador, se for esperto, quando agora a Câmara quiser que ele assine a escrituras no final do mês vai-lhes fazer um ‘toma’ e vai exigir que o que lhe seja entregue sejam dois lotes e não apenas dois pedaços de terreno. A Câmara poderá ter que ser forçada a destruir a rua que andou a fazer para que prepare as infra-estruturas necessárias a que os terrenos passem a ser verdadeiramente lotes para construção e, no final, voltar a refazer a rua. Tudo custos desnecessários. Tudo isto porque não conseguiram prever o que poderá ser o que vai acontecer. E até é simples de prever. A Câmara foi condenada a entregar os dois lotes. Por cada dia de atraso a Câmara tem que lhe pagar, desde Setembro a Novembro, 300 euros por dia. De Novembro até ao dia em que os lotes lhe sejam entregues, tem que pagar 600 euros por dia. Ou seja, quanto mais tempo demorar a entrega dos lotes, melhor para o ex-vereador que assim tem um rendimento mensal de 18.000 euros, pagos por todos nós. Como a Câmara não fez as coisas bem, o mais natural é que vá ter que continuar a pagar. Já pagou o IMI que era devido, em mais de 100.000 euros, e ainda falta pagar a indemnização pelo atraso. Ou seja, a Câmara tem a pagar, até agora, quase 200.000 euros de indemnização pelo atraso, indemnização que poderá continuar a aumentar se o ex-vereador fizer, como se espera que faça, a exigência de entrega dos lotes. É que um qualquer particular, se quiser autonomizar um lote, a Câmara não deixa que o faça sem que crie todas as infra-estruturas. Porque deverá ser diferente só porque é a própria Câmara a proceder à alteração do loteamento? Não tem que ser diferente nem o é. Resumindo, os atrasos e incompetência da autarquia irão levar a que os cofres sofram um rombo desnecessário tanto mais que o que foi feito foi mal feito e irá permitir que o ex-vereador continue a ter um rendimento diário de um salário mínimo! E agora colocam-se as questões: porque demorou tanto tempo? Porque não conseguiram prever aquilo que é lógico que possa acontecer? Porque, se já há tanto tempo se passa na nova rua da Sopren, só hoje houve reunião e só para o final do mês prevêem a realização da escritura, sabendo que por dia têm que estar a pagar indemnização? E, por fim, porque são tão incompetentes?


Seguir
( 8 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

23 Comentário em “Sempre a somar”

  1. Avatar

    A vereadora Alexandra que é advogada devia instaurar já uma acção em tribunal. Eu patrocino!

  2. Avatar

    Não é possível pactuar com isto. Chamem a polícia, a cmtv!

    Chamem alguém que prenda esta gentalha!!

  3. Avatar

    Nas trutas, existe um loteamento, aprovado pelo município sem as infraestruturas ligadas à rede pública…

  4. Avatar

    Ao anonimo das 23,36 seja corajoso e chame você a policia…. esperamos a sua decisão; pessoas como esta é que são precisas mas atenção não é só garganta, tenha coragem

  5. Avatar

    É fartar vilanagem!
    Como se trata de dinheiro de todos nós, toca a gastar! Ninguém se importa. Ninguém assume responsabilidades…
    Miséria!

  6. Avatar

    E é esta a gente que querem lá mais 4 anos? Oh sr. Presidente da concelhia do PS, oh srs elementos da concelhia do PS, são estas pessoas que gerem a autarquia hoje que querem continuar a querer lá na câmara?
    O PS consegue melhor! Ou continuam a achar que não?

  7. Avatar

    Anónimo
    08.20.2020 ÀS 13:34

    Caro senhor, não vislumbramos assim á partida, ninguém do PS com disponibilidade e capacidade para ocupar a cadeira do poder da Marinha Grande, mas… quem sabe!

  8. Avatar

    Desde quando vem este caso do ex-vereador?
    Seria interessante começarem pelo princípio e, já agora saber quem é o ex-vereador.

  9. Avatar

    Obrigado, mas este caso vem desde quando? Quantos anos tem? Quem era o Presidente de Câmara há época? É que o Curioso começou pelos finalmentes.

  10. Avatar

    Pois ficamos, quase, todos na mesma, o princípio o meio não sabemos, só ficamos a saber o fim. Se não tem informação seria conveniente informar-se, para saber quem foram os pais da criança, porque quanto julgo saber, este imbróglio tem décadas, com barbas brancas e muito longas.

  11. Avatar

    Não estou a defender ou a incriminar este ou outro Executivo Camarário, mas investigue e não nos induza em erro, porque sabe que não foi este, nem os recentes executivos que por lá passaram, se soube da sentença judicial, talvez tenha lido mais qualquer coisa.

    1. Curioso

      Caro Anónimo. Naturalmente que a história não começou neste mandato nem o anterior, mas os últimos mandatos apenas tentaram protelar a solução. Basta recordar aquilo que a Cidália disse no último mandato. De qualquer modo, foi neste mandato que o assunto viu o assunto ser definido por decisão judicial que, como se sabe, até nem deu razão total ao ex-vereador pelo que cabia a este executivo cumprir a decisão com rapidez. Claro que sabemos o que o termo ‘rapidez’ significa para quem gere a câmara!

  12. Avatar

    Com a morosidade que este executivo revela em qualquer pequena decisão não será de estranhar que a indemnização se estenda até às autárquicas, apenas porque não sai do bolso da Cidália!

  13. Avatar

    Este assunto não tem anos. Anda no tribunal desde 2012. Ouvi isto na última reunião de Câmara explicado por uma das vereadoras. Que esclareceu que nos vai custar milhares de euros (ou até mais de um milhão de euros) e que existem responsáveis políticos: o PS que demonstrou até agora, até aos dias de hoje, uma incapacidade total de resolver de forma amigável a situação. Lamentável.

  14. Avatar

    Foi preciso, o Sr Autur Oliveira dar os esclarecimentos ao Jornal de Leiria, para ficarmos a saber que o imbróglio vem de 1965, e depois quantos executivos passaram pela Câmara? Só no mandato que começou em 2009 é que se nexeu no assunto, e são esses executivos que estão a ser crucificados.

  15. Avatar

    O imbróglio não vem desde 1965. Vem desde 2012 e poderia ter outro desfecho se a Cidalia tivesse cumprido a sentença. Deixou andar, e agora são milhares de euros de indemnização (600€ a vencer TODOS os dias) . Este executivo permanente tem culpa sim senhor! Tivesse cumprido a sentença a tempo e horas, e hoje não estaríamos entalados com milhares de euros para pagar!!!!

Leave a Reply