Presente, mas ausente

CuriosoAna, CMMG1 Comentário


Hoje está a decorrer mais uma reunião de câmara, com cada vereador nos seus ‘ninhos’. A Alexandra suscitou a questão das reuniões passarem a ser presenciais, como aliás já aconteceu mesmo após o início da pandemia. São já vários os meses durante os quais as reuniões são feitas sem qualquer munícipe presente e sem que haja possibilidade de poderem colocar as questões que possam ter. Ter-se-á avançado alguma coisa, mas ainda sem que se tenha ido onde deve ir. Como se sabe os serviços camarários estão já a funcionar sem limitações. Com as devidas cautelas, naturalmente, o país está aberto quase em todos os sectores. Mas, estranhamente, a Ana quer continuar a não estar presente nas reuniões, com as limitações que isso acarreta e com o exemplo que quer dar de que uns devem estar presentes a trabalhar, mas outros podem ter um regime excepcional! Por um lado espera-se que os serviços funcionem já sem limitações, mas há eleitos que preferem ficar no conforto do sofá em vez de se deslocarem às instalações da câmara para poderem dar o exemplo de que o país pode funcionar com as seguranças que se impõem (não como a Cidália fez numa assembleia municipal). Não se compreende o motivo de não haver disponibilização dos eleitos para que as reuniões sejam presenciais, independentemente daquilo que possa ainda estar previsto na lei como regime excepcional.


Seguir
( 1 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Um comentário em “Presente, mas ausente”

  1. Avatar

    Continua a política da reação e do comodismo, viram o Aurélio a falar do tema? Não! Não dava jeito á colega, depois tiveram que amanhar uma solução moderna. Ufa., o MPM continua a mostrar o que é, e o que sempre foi, proteger os telhados da vizinha.
    Parabéns Alexandra

    3
    3

Leave a Reply