Calmantes

CuriosoIEFP2 Comentários


A situação da formadora que a quem foi diagnosticado Covid, o facto de ter tentado haver ocultação da informação e a contra-informação que fizeram passar no jornal levou a que ontem a directora do IEFP se deslocasse ao polo de formação da Zona Industrial para, alegadamente, dar informações aos formandos. Sem que se conseguisse perceber o verdadeiro motivo da visita, porque segunda a directora tudo está controlado, a sua intervenção, sem direito a perguntas ou intervenção dos formandos, foi no sentido de dizer que tudo está controlado, que têm que aprender a viver com esta nova realidade. Disse que estão a ser feitos testes, apesar de não ter dito a quem nem se saber quem já foi testado. De uma forma altiva, como que de quem não quer ser importunado, a directora foi fazendo um discurso mais ou menos decorado, mas pouco esclarecedor. Foi um daqueles discursos para encher. O ponto alto da sua intervenção foi quando aconselhou os formandos a, se estiverem nervosos, tomarem calmantes! Deve ter aconselhado isso por ter sentido que o nervosismo se instalou quando teve que reconhecer que, apesar de detectado o contágio na segunda, apenas na quarta colocaram a turma que mais contacto teve com a formadora em quarentena, tendo tido aulas normalmente, apesar de potencialmente infectados, noutras instalações na terça. Há presidentes, idiotas, que aconselham tomar hidroxicloroquina, a directora ficou-se apenas pelos calmantes. Uma coisa é certa, ontem ninguém ficou mais tranquilo ou esclarecido.


Seguir
( 2 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

2 Comentário em “Calmantes”

  1. Avatar

    O meu medico de família também me receitou calmantes. Quando lhe contei que andava nervosa.

  2. Avatar

    Só tenho uma coisa a dizer ou melhor tenho varias.
    1° A menina que anda para ai a dizer que é mentira devia ter vergonha. Pois fala assim agora pois está em casa e em a segurança.
    2° Não sei porque não diz que foi uma das muitas formandas a dar o alerta para os formandos da tarde.
    3° Não fala do pânico em que se encontrava na segunda-feira durante a tarde quando ligou para alguns colegas do pólo para tentar perceber o que se passava.
    4°Não diga que é mentira algo que não presenciou.
    Concluindo ou está a tomar calmantes e realmente esta a encarar as coisas de outra forma ou é como os incendiários, ateia, esconde-se e depois vem ver e ajudar a apagar. Pois de outra forma já teria feito comentário no outro post «O Segredo».
    Ps. Para a próxima diz as pessoas a quem ligas para não porem os telemóveis em alta voz, nos corredores ouvia-se tudo.

Deixar uma resposta