À espreita…

Categoria CMMG by Curioso9 Comentários


Raras são as reuniões de câmara em que os eleitos não se queixam de falta de informação com os assuntos que são levados para deliberação. Ou são os pareceres que faltam, ou são elementos que deveriam ter sido enviados e não o são… quase nunca os processos são levados a reunião para aprovação completos. Claro que a Cidália tem apenas culpa parcial porque não exige aos serviços que cumpram a sua função. Na reunião da segunda aconteceu o caricato de os vereadores estarem a receber aquilo que faltava durante a própria reunião. Aquilo que deveria ter sido enviado antes não o foi e caiu aos pinguinhos à medida que ia sendo necessário. Percebeu-se que o chefe de gabinete estava atento ao que se estava a passar e foi tentando minimizar os efeitos de mais uma barracada dos serviços. Claro que não tem mal ele ter estado à espreita para ir conseguindo dar resposta, mas qual a necessidade de isso acontecer? Nenhuma! A câmara comprou um software há largos meses que iria, supostamente, auxiliar a tomada de decisão por parte dos eleitos, permitindo que eles acedessem a essa nova plataforma e terem acesso a tudo. Até tiveram direito a demonstração e tudo! Mas, como em quase tudo que o executivo mexe, ficou-se por aí. Percebeu-se, se dividas houvesse, que tudo continua a ser feito à boa maneira antiga, com as ordens de trabalho e documentação a ser enviada por um serviço público de envio de grandes ficheiros e, à medida do que se vai precisando, vão-se enviando uns emails. E isto leva a duas questões! Para que se comprou um software se não se lhe dá uso e que garantias existem de que o serviço público de envio de documentos é inviolável ao ponto de não ser hackeado quando se sabe que aos vereadores são enviados documentos que revestem natureza não pública. Vivemos num concelho inovador, à frente da quase totalidade deles, com tecnologias de ponta, mas a câmara continua na era dos telegramas!


Seguir
( 2 Seguidores )
X

Seguir

E-mail : *

Comentar com conta do Facebook

comentario(s) no Facebook

Comentários

  1. Avatar

    Figuras fracas, de uma sociedade outrora tão forte…
    Que tristeza.

  2. Avatar

    Em relação ao post que acho ser muito pertinente, só questiono o seguinte:
    porque é que o chefe de gabinete não faz o seu trabalho? porque precisa ele de estar “injetar” documentos durante a reunião e não o faz com antecedência devida? Facilitaria o trabalho da presidente e dos vereadores que assim estudariam os assunto e apenas precisavam de questionar o necessário e partiam logo para a decisão. Se tal está acontecer, só vejo uma intenção premeditada, é o chefe de gabinete querer “encrencar” o trabalho da presidente e depois ele aparecer para a acudir e ficar bem visto. Aproveitamento para eleição futura.

    1. Avatar

      O chefe de gabinete está a aprender com a Cidalia para lhe puxar o tapete

  3. Avatar

    Mas afinal o chefe de gabinete o que faz? Não deve de ajudar a presidente no trabalho que antecede as reuniões? Fraca gente.

    1. Avatar

      Faz despachos por ela, pois a senhora não sabe o que é um rato com rodinha!

  4. Avatar

    Sem traquejo para a função que ocupa, quanto mais para outros voos.

  5. Avatar

    O Chefe de Gabinete também pode servir para ….MINAR por dentro a actividade da presidente. Mas temos muitas duvidas!
    Mas o que se vem passando repetidamente reunião após reunião já aqui o denunciamos há muito tempo. .

    Quem assiste ás reuniões tem visto que faltam sempre, mas sempre documentos! Mas não há problema a “Tia” vai enviar por mail. Só que isso nunca acontece!

    Tenham um resto de semana…feliz!

    Obs. “Tia” não se esqueça que continuamos tal como a vereadora Alexandra à espera do “RELATÓRIO CABO VERDE”. Não vamos descansar enquanto não for tornado publico, valeu?

  6. Avatar

    A última reunião era digna de um programa ao estilo de Gato Fedorento. Estão a ver a riqueza do material que o Ricardo teria para trabalhar?

Deixe um comentário

  
Please enter an e-mail address